Após o decepcionante campeonato de 2005, tendo um carro fraco o suficiente para conseguir apenas uma vitória e tendo a Renault e a McLaren como meta, a Ferrari construiu o 248 F1 para retomar o lugar mais alto da F1. O nome 248, vem pela nova motorização, 24, da capacidade do motor, e 8, o número de cilindros. A FIA mudara o regulamento, e os motores agora eram os V8.

O 248 vinha recheado de mudanças para levar os italianos ao topo novamente, por exemplo, além do novo motor, o chassis era mais leve que o de seu antecessor, e o seu desenho fora modificado, com mudanças também nos defletores. O sistema de refrigeração fora revisado para atender as necessidades do novo motor V8. Outras mudanças significativas incluem o a entrada de ar para o motor, o tamanho do tanque de combustível, e os elementos das laterais do carro, assim como o desenho do escapamento. A mudança mais interessante foi a colocação dos vidros retrovisores nas laterais do carro, servindo mais de elemento aerodinâmico do que para a visão dos pilotos.

A caixa de marchas de sete velocidades mostrava uma evolução da caixa feita de carbono introduzida no F2005, e também montada logitudinalmente. Já suspensão traseira foi desenhada para aumentar o coeficiente aerodinâmico na traseira do carro, e também melhorar a parte mecânica, como os pneus da marca Bridgestone.

 Com todas as mudanças, a Ferrari conseguiu voltar ao topo com boas vitórias, ainda que não conseguisse superar seu maior rival, o Renault R26, que foi o carro mais rápido durante a primeira metade da temporada. Com outras mudanças aerodinâmicas ao longo da temporada, a 248 melhorou seu desempenho, assim como mudanças no motor, que no começo da temporada gerava algo em torno dos 730 hp, e com mudanças chegava aos 780 hp de potência ao final da temporada.

A Ferrari não conquistou o título de Construtores nem o Mundial de Pilotos, mas melhorara muito seu desempenho em relação ao sombrio ano de 2005. Era também um carro muito importante para a Ferrari, pois marcava a aposentadoria de Michael Schumacher das pistas, e da equipe do carro vermelho, na qual conquistara nada mais que 5 títulos.

Dados:

Equipe: Scuderia Ferrari

Designers: Aldo Costa
                Rory Byrne
————————
Dados técnicos:

Chassis: Monocoque moldado em fibra de carbono

Suspensão: Suspensão independente, feita de fibra de carbono e alumínio, sistema push rod ativado com molas de torsão (suspensões dianteira e traseira).

Motor: Ferrari 056, 2.4 litros, V8, 90° de inclinação, 32V, montado logitudinalmente, 95 kg,

Transmissão: Ferrari, feita de titânio, montada logitudinalmente, 7 velocidades e uma marcha reversa (marcha ré), semi automática, sequencial.

Combustível: Shell

Pneus: Bridgestone
——————–
Pilotos:
5 Michael Schumacher

6 Felipe Massa
—————-
Pontos: 201

Corridas: 18

Vitórias: 9

Poles: 7

Voltas mais rápidas: 9

Posição no Mundial de Construtores: 2° lugar

Anúncios