Voltando com a série falando sobre equipes que não fizeram muito sucesso,agora falando sobre a Penske(a mesma da Indy).

A Penske começou na F1 em 1971 com um McLaren M16 de Indy modificado para F1,virando um M19A.O piloto seria Mark Donohue e a equipe disputaria os GPs do Canadá e dos EUA.No Canadá,Donohue consegue um surpreendente terceiro lugar,atrás apenas de Ronnie Peterson e Jackie Stewart.Nos EUA,Donohue daria lugar para David Hobbs,piloto campeão da Formula 5000.Hobbs termina em décimo e uma volta atrás.

O Penske M19A pilotado por Mark Donohue

Depois de 1971,a Penske só voltou a correr em 1974,no Canadá e nos EUA.O chassis era um Penske PC1 e seria pilotado por Mark Donohue.Ele terminou na posição 12 e duas voltas atrás do líder.Pelo menos ele ficou na frente de Jacky Ickx e Graham Hill.Nos EUA,Donohue abandona na volta 27 com problemas de suspensão.

Penske PC1 de 1974

Em 1975,a Penske vai para a sua primeira temporada completa.Utilizando o mesmo PC1 utilizado em 1974.Mark Donohue iria ser o piloto.A equipe consegue marcar quatro pontos durante a temporada com dois quintos lugares nas etapas de Suécia e Inglaterra.Mas Donohue sofre grave acidente na Áustria e acaba morrendo.John Watson substitui Donohue na última etapa dos EUA.Watson fica em nono na sua única etapa.

 

Penske PC1 de 1975

CONTINUA…

Anúncios