Há dois dias, o GP de Mônaco completou 62 anos. Uma pena que segunda eu estava ocupado e mal se lembrava de que isso tinha acontecido. Foi o GP de Mônaco de 1950. Naquela época não existia as curvas da Piscina, Saint-Devote e a La Rascasse. Mal existia o túnel que vemos hoje. Na verdade existia, mas não é o mesmo túnel de hoje.

Naquele GP, Juan Manuel Fangio deu um show. Nos treinos, o argentino foi 2,5 segundos mais rápido que o segundo colocado, Nino Farina. Mas eram 100 voltas no circuito de Montecarlo e qualquer coisa podia acontecer. Assim como aconteceu em .

E assim Juan Manuel Fangio foi para o grid na pole. Na largada, ele se manteu na primeira posição. Ainda na primeira volta, uma onda vinda do porto inundou a curva do Tabaco. Com carros como aqueles, era perigoso fazer uma uma curva como a do Tabaco, ainda mais molhada por conta da onda.

Por sorte, Fangio conseguiu sobreviver ao Tabaco molhado, mas Farina que era o segundo não. Ele rodou e bateu forte. Mais oito pilotos abandonaram no Tabaco molhado. Farina, Fagioli, Rosier, Manzon, de Graffenried, Trintignant, Harrison e Franco. Uma verdadeira carnificina no Tabaco. E ainda teve Harry Schell que bateu um pouco antes do Tabaco molhado. No meio da carnificina, José Froilan Gonzalez que havia danificado o seu carro no engavetamento no Tabaco molhado. Por ironia, o carro de Gonzalez pegou fogo e o hermano sofreu algumas queimaduras, mas nada com que se preocupar. De 19 carros que largaram, apenas 9 sobreviveram à curva do Tabaco.

E Fangio continuava na liderança por várias voltas. Depois da metade da prova, Fangio já havia dado voltas sobre a maioria dos pilotos que haviam sobrevivido. Todos menos Alberto Ascari que era o segundo colocado aquela altura. Mas as voltas foram passando e chegou a hora de dar uma volta sobre Ascari.

Ascari tentava segurar, mas não dava. Fangio era muito mais rápido que qualquer um presente naquelas ruelas de 10 metros de largura. E Fangio deu uma volta em Ascari. E foi assim que Juan Manuel Fangio venceu o primeiro GP de Mônaco de F1. Dominante, do jeito que Juan Manuel Fangio gostava. Gostava…

Anúncios