You are currently browsing the monthly archive for agosto 2011.

Esse é o post de número 100 na história desse blog.VIVA!!!

Para ler a primeira parte,clique ali->O circuito que mais se parece um estádio de futebol-Parte 1

Recentemente,aconteceu uma reforma no asfalto(na verdade a pista é feita de concreto) do Bristol Motor Speedway.O motivo era simples:os carros só podiam fazer ultrapassagens por dentro.Com a nova reforma,agora um carro pode ultrapassar o outro por fora.

Atualmente,a pista é uma das mais recomendadas para ver uma corrida de carros.

CURIOSIDADES

O circuito possui uma grotesca inclinação nas curvas de 36 graus,mais 7 e fica igual a AVUS.

O complexo do circuito tem uma aparência idêntica à de um estádio de futebol com arquibancadas ao redor de todo o circuito.

O circuito possui duas pistas para fazer os pits stops.

É considerado o oval de meia milha mais rápido do mundo.

Atualmente a pista recebe corridas da NASCAR Sprint Cup Series,NASCAR Nationwide Series e da NASCAR Camping World Truck Series.

TRAÇADO

Reta principal:Reta pequena,tem que acelerar bastante pra pegar um vácuo e conseguir a ultrapassagem na Curva 1.

Curva 1:Curva de 36 graus de inclinação.Primeira tentativa de ultrapassagem na volta.Quem fizer essa curva por dentro,sairá em grande vantagem para conseguir a ultrapassagem.

Reta oposta:Reta do mesmo tamanho da primeira.Serve a lição da reta principal.Tente acelerar o máximo possível para pegar o vácuo e tentar a ultrapassagem.É nessa reta aonde o piloto sai dos boxes.

Curva 2:Curva de 36 graus de inclinação.Pode continuar tentando a ultrapassagem.Depois de curva,vem a entrada dos boxes.

Onboard do jogo Oval Pro Series no Bristol Motor Speedway.
Anúncios

Voltando a falar sobre pistas onde corram carros.Bristol Motor Speedway é um dos circuitos mais populares dos EUA.Ele fica localizado em Bluff City no estado do Tennessee.

Imagine se você entra num lugar com dezenas de milhares de pessoas nas arquibancadas,todas olhando para o centro do local aonde está acontecendo todo o entretenimento.Aí você vai pensar “Ah é um estádio de futebol” .Olhe de novo e você vai perceber que não é um estádio de futebol e sim um oval de meia milha.Um oval de meia milha chamado Bristol Motor Speedway.

O segundo menor circuito oval de toda a NASCAR(perdendo só para Martinsville) teve sua inauguração em 1961.O primeiro a andar na pista récem-nascida foi Tiny Lund com um Pontiac.Na primeira corrida na pista,quem saiu vitorioso foi Jack Smith.

De lá pra cá foram várias corridas ótimas com acidentes incríveis,hoje a pista é considerada uma ótima corrida de se ver,pois se ficar em apenas um ponto da arquibancada,já dá pra ver toda a extensão da pista.Como a pista é pequena,depois de apenas umas 10 voltas,o líder já vai dar de cara com pelo menos um retardatário.Ou seja é um espetáculo a parte.

É como se fosse entrar num estádio e ver uma corrida de carros

Amanhã a segunda parte.

Bruno Senna vai ser piloto titular na Bélgica substituindo Nick Heidfeld,segundo a Renault

Bruno Senna ocupará o lugar de Heidfeld e pilotará um dos carros da Renault no GP da Bélgica

A Renault confirmou nesta quarta-feira que Bruno Senna será um de seus pilotos no GP da Bélgica. O brasileiro substituirá o alemão Nick Heidfeld na corrida deste domingo.

“A Lotus Renault tem o prazer de anunciar que Bruno Senna correrá ao lado de Vitaly Petrov neste fim de semana no GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps. Ele participará da entrevista coletiva oficial da FIA nesta quinta-feira”, informou a Renault em comunicado oficial. A equipe também confirmou que divulgará uma nota na manhã desta quinta para comentar sobre o caso.

Os rumores de que o brasileiro substituiria Heidfeld aumentaram nesta manhã. A Renault divulgou em seu site oficial uma entrevista com o piloto russo Vitaly Petrov, mas ele não fez qualquer menção a quem seria seu companheiro na prova, disputada no circuito de Spa-Francorchamps.

Além disso, a Renault ainda não havia enviado aos jornalistas um comunicado com comentários sobre o GP da Bélgica. As equipes costumam mandar tal documento cerca de uma semana antes de cada prova.

A escuderia não especificou se Bruno Senna guiará um de seus carros até o fim desta temporada ou se o brasileiro correrá apenas no GP da Bélgica. Ele já havia participado do primeiro treino para o GP da Hungria, no mês passado, e foi elogiado por membros da Renault.

A equipe estava descontente com o desempenho de Heidfeld, principalmente nos treinos classificatórios. Curiosamente, o piloto alemão ocupa o oitavo lugar no Mundial de pilotos com 34 pontos, dois a mais do que Petrov. Ele ameaçou entrar na Justiça caso fosse substituído pelo brasileiro.

Bruno Senna também contou com um importante aporte financeiro. A Genii Capital, dona da Renault, firmou uma parceria com a empresa brasileira WWWI Group em agosto, em um portfólio de US$ 10 bilhões para investimento em projetos de infraestrutura e imóveis no Brasil. Heidfeld, por sua vez, não trazia patrocínios à equipe, que começou a sofrer com a falta de dinheiro e perdeu espaço para seus concorrentes

Agora também resta saber se B.Senna vai continuar na Renault em 2012,olha que ele tem concorrência de Kubica(quando ele melhorar),Petrov e Grosjean.

Divulgação/Site oficial do Tom Cruise

Tom Cruise num Red Bull

Pra ver como qualquer um pode pilotar um Fórmula 1.Tom Cruise pilotou um carro da Red Bull num teste privado no sul da Califórnia.E pensar que eu não consigo nem pilotar de kart(é meu sonho virar piloto de corridas).

Acompanhado por David Coulthard, ex-piloto de Fórmula 1 e embaixador da equipe, Cruise deu algumas voltas no circuito de Willow Springs. O evento fez parte de uma excursão da escuderia aos EUA, com o intuito de promover a categoria.

“Tom realmente sabe o que faz. Fiquei surpreso ao ver como ele pegou rápido o jeito do carro e se mostrou talentoso. Sua habilidade é incrível, considerando a complexidade em se guiar um carro de Fórmula 1. Ele é um cara que também faz coisas impressionantes na vida real. Ele me impressionou” disse o ex-Red Bull e McLaren,David Coulthard.

O teste durou sete horas, e segundo os dados da telemetria, Cruise conseguiu melhorar os seus tempos nums impressionantes… onze segundos. E toda a gente ficou impressionado com as suas capacidades de pilotagem. Pena ser velho demais para conseguir uma segunda carreira na Formula 1, não é? Sempre pode tentar as 24 Horas de Le Mans, como fez Paul Newman,por exemplo.

O ator, de 49 anos, completou 24 voltas no circuito e atingiu a velocidade de 291 km/h.

Se considerarmos que talvez 90 ou 95% de pessoas mal conseguiriam largar com um F1.

Pra ver como qualquer um pode correr de F1.Eu não consigo nem andar de kart.

O assunto tá tão nulo que nem minha criatividade ajudou.O que ela disse foi:

-Escreve sobre o Franck Montagny.

E eu falei:

-Porra! Franck Montagny!!

E como é minha massa cinzenta que manda em mim,não tive escolha.Tá aí um post sobre Franck Montagny na F1.

Franck Montagny foi campeão da World Series by Renault em 2001 e 2003,o que chamou a atenção de Flavio Briatore.Franck virou piloto de teste da Renault,e foi aí que a carreira de testes de Montagny começaria.

Sergei Zlobin

Pelo menos finge que esse é o Montagny num Minardi de 2002

Paul Sttodart resolveu dar uma chance para o Franck.Não tenho informações de aonde foi ou se ele foi bom ou ruim.

Franck ficava com aquela esperança de que ares melhores vão aparecer.Fez vários testes para pneus,asas,chassis,etc. e alguns treinos de sexta.

2004 veio e Franck tinha alguma chance de ser ao menos segundo piloto da equipe Renault,MAS a equipe preferiu continuar com o italiano queixudo chamado Jarno Trulli.De novo Franck iria andar nas pistas sozinho,vendo se o pneu tinha sido feito de borracha,vendo se aquela cadeira da arquibancada estava com a mesma cor das outras cadeiras,vendo se aquele passarinho fez o número 2 ali mesmo,vendo aquilo ali e aqui.

Montangny num Renault

Mas Montagny tinha uma esperança,Trulli tinha sido mandado pro olho da rua no final da temporada 2004.MAS pra ver como essa vida é infeliz,Briatore preferiu chamar o desempregado Jacques Villeneuve.MAS Villeneuve faz corridas abaixo do esperado e é sacado da Renault deixando uma vaga em aberto.E Montagny pensou:

-Agora vai,não é possível que um raio pode cair duas vezes no mesmo lugar.

E não é que o raio caiu duas vezes no mesmo lugar.O raio era italiano e se chamava Giancarlo Fisichella.Briatore preferiu o Fisico a chamar um francês campeão de World Series não sei o que.

Montagny continuou a sua vida solitária nas pistas testando pneus e asas.Para ver se conseguia alguma chance,Montagny até serviu de piloto reserva da Jordan,o que tambem não ajudou ele a fazer ao menos uma corrida.

Montagny na Jordan,e vocês pensando que era mentira

Cansado de ser piloto de teste,Montagny tentou outros ares.Virou piloto reserva da recém-chegada Super Aguri.Com as macaquices de Yuji Ide no GP de San Marino,Ide é suspenso por um GP.Era a chance de Montagny finalmente correr,afinal tinha como concorrente um Sakon Yamamoto.Aguri Suzuki decidiu no uni-duni-tê quem seria o escolhido pra correr no GP da Europa.E finalmente a sorte apareceu e Montagny iria correr em Nurburgring.

No treino classificatório,Montagny faz horrendos 1.46.505.Para comparar,o pole-position Fernando Alonso fez 1.31.138.E seu companheiro Takuma Sato fez 1.35.239,mas com a punição de Rosberg por causa dos motores,Montagny largou na posição 21.

Na corrida,Montagny abandonou com problemas hidráulicos na volta 29.

Montagny acelerando em Nurburgring,achei o carro bonito

Yuji Ide iria voltar para sua vaga normal na Super Aguri e Montagny voltaria a ser piloto reserva,mas isso não aconteceu.A FIA resolve cassar a super-licença de Ide e Montagny poderia continuar a correr pela Aguri.Que felicidade com a tristeza dos outros!!!

Na Espanha,Montagny melhorou sua diferença sobre Sato,ele fez 1.20.763 contra 1.18.920 de Sato.Com Coulthard não fazendo tempo e Villeneuve punido por conta dos motores,Montagny largaria na posição 20.Já é uma evolução.

Na corrida ele não teve a mesma sorte,ele abandonou na volta 10 com um tal de driveshaft.

Montagny em Mônaco

Em Mônaco,Montagny conseguiu diminuir pra valer a diferença.Ele fez 1.17.502 contra 1.17.276 de Sato.Com Massa não fazendo tempo e M.Schumacher sendo punido por parar intencionalmente na La Rascasse para garntir a pole position,Montagny iria largar na posição 20 de novo.

Montagny conseguiu terminar a corrida primeira vez,ele conseguiu terminar na posição 16,na frente apenas Jarno Trulli que tinha abandonado a seis voltas do fim.Seu companheiro Sato não terminou a corrida com problemas elétricos.

Na Inglaterra,Montagny consegue a posição 21 na frente de Jarno Trulli que não tinha feito um volta oficial.

Montagny conseguiu terminar a corrida em último 3 voltas atrás do líder.

No Canadá,Montagny conseguiu o último tempo da qualificação,mas como Coulthard foi punido por causa dos motores,Montagny largou na posição 21.

Montagny acabou abandonando na volta 2 com problemas no motor.

Na terra de George W. Bush,Montagny conseguiu o último tempo,agora sim ele ia largar em último.

Montagny acabou abandonando num multi-acidente na largada.

Antes do GP da França,a Super Aguri anunciou que Montagny iria deixar o cargo de piloto principal depois do GP da França.Sakon Yamamoto iria pilotar os carros japoneses em substituição de Montagny.

Na sua terra natal,a França,Montagny finalmente conseguiu ficar a frente de Sato por 2 décimos.

Na corrida ele conseguiu completar em último 3 voltas atrás do líder.

Montagny pilotando um Super Aguri

Sem equipe,Montagny resolve voltar a flertar com a Renault,e mais uma vez ele volta a ser piloto de testes.

Em 2008,a Spyker estava sendo comprada por uns indianos e tinha virado a Force India.Sutil já estava com uma das vagas da FI.Com o outro sem ninguem,a equipe resolveu fazer um vestibular com Giancarlo Fisichella,Roldan Rodríguez,Giedo Van Der Garde,Christian Klien,Vitantonio Liuzzi e FRANCK MONTAGNY.Ele não desiste da F1.

Montagny correndo com uma pintura belíssima da FI na pré-temporada de 2008

Montagny não conseguiu ganhar o “vestibular” da Force India.O felizardo foi Giancarlo Fisichella.Outro favorito,Ralf Schumacher foi o último e ainda soltou farpas sobre a equipe “Eu não quero correr nessa equipe em 2008” .

Franck Montagny resolveu finalmente desistir desse negócio de Fórmula 1.Ele foi se aventurar pela American Le Mans Series.

peugeot 908 hdi fap 2011 1000 km spa francorchamps

Um desses carros eu acho que é do Montagny

Seguindo com os carros da temporada 2006 de Fórmula 1,agora com o Williams FW28

As novas regras para a temporada de 2006 não favoreceram a Williams, que teve uma temporada muito ruim, a qual não se via há muito tempo. O novo carro, o FW28, vinha recheado de mudanças, entre elas, o novo motor Cosworth V8, e mudanças dos pneus para os japoneses da Bridgestone.

O novo carro teve de ser projetado em torno dessas mudanças e novas regras, para que assim o time conseguisse os melhores resultados possíveis. As mudanças em termos de design foram várias, uma vez que os departamentos de aerodinâmica das equipes tiveram de trabalhar bastante, para compensar a troca dos motores. As mudanças na traseira foram as maiores, como exemplo a nova asa traseira, que buscava conciliar um bom desempenho aerodinâmico, assim como um bom desempenho em altas velocidades.

As laterais do modelo adotaram um conceito mais alto, buscando melhorar, e direcionar o fluxo de ar para a traseira do carro. Já na frente do modelo, a Williams adotou o estilo de suspensão zero-keel, e esta mudança era fundamental, pois esta solução proporcionava a melhor opção em termos aerodinâmicos também. A asa dianteira também mudara, com um desenho agora mais suave, e arredondado

E se as novas regras já mudaram bastante a filosofia aerodinâmica do bólido, o setor de mecânica teve de trabalhar duro igualmente, em grande parte pelos novos pneus Bridgestone e os novos motores V8. Os novos pneus demandaram uma completa revisão da distribuição de peso do carro, assim como a geometria das suspensões, para que assim houvesse uma certa harmonia entre o design e os novos pneus.

Já o novo motor CA2006, foi testado primeiramente na Williams em novembro de 2005, para que os técnicos do time obtivessem dados fundamentais para o desenvolvimento do carro. Os Cosworth se mostraram confiáveis, porém nem sempre potentes, o que prejudicava um tanto o time de Frank Williams.

Entretanto, as mudanças do novo FW28 não surtiram em bons resultados, e se a temporada de 2005 fora amarga, a de 2006 seria pior ainda. O bólido apresentava um problema na dirigibilidade que afetava o desempenho na entrada das curvas, e isto atrapalhou um bocado o time, além de problemas com relação a confiança do carro uma verdadeira decepção para uma equipe tradicional nas corridas, e que sempre primou pela excelência na engenharia.

A temporada começou um tanto promissora para o time, com Webber e Rosberg terminando nos pontos, além da volta mais rápida estabelecida pelo estreante Rosberg. Porém, após este bom início, a equipe só afundou, não conseguindo estabelecer um bom ritmo, e terminando a temporada de 2006 com magérrimos 11 pontos, e com a 8° posição nos Construtores.

Dados:

Equipe: Williams F1

Designers: Sam Michael (Diretor técnico)

                 Jörg Zander (Chefe de design)

                 Loic Bigois (Chefe de aerodinâmica)

———————————————–
Dados técnicos:

Chassis: Monocoque moldado em fibra de carbono

Suspensão: Independente, feita de fibra de carbono e outros materiais, sistema push rod com molas de torção (suspensões dianteira e traseira)

Motor: Cosworth CA2006, V8, 90° de inclinação, montado longitudinalmente, aspirado naturalmente,2.4 litros, 95 kg de peso, 4 válvulas por cilindro, bloco do motor feito de alumínio

Transmissão: Williams/Xtrac, 7 velocidades e uma marcha reversa (marcha ré), sequencial, semi automática

Combustível: Petrobras

Pneus: Bridgstone, com rodas OZ
———————————-
Pilotos:
9 Mark Webber

10 Nico Rosberg

Pilotos de teste:

Alexander Wurz

Narain Karthikeyan
——————
Pontos: 11

Corridas: 18

Vitórias: 0

Poles: 0

Voltas mais rápidas: 1

Posição no Mundial de Construtores: 8° lugar

WILLIAMS FW28 ONBOARD

Só achei esse vídeo de um jogo de videogame 🙂

Novo carro da World Series by Renault foi apresentado ontem e com uma novidade,a ASA MÓVEL

Romain Grosjean no novo modelo da World Series

 A World Series by Renault apresentou hoje, em Silverstone, o novo carro que será utilizado a partir do ano que vem. Romain Grosjean foi o responsável por pilotar o modelo em público pela primeira vez.

Segundo informou a organização da categoria, o objetivo é tornar o bólido mais parecido com um F1 do que o atual, já que a World Series é um dos últimos patamares entre as categorias de base de monopostos.

Por isso, foram feitas diversas modificações aerodinâmicas, além da implantação de alguns dispositivos já utilizados na maior categoria de fórmula do automobilismo mundial.

Fabricado pela Dallara, o chassi tem 613 kg, 15 a menos que o deste ano. As asas foram redesenhadas para ficarem mais parecidas com as de um F1 e o carro conta com novos sistemas eletrônico, de embreagem pneumática e de câmbio.

O motor, feito pela Zytek, passa de V6 para V8 e vai ter 530 cavalos de potência, 50 a mais que o utilizado em 2011.

Mas a maior novidade fica por conta da implantação da asa móvel, que começou a ser usada pela F1 nesta temporada, como forma de aumentar o número de ultrapassagens da categoria.

O conceito é o mesmo: por um botão, o piloto aciona a abertura de uma lâmina da asa traseira, reduzindo o arrasto aerodinâmico e proporcionando ganho de velocidade em reta. A organização ainda não informou as regras para utilização do dispositivo.

Segundo a World Series, o novo carro já foi testado em vários circuitos europeus entre os meses de junho, julho e agosto. Romain Grosjean e Andy Soucek foram dois dos pilotos a conduzirem o monoposto durante os treinos.

Na pista espanhola de Motorland, o carro teria virado tempos até 2s6 mais rápidos que o da pole position da primeira bateria da prova deste ano, que ficou em 1min42s901.

A World Series planeja construir os 26 chassis até janeiro do ano que vem, para que as equipes possam realizar os primeiros testes coletivos a partir de março.

Imagine isto sendo feito por um carro da World Series

O piloto escocês David Coulthard, que deixou a Fórmula 1 em 2008, teve uma experiência inusitada na sexta-feira ao pilotar o carro da Red Bull em Austin, no Texas, local que vai receber um Grande Prêmio da categoria em 2013.

Enquanto o circuito não fica pronto para a Fórmula 1, foi longe do astalto que Coulthard guiou o carro, levantando poeira em uma fazenda na cidade norte-americana e correndo ao lado de cavalos em um trajeto off-road digno de um rali.

Um Five Top bem rapidinho pros meus queridos leitores.

5-DESIRÉ WILSON

A sulafricana fez apenas uma corrida na história da F1.Correu de Williams(o nome oficial nem era Williams,era Brands Hatch Racing).Correu no GP do Oeste dos Estados Unidos,mas não se classificou.

4-GIOVANNA AMATI

Ela foi a última mulher que participou de uma corrida de F1.Correu na África do Sul,México e no Brasil pela Brabham.Não se classificou para nenhum dos três GPs.Ela era italiana.

3-DIVINA GALICA

divina-galica-inglaterra1976-lat

Esse foi o último carro 13 da F1.Correu de Surtees e Hesketh.Correu três GPs e não foi bem sucedida nas suas tentativas.Ela era britânica.

2-MARIA TERESA DE FILIPPIS

A primeira mulher piloto da história da F1.Ela pilotou pela Maserati e pela Behra-Porsche.De 5 qualificações,passou por 3 delas.Mulherzinha boa no volante.

1-LELLA LOMBARDI

A primeira mulher a marcar um ponto na história da F1.Não foi tecnicamente 1 ponto,foi 0,5 pontos pois a corrida(GP da Espanha de 1975) foi interropida por conta do grave acidente de Rolf Stomellen.Lombardi correu de March,Williams e RAM.Ela era italiana.

Ainda teve mais três outras mulheres a guiar um F1.

SARAH FISHER

Em setembro de 2002 a piloto americana Sarah Fisher teve a opurtunidade de guiar um carro da McLaren depois dos treinos livres de sexta-feira em Indianapolis,local do Grande Prêmio dos EUA daquela temporada.Ela guiou o modelo MP4-17,conseguiu a opurtunidade graças ao patrocínio da Tag Heuer.

KATHERINE LEGGE

A piloto britânica Katherine Legge guiou um Minardi PS05 em Novembro de 2005.Porém devido ao mau desempenho,não conseguiu uma vaga para a temporada seguinte.O teste durou apenas 27 voltas.

MARÍA DE VILLOTA

Pra ver como sou atualizado.Acabaram de dar a notícia no Tazio de que uma espanhola guiou um Renault de F1.María de Villota testou um Renault(modelo de 2009 com a pintura de 2011) no circuito de Paul Ricard.O teste aconteceu no começo de agosto,mas só agora a equipe anunciou que o teste tinha acontecido.de Villota disse que realizou um sonho.

Danica Patrick iria fazer um teste no final de 2008 pela Honda,mas a Honda faliu e Danica não pode fazer o teste.

Sem assunto mais uma vez,vai as dez pistas mais perigosas do mundo.

10-AVUS

Numero de mortes:desconhecido.

Acidente famoso:O acidente de Richard von Frankenberg no famoso curvão de 43 graus de elevação.O carro dele voou e caiu lá pra fora da pista.Morte na hora.

Onde está o perigo:O curvão arredondado de 43 graus de elevação.

9-FUJI ANTIGO

TRAÇADO

Numero de mortes:desconhecido

Acidente famoso:Gilles Villeneuve e Ronnie Peterson acabaram se acidentando e causando duas mortes de dois espectadores.

Onde está o perigo:A curva Daiichi,uma curva enorme onde qualquer erro pode ser fatal.

8-SPA-FRANCORCHAMPS

 

 

Mortes: 23 (pilotos).

 

Acidente famoso: na vigésima volta do grande prêmio da Bélgica em 1960, Chris Bristow tentava manter seu Cooper à frente da Ferrari de Willy Mairesse. Ele capotou seu carro na curva Burnenville, morrendo decapitado. Stirling Moss fraturou ambas as pernas e diversas costelas no mesmo local um dia antes.

 

Onde está o perigo: a curva Eau Rouge de Spa é uma das mais amadas do automobilismo, mas também é parte de uma das pistas mais perigosas. Construída originalmente em 1924, a pista atual pouco se parece com o traçado original. Desde sua inauguração, 23 pilotos lá perderam suas vidas.

7-LE MANS

TRAÇADO

Mortes: 24 (pilotos).

Acidente famoso: Le Mans é o local do pior acidente automobilístico até hoje, ocorrido em 1955, matando entre 80 e 100 espectadores e ferindo outros 120, além do piloto Pierre Levegh. Como resultado, todas as formas de corridas foram banidas em vários países europeus até que as pistas ficassem mais seguras. Apesar da maioria dos países terem derrubado suas proibições, as corridas ainda estão banidas da Suíça (apesar de uma das câmaras do parlamento ter aprovado o fim da proibição).

Onde está o perigo: disputado desde 1923, as 24 Horas de Le Mans é um dos eventos automobilísticos mais glamourosos do mundo. O circuito tem uma reta de quase 6 km, na qual os carros atingiam velocidades de até 400 km/h – essa reta, a Mulsanne, foi dividida com duas chicanes a partir de 1990. Até hoje, o Circuit de La Sarthe foi o local da morte de 24 pilotos.

6-DAYTONA

TRAÇADO

Mortes: 28 (pilotos).

Acidente famoso: a morte de Dale Earnhardt na última volta das 500 milhas de Daytona em 2001 é uma das mais lendárias. Em busca de sua segunda vitória na prova, Earnhardt atingiu o muro a cerca de 250 km/h, morrendo na hora. O dia ficou conhecido como Domingo Negro pela imprensa esportiva, título que permanece até hoje.

Onde está o perigo: segundo o Orlando Sentinel, desde sua inauguração em 1959, 28 pilotos morreram no Daytona International Speedway. A inclinação da pista é de 31 graus nas curvas e 18 graus na reta principal.

5-MONZA

Monza

TRAÇADO

Mortes: 42.

Acidente famoso: o acidente fatal de Wolfgang Von Trips em 1961 em sua Ferrari 156 Sharknose pôs fim aos carros da F1 no setor do traçado oval da pista, e às esperanças de Von Trips vencer o mundial de pilotos, quando precisava apenas de um terceiro lugar em uma das duas provas finais.

Onde está o perigo: inaugurado em 1922, Monza é uma das pistas mais antigas desta lista. Em sua configuração original, além da parte oval, a pista se cruzava – com a parte inclinada do oval sobre um viaduto. Atualmente, algumas das velocidades mais altas da Fórmula 1 são atingidas em Monza.

4-INDIANAPOLIS

Indianápolis

TRAÇADO

Mortes: 42.

Acidente famoso:No dia 28 de maio de 1995,Stan Fox sofreu um dos acidentes mais violentos da história da Indy 500 e do automobilismo norte-americano, logo na primeira volta. Seu carro se envolveu em uma batida juntamente com Lyn St. James,Eric Bachelart,Gil de Ferran,Carlos Guerrero e Eddie Cheever,acertando com extrema violência o muro da curva 1. O impacto foi tão forte que os pés de Fox ficaram expostos na frente do carro. Apesar disso, ele sobreviveu, e preferiu não continuar correndo profissionalmente, aos 42 anos de idade.

Onde está o perigo: Mike Conway por pouco não entrou na lista de fatalidades de Indianápolis, durante as 500 milhas deste ano. Desde sua construção em 1909, levou a vida de 42 competidores, a mais recente em 2003, com a morte de Tony Renna durante uma sessão de testes de pneus.

3-O rali Paris-Dakar

Paris Dakar Crash Photo

TRAÇADO

Mortes: 45.

Acidente famoso: Pascal Terry morreu no percurso de 2009 na Argentina após ficar sem combustível. Um erro de comunicação dos organizadores o confundiu com seu irmão, assim as buscas começaram três dias depois, quando já era tarde demais.

Onde está o perigo: disputado entre Paris e Dakar no Senegal desde 1979, o Rali Dakar põe pilotos e navegadores nos terrenos mais inóspitos do planeta. Desde o ano passado, o rali passou a ser organizado aqui na América do Sul por questões de segurança. No total, 45 competidores perderam a vida na prova, sem contar os espectadores.

2-NURBURGRING NORDSCHLEIFE

TRAÇADO

Mortes: 52.

Acidente famoso: em 1976 Niki Lauda quase morreu após um acidente no traçado com sua Ferrari, recebeu a extrema unção, mas voltou às pistas duas corridas depois, na Itália.

Onde está o perigo: chamada de “The Green Hell” (o inferno verde) por Sir Jackie Stewart, desde sua construção na década de 1920, o Nordschleife (o anel norte) levou a vida de 52 pilotos, o último deles Leo Lowenstein em abril desse ano, com um Aston Martin V8 Vantage.

1-ISLE OF MAN TT

TRAÇADO

Mortes: 227.

Onde está o perigo um lugar onde motos alcançam os 290 km/h em estradinhas de pista simples, é até surpreendente que o número de mortes não seja maior em seus 103 anos de história. De longe, a campeã de nossa lista.

 

Tuíter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Calendário

agosto 2011
D S T Q Q S S
« jul   set »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 18 outros seguidores