Continuando com a Retrospectiva 2011, agora com a segunda parte dos pilotos de 2011.

Carro 9- Nick Heidfeld

Andrea de Cesaris, não deu de novo. Desiste. No começo do ano, quando foi anunciado na Lotus Renault, ele falou que agora ia vencer, mas não deu de novo. Até começou bem o ano com um pódio na Malásia, mas só conseguiu isso. Conseguiu andar bem depois, mas foi sacado da equipe em casa após dois abandonos seguidos. Alemanha/2011, essa pode ter sido sua última corrida.

Carro 16- Kamui Kobayashi

O kamikaze da Sauber em 2010 não conseguiu repetir seus feitos de 2010. Não conseguiu repetir as ultrapassagens impossíveis e as disputas incansáveis que nos empolgavam bastante. Teve como melhor resultado em Mônaco ao concluir em quinto. Ficou frequentemente atrás de seu companheiro mexicano Sergio Perez. Fechou o ano em baixa.

Carro 15- Paul di Resta

 

Paul di Resta começou o ano com o pé direito. Surrando Sutil, mas levou a virada alemã. Teve como melhor resultado um sexto na etapa de Cingapura como melhor resultado. E de quebre garantiu o prêmio de melhor rookie do ano ao derrotar de lavada o seu principal adversário, Sergio Perez. Nada mal para um estreante.

Carro 19- Jaime Alguersuari

O DJ Squire que tinha terminado 2010 em baixa, até que não fez um mal ano. Teve como melhor resultado dois sétimos lugares em Monza e em Yeongam. E sempre se aproveitou da incrível velocidade de seu STR em retas e só se deu bem em pistas de uma velocidade notável, exemplos: Canadá, Itália, Coreia e Índia. Nada mal para o DJ Squire, pena que está desempregado atualmente.

Carro 18- Sebastien Buemi

E não é que o Buemi também não terminou o ano mal. Mas a sorte também nunca esteve ao seu lado. Quando estava em uma boa posição, o seu carro lhe matava como na Índia e nos Emirados Arabes. Ficou um pouco mais famoso ao levar uma linda ultrassagem de Bruno Senna na Itália. Está desempregado e provavelmente continuará sem emprego em 2012.

Carro 17- Sergio Perez

Sergio Perez reviveu Robert Kubica e marcou pontos na primeira corrida. Mas ele reviveu Robert Kubica até demais e ele foi desclassificado igualzinho ao Kubica na sua primeira corrida. E acabou revivendo tanto Robert Kubica que sofreu um acidente grave e não correu no GP seguinte assim como Kubica. Direto ao ponto, Perez acabou perdendo o prêmio de melhor rookie para Di Resta, mas marcou ótimos 14 pontos com um carro não tão bom assim. Bom começo para o mexicano.

Carro 11- Rubens Barrichello

Barrichello continua tentando resistir, mas a coisa está bastante difícil para o brasileiro. Com um carro que simplesmente não anda, não pode fazer muita coisa. Conseguiu marcar 4 pontos com dois nonos lugares no Canadá e em Mônaco. Rubens Barrichello até tentou e teve um tempo incrível na Q2 no Brasil, mas uma largada péssima estragou tudo. Que 2012 seja melhor para ele, isso se ele conseguir uma vaga.

Carro 9- Bruno Senna

O sobrinho de Ayrton Senna, entrou o ano como piloto reserva. Até teve uma chance de começar a temporada como titular, mas não conseguiu bater Heidfeld e teve de contentar em ser reserva. Mas Heidfeld decepcionou e Bruno voltou. Bruno Senna começou bem passando para a Q3 na Bélgica e em Monza. Mas decaiu junto com a equipe e agora corre o risco de estar fora da F1 em 2012. Boa sorte para o Bruninho.

Carro 12- Pastor Maldonado

Pastor Maldonado esteve longe de fazer um bom ano. Marcou um ponto na Bélgica, mas só conseguiu isso. Teve também a ótimaa corrida que ele fez em Mônaco, mas Hamilton lhe jogou para fora da corrida quando estava em sexto. Maldonado só continuou na Williams por causa dos petrodólares da venezuelana PDVSA. Não confio muito nele. Acho que ele não deve fazer um bom 2012.

Carro 17- Pedro de la Rosa

Pedro de la Rosa correu apenas uma vez este ano substituindo o enjoado Sergio Perez. Já era esperado de que De La Rosa só fizesse o que ele sabe fazer de melhor. Apenas, completar a corrida e nada mais. E foi o que ele fez. Em 2012, ele está de volta pela HRT, e deve continuar fazendo o que sabe fazer de melhor: o que acabei de falar.

Carro 21- Jarno Trulli

O velhaco Trulli continua na F1. Ao contrário do ano passado, não sofreu com os problemas hidraulicos e terminou o ano na frente de Kovalainen graças a um décimo terceiro a mais que Kova. Foram na Austrália e em Mônaco. Ele também não correu na Alemanha ao ser substituido por Karun Chandhok por problemas na sua renovação de contrato. Nada mal para o pescarense que estava desacreditado esse ano.

Carro 20- Heikki Kovalainen

Kovalainen foi um dos melhores pilotos da temporada sem sombra de dúvidas. Só não conseguiu ficar na frente de Trulli no campeonato por ter um décimo terceiro lugar a menos que Trulli. Ele conseguiu o décimo terceiro na casa de Trulli. Apesar de ficar atrás de Trulli, ele já se garantiu seu emprego na Caterham para 2012. Que 2012 ele continue andando bem assim como em 2010 e em 2011.

Carro 23- Vitantonio Liuzzi

Vitantonio Liuzzi começou o ano mal ao não se classificar para o GP da Austrália, mas deu uma melhorada. E ficou na frente das duas Marussias Virgin por causa de um décimo terceiro no Canadá. Também ficou conhecido pela seu strike na largada de Monza. E não tinha um bom carro. Tá, ele tinha talvez o pior carro do grid. Liuzzi está desempregado atualmente e deve continuar assim ano que vem.

Carro 25- Jérôme d’Ambrosio

D’Ambrosio começou subestimado pelos russos. Começou bem, mas fez uma série de maus resultados. E ainda conseguiu a proeza de rodar de forma ridícula nos boxes do GP da Hungria. Mas conseguiu terminar o campeonato na frente de seu companheiro por conseguir dois décimos quarto na Austrália e no Canadá. Mas D’Ambrosio fez uma péssima temporada e não deve continuar na F1 em 2012.

Carro 24- Timo Glock

O cara mais azarado da F1 atualmente não teve sorte esse ano. Terminou o ano atrás de D’Ambrosio por não conseguir um décimo quarto, e sim um décimo quinto na Itália. Glock vai continuar na Marussia porque a equipe confia nele, mas ele parece estar bastante deprimido por estar no pior carro do grid atualmente. Provavelmente ele não deverá fazer uma boa temporada 2012 na F1.

Carro 22/23 na Índia- Narain Karthikeyan

Karthikeyan foi resgatado das catacumbas da NASCAR Truck Series pela HRT e entrou para história. Não por um grande feito, e sim por ter sido o primeiro vigésimo quarto numa corrida de F1. Foi sacado da HRT no mesmo onde terminou em vigésimo quarto, mas por contrato ele correu no lugar de Vitantonio Liuzzi e não fez mal. Ele não deve continuar em 2012.

Carro 22- Daniel Ricciardo

Daniel Ricciardo entrou na F1 no lugar de Narain Karthikeyan a partir de Silverstone. Ricciardo não fez mal, mas só conseguiu dois décimos oitavo na Hungria e na Índia como melhores resultados. Mas isso lhe garantiu uma vaga de primeiro piloto na Toro Rosso em 2012. Boa sorte para ele e quem sabe ele pode ser um futuro Vettel ou um futuro Webber, já que ele é australiano.

Carro 21- Karun Chandhok

Não, você não está doido. Chandhok não venceu uma corrida pela Caterham, ele só recebeu a bandeirada após dar umas voltinhas nas ruas de Moscou. Chandhok correu apenas uma vez no lugar de Jarno Trulli. Karun reviveu Yuji Ide e teve uma série de rodadas ridículas e chegou a levar uma volta das duas HRT. Não deve correr ano que vem. Talvez ele até vá para o Mundial de Endurance.

Anúncios