Continuando a série sobre os carros de 2007(não são os de 2006),agora com o Super Aguri SA07.

O segundo carro do time B da Honda, foi também o mais bem sucedido da equipe. O carro causou certa polêmica, assim como o caso da Red Bull e da Toro Rosso, mas um tanto diferente. Algumas equipes alegavam que o SA07 nada mais era o Honda RA106, carro que a Honda utilizara no ano anterior, porém modificado para obter melhores resultados.

A FIA considerou o carro, e assim mesmo a Super Aguri correu. Apesar de ser na base, um RA106, o SA07 apresentava mudanças aerodinâmicas em relação ao Honda de 2006.  O carro se mostrou muito superior em desempenho ao seu antecessor. Pilotados pelo experiente japonês Takuma Sato, e o inglês Anthony Davidson, o carro apesar de toda a melhora, frequentava as últimas posições do grid, disputando posições com a Spyker, a Honda e a STR, ainda que mais atrás que estes times citados.

Sato marcou os primeiros e heróicos pontos da Aguri no Gp da Espanha, chegando num merecido 8° lugar. Duas corridas após este fato, o mesmo Sato chegava em um belíssimo 6° lugar, neste Gp chegando até a ultrapassar o bi-campeão Fernando Alonso de McLaren. Ao fim do glorioso ano para a Super Aguri, o time somava 4 pontos, sua melhor colocação nos Construtores em todas as temporadas na qual competiu.

Dados:

Equipe: Super Aguri F1

Designers: Peter McCool
————————–
Dados técnicos:

Chassis: Monocoque moldado em fibra de carbono

Suspensão: Feita de fibra de carbono e alumínio, molas de torção, sistema push rod, independente (suspensões dianteira e traseira)

Motor: Honda RA807-E, V8, aspirado naturalmente, montado logitudinalmente

Transmissão: Super Aguri, 7 velocidades e uma marcha reversa (marcha ré), eletro-hidráulica, sequencial semi automática

Pneus: Bridgestone
——————-
Pilotos:
22 Takuma Sato

23Anthony Davidson
———————-
Pontos: 4

Corridas: 17

Vitórias: 0

Poles: 0

Voltas mais rápidas: 0

Posição no Mundial de Construtores: 9° lugar

Anúncios