Ainda não terminei a Retrospectiva 2011. Mas não esquenta, essa série deve ser finalizada esse mês ainda. E a Retrospectiva 2011 não fala apenas de F1, fala do automobilismo em geral. Hoje, o maior fracasso de 2011: a Superleague Formula.

Só uma palavra pode definir o que foi a temporada 2011 da Superliga: fracasso. Depois de anunciar um calendário com corridas em quatro continentes, incluindo duas rodadas no Brasil (em Curitiba e Goiânia), a categoria confirmou no dia 13 de outubro o cancelamento das três corridas marcadas para a Ásia, encerrando o campeonato de maneira prematura.

Após cancelar a rodada da Nova Zelândia — que fecharia a temporada — e também as corridas brasileiras, a Superliga anunciou que as etapas de Pequim, marcada para os dias 29 e 30 de outubro, de Xangai, uma semana depois, e da Coreia do Sul, prevista para 12 e 13 de novembro, também estão fora do calendário da temporada.

Aquela altura do dia 13, a Superleague também já tinha cancelado a rodada dupla que ia ser realizado na Rússia no circuito de Smolensk.

Dessa forma, o campeonato se encerra apenas com as etapas de Assen e Zolder. Com 158 pontos marcados, a Austrália, guiada por John Martin, sagrou-se campeã da Superliga, com 22 a mais que o Japão. Em 2011, a categoria adotou um conceito diferente que misturou Copa das Nações com os times, que eram o grande foco das atenções da categoria até o ano passado.

Robin Webb, diretor de competições da categoria, justificou o cancelamento das rodadas asiáticas. “Enquanto todos na Superliga reconhecem que esse é um resultado insatisfatório para seus milhares de fãs, simplesmente não é possível viajar até à China com alguns detalhes ainda a serem acertados.”

“O fato de esse anúncio ter sido feito tão próximo do primeiro evento marcado é a prova de que houve tentativas incansáveis de o campeonato realizar as corridas como planejado, especialmente depois da recepção calorosa que nós tivemos da China na última temporada”, comentou o dirigente, prometendo voltar ao continente em 2012.

“Naturalmente estou tão frustrado como qualquer outra pessoa pelo fato de que o campeonato não vai visitar a Ásia neste ano. Gostaria de tranquilizar os fãs, no entanto, que os planos já estão em estado avançado para que juntos possamos elaborar um pacote muito melhor para 2012, os anúncios serão feitos no momento oportuno”, finalizou Webb.

Antes do início da temporada, o Corinthians, então único time brasileiro anunciado na categoria, foi apresentado com as cores verde e amarela, relacionando com o Brasil, mas também com uma das cores do maior rival, o Palmeiras. Depois de manifestações da cúpula do time de Parque São Jorge, a Superliga retirou sua inscrição, restando apenas a equipe ser nomeada como Brasil.

Entre outras bizarrices, a equipe da Coreia do Sul foi representada pelo alemão Max Wissel, o carro do Japão foi pilotado por Duncan Tappy e Robert Doornbos, e o bólido da Turquia, que estampou o escudo do Galatasaray, foi guiado também por Tappy e Andy Soucek.

No final, 7 rodadas duplas foram canceladas de 9 previstas. Foram as etapas de Smolensk (Rússia) , Goiânia (Brasil) , Curitiba (Brasil) , Beijing (China) , Shanghai (China) , Seul (Coréia do Sul) e a de Taupo (Nova Zelândia) .

Mas que coisa bonita

Amanhã tem mais Retrospectiva 2011.

Anúncios