Largada do GP da Itália de 2011

Com o anúncio um pouco que surpreendente da dupla Ricciardo-Vergne na Toro Rosso, sobraram apenas quatro vagas para a temporada de 2012 de F1. São exatamente duas vagas em aberto na Force India, uma vaga na Williams e uma vaga na HRT. Vários pilotos estão disputando a tapa essa vagas. Veja os cambatentes no ring pelas quatros vagas restantes para 2012.

Paul di Resta

Paul di Resta está na briga pelas duas vagas na Force India. Foi o melhor novato nessa temporada e isso pode lhe garantir na equipe em 2012. Di Resta também conta um forte apoio da Mercedes e isso pode ajudá-lo a ficar na Force India em 2012. Tem fortes chances de permanecer na Force India ano que vem. A disputa maior na equipe indiana fica pela segunda vaga com Nico Hulkenberg e Adrian Sutil na disputa.

Nico Hulkenberg

Nico Hulkenberg está na briga pela vaga na Force India em 2012 e é um grande favorito na disputa contra Adrian Sutil. Hulkenberg disputou a temporada de 2010 pela Williams e não fez feio, e chegou a fazer a pole position botando 1 segundo em Sebastian Vettel em Interlagos. Hulkenberg já disse que se a Force India não lhe der uma chance em 2012, ele vai deixar a F1 para sempre.

Adrian Sutil

Adrian Sutil deve estar de saída da Force India, mas não é descartado a opção de continuar na equipe indiana. Ele conversa com a Williams pelo carro azul 18. Sutil fez um mal começo em 2011, mas começou a melhorar ao longo da temporada. Se o alemão ficar fora de 2012, vai ser a maior injustiça que a F1 já teve.

Bruno Senna

Bruno Senna estava na briga pela vaga na Lotus em 2012. Chegou a se reunir com a Lotus no domingo do Desafio das Estrelas de kart na República Tcheca (e não na Tchecoslováquia, segundo Reginaldo Leme) . Mas foi deixado de lado e perdeu sua vaga para Romain Grosjean. Ele conversa com a Williams, já que ele já falou que para a HRT, ele não volta. Se não der, ele já falou que aceitaria voltar a ser piloto de testes na Lotus.

Rubens Barrichello

Barrichello conversava com Lotus, mas também se deu mal. Barrichello está lutando para se manter na F1 em 2012. Nunca ele esteve em uma situação tão ruim. Os vários fãs de Rubinho continuam torcendo para que ele continue. Até os humoristas lançaram uma campanha para que Rubinho continue na F1. Espero que ele consiga uma vaga na F1  em 2012.

Vitaly Petrov

O primeiro russo na F1 também está na pindaíba. Foi deixado de lado pela Lotus pelos resultados ruins depois de um começo ótimo. Petrov chegou a conseguir um pódio na Austrália. Agora luta por uma vaga na Williams. E um detalhe: é incrível como uma equipe que está passando por maus bocados como a Williams está tão valorizada nesse final de ano.

Vitantonio Liuzzi

Vitantonio Liuzzi não é mais aquele cara que ganhou sete de dez etapas na F-3000. Foi abandonado pela Red Bull e foi resgatado pela Force India. Mas também foi abandonado pela equipe indiana e por incrível que pareça, ainda conseguiu ser regastado pela HRT. Teve como melhor atuação no Canadá ao conseguir um décimo terceiro posto na corrida e garantir a décima primeira posição para a HRT. Agora tenta renovar seu contrato com a HRT. O italiano também flerta com a Caterham para conseguir a vaga de Jarno Trulli, mas essa possibiliadade é remota.

Jerome d’Ambrosio

D’ Ambrosio foi sacado a pontapés da Marussia em 2011. Mas o belga ainda não desistiu. Ele está na briga pela vaga restante na HRT. Mas a coisa está muito difícil. D’ Ambrosio foi talvez o pior piloto de 2011. D’ Ambrosio conta com o apoio de patrocínios belgas que possui, mais a coisa está difícil para o Jeronimo.

Giedo van der Garde

Giedo van der Garde sempre chegou perto da F1, mas sempre morria na praia. Chegou a estar quase que certo na Marussia Virgin este ano. Van der Garde é um bom piloto e tem muita grana. O que pode lhe ajudar a conseguir uma vaga na Williams ou na HRT. No geral, tem alguma chance de estar na F1 em 2012.

Jules Bianchi

Jules Bianchi não fez nada na GP2 e só foi brilhar no Desafio das Estrelas de kart. Foi uma das maioreis decepções da GP2 este ano. Mas ele tem forte apoio da Ferrari e não fez feio no teste de jovens pilotos em Abu Dhabi. Ter talento e apoio é uma coisa rara no automobilismo atual.

Narain Karthikeyan

Karthikeyan foi talvez o pior piloto da temporada 2011 de F1. Perdeu sua vaga na HRT para Daniel Ricciardo, mas voltou na Índia e não fez feio. Tem apoio da Tata Motors e isso pode lhe ajudar a conseguir pelo menos uma vaga de piloto de testes, o que já seria uma vitória para Karthikeyan.

Karun Chandhok

Karun Chandhok é outro que vai fazer festa se conseguir ser ao menos ser piloto reserva. Chandhok foi piloto reserva na Caterham este ano e correu apenas na Alemanha no lugar de Jarno Trulli e decepcionou com escapadas e rodadas. Karun está correndo por fora e deve continuar sendo o que foi este ano. Um simples piloto reserva.

Lucas di Grassi

Di Grassi ficou testando os compostos da Pirelli o ano todo. Chegou a flertar com a Caterham para correr no GP Brasil este ano, mas não arranjou o patrocínio necessário para isso. Di Grassi tem alguma chance, mas deve continuar fazendo testes de pneus ano que vem.

Daniel Juncadella

Daniel Juncadella não tem nenhuma chance, você, leitor, diria. Juncadella é sobrinho do atual chefe de equipe da HRT, Luis Peres-Sala (o nome do Juncadella é, Daniel Juncadella Perez-Sala) e tem alguma chance. Foi vencedor do GP do Macau de F-3 este ano e isso pode lhe ajudar.

Anúncios