Uia! uma bandeira do Brasil na lateral do carro!

O carro da equipe de Grove para o ano de 2008 não foi um sucesso. Começando o ano com um animador 3° lugar de Rosberg, e um 6° de Nakajima, a Williams prometia. O carro, uma completa, e relativamente boa evolução de seu antecessor, não obteve os resultados almejados. Com Rosberg beliscando os pontos, e Nakajima marcando alguns pontos, mas encontrando o muro com maior frequência.

 

Lutando contra STR, RBR, Renault, e Toyota, a Williams pouco conseguiu com o FW30. Modificando, principalmente a asa dianteira, esta que seguia um padrão bem aceito, com o famoso arco por cima do bico, para os mais variados tipos de circuito ao longo da temporada, e obtendo como melhor resultado um belo segundo lugar de Rosberg em Singapura, o time britânico terminou o ano em 8°, com desanimadores 26 pontos.
Dados:

Equipe: Williams F1

Designers: Sam Michael (Diretor técnico)

——————————————
Dados técnicos:

Chassis: Fibra de carbono, monocoque

Suspensão: Fibra de carbono, alumínio, molas de torção, independente nas quatro rodas, sistema pushrod (Suspensões dianteira e traseira)

Motor: Toyota RVX-08, 2.4 litros, 90°, V8, aspirado naturalmente, montado logitudinalmente, limitado a 19.000 RPM

Transmissão: Williams F1, sete velocidades e uma marcha reversa (marcha ré), sequencial, semi automática

Peso: 605 kg, incluindo piloto e fluídos

Combustível: Petrobras

Pneus: Bridgstone
——————-
Pilotos:

7 Nico Rosberg

8 Kazuki Nakajima
——————–
Pontos: 26

Corridas: 18

Vitórias: 0

Poles: 0

Voltas mais rápidas: 0

Posição no Mundial de Construtores: 8° lugar
Anúncios