Pode não parecer, mas esse carro e da GTA

A linha de jogos GTA, é um dos melhores jogos que alguém pode jogar. É um ótimo jogo pra quem quer extravasar uma raiva, uma dor de cotovelo, uma briga com os pais ou porque você perdeu em algum jogo de videogame como o GTA. Mas há uns 5 anos, o GTA não era só uma simples marca de jogos para quem quer fazer coisas das quais não pode fazer na vida real como matar uns tiras ou roubar carros da máfia cubana ou haitiana.

Um espanhol chamado Domingos Ochoa criou uma marca de carros, a GTA Motor, em 1994. Que depois, virou uma equipe espanhola de corridas. A GTA Motor Competición. Uma equipe espanhola que correria em campeonatos espanhóis. Vou falar das 3 últimas temporadas que a GTA Motor correu em campeonatos de monopostos. Em 2007, a equipe correu na F3 Espanhola. E com 4 carros. Um para Siso Cunill, outro para Víctor García, outro para o velhaco Juan Ramón Zapata e outro para Roc Vives.

No final da temporada, Cunill foi o décimo quarto com 19 pontos e um pódio na Ronda 1 de Montmeló. Víctor García foi o décimo segundo com 24 pontos e um pódio na Ronda 2 de Jarama. Zapata não conta e Vives em vigésimo quinto com nenhum ponto marcado e ainda perdeu para Carmen Jordá. Mas na Copa F300, uma pequena divisão da F3 Espanhola, Vives foi o sexto com 26 pontos, mas com nenhum pódio. Na classificação das equipes, a GTA Motor foi a quarta colocada com 28 pontos e empatada com a tradicional equipe de Emilio de Villota, o pai da Maria.

Nada mal.

Em 2008, a equipe se intercionalizou. Com apenas 3 carros disponíveis, Ochoa chamou Jaime Alguersuari (isso mesmo, o DJ), o sulafricano Jimmy Auby e Nil Montserrat. Todos correram na primeira rodada dupla em Jarama. Mas na rodada de Spa, a segunda do campeonato, Eduardo Piscopo substituiu Alguersuari. Piscopo passou em branco naquela rodada. Na terceira etapa em Albacete, Alguersuari não correu de novo.

Na quarta etapa, Jaime volta, mas Nil Montserrat deixa a equipe. Na quinta etapa, o Robert Merhi substitui Alguersuari de novo. Depois de outra substituição de Augusto Scalbi no lugar de Alguersuari, a temporada da F3 Espanhola para a GTA Motor terminou. Alguersuari venceu 3 etapas, em Jarama, Valência Street e em Ricardo Tormo e terminou a temporada em sétimo com 60 pontos. Jimmy Auby foi o décimo sexto com 11 pontos. Nil Montserrat terminou em décimo segundo com 38 pontos e um pódio em Jarama. Eduardo Piscopo não marcou pontos. Robert Merhi conseguiu um pódio em Valência Street. E Augusto Scalbi terminou em vigésimo primeiro com 3 pontos conquistados quando correu por outra equipe.

Pela Copa F300, Montserrat marcou 48 pontos com quatro pódios e duas vitórias em Jarama e Albacete. Auby foi o quinto com 44 pontos e quatro pódios em Jarama, Spa, Ricardo Tormo e na Catalunha. Nas equipes, um ótimo segundo lugar com 90 pontos, atrás apenas da Campos F3 Racing, a atual HRT.

O outro carro da GTA Motor na Superleague em 2008

Mas a GTA Motor não correu apenas na F3 Espanhola em 2008. Eles correram na extinta e fracassada Superleague Formula. Ela serviu de construtora para as equipes do Sevilla FC e do Tottenham Hotspur.

Pelo Sevilla, Borja García ia pilotar o carro vermelho e branco, já pelos idos ingleses, Duncan Tappy iria pilotar. E logo na primeira rodada, Borja García ganhou a Ronda 2 de Donington Park, enquanto Tappy conseguiu um terceiro lugar na Ronda 1. Depois de resultados razoáveis em Nurburgring, Duncan Tappy conseguiu outro pódio em Zolder. Nada mal para a GTA Motor.

Na etapa de Estoril, Tappy foi substituido por Dominik Jackson. Jackson não conseguiu nada além de um décimo primeiro. García também não passou de um sétimo. Na etapa de Vallelunga, Tappy volta, mas não ajuda. A etapa italiana foi para esquecer. Com García abandonando as duas Rondas e Tappy só conseguindo terminar uma delas e em décimo primeiro.

Na última etapa, a de Jerez de la Frontera. Tappy consegue mais um pódio enquanto García só consegue um sexto como melhor resultado naquela ronda. Final da temporada com o Sevilla FC terminando em décimo com 262 pontos e o Tottenham terminando logo atrás com 257 pontos.

Em 2009, a GTA Motor deixou a Superleague e participou só da F3 Espanhola. E novidades surgiram. Augusto Scalbi continuou na equipe e Carmen Jordá (!) entrou na equipe. Mas a equipe só piorou. Scalbi terminou a temporada em décimo com 37 pontos e um pódio solitário em Jarama. Jordá não marcou nenhum ponto em sua passagem pela a GTA Motor. E a GTA Motor nem terminou a temporada. A equipe desistiu de participar da temporada na etapa de Donington Park.

Curiosamente, a Carmen Jordá marcou seu único ponto na temporada na etapa seguinte a da desistência da GTA Motor, a de Magny-Cours, quando já corrida pela Campos Racing.

O supercarro criado pela GTA Motor, o GTA Spano

O GTA Spano foi um projeto secreto da GTA Motor em 2005. Em 2008, o GTA Spano foi lançado com um motor V10, 780hp, vai de 0 a 100 em 2,9 segundos e atinge no máximo 350 kmh. Um supercarro. Na verdade, o carro foi apresentado com o nome de GTA Concept. Até o final de 2010, já tinham sido vendidas 99 unidades do GTA Spano. Hoje, a GTA Motor continua participando de corridas de Endurance lá na Espanha.

Anúncios