You are currently browsing the monthly archive for abril 2013.

Em 1960, Jack Brabham já tinha 5 temporadas no seu currículo. Entre essas temporadas, a de 1959, veio o título numa brilhante temporada com a equipe oficial da Cooper onde conseguiu duas vitórias em Monaco e Reino Unido.

Jack seguiu para a temporada de 1960 da F1 ainda pela Cooper. A temporada não começou boa. Na Argentina, Jack abandonou por problemas em sua caixa de velocidades. Em Monaco, ele havia sido desclassificado depois de ter escapado na St. Devote e na volta, teria recebido ajuda exterior para voltar a pista. Nas 500 Milhas de Indianápolis, ele nem sequer correu. Mas o mal começo, apenas foi um livro não-lido corretamente.

Em Zandvoort, Brabham “sabotou” sem-querer o seu maior rival durante a corrida, Stirling Moss, ao sair acidentalmente da pista e acabar jogando pedras na pistas. Pedras que acabaram por estourar os pneus de Moss, obrigando Moss a fazer uma parada nos boxes. No final, Jack venceu a corrida.

Em Spa-Francorchamps, Brabham saiu vitorioso e com um “meio hat-trick” mesmo apesar de ocorrer vários incidentes durante o fim de semana. Nos treinos, Stirling Moss quebrou as duas pernas num acidente grave onde Moss havia perdido o controle de seu Lotus. Também nos treinos, Mike Taylor sofreu um acidente gravíssimo no se Lotus e teve vários e vários ossos quebrados e sua carreira terminada naquele dia.

Na corrida, Chris Bristow perdeu o controle de seu carro numa disputa pela P6 com Willy Mairesse e foi arremessado para fora do carro e caiu numa rede de arame farpado, onde teve sua cabeça decepada. Morte instantânea. Algum tempo depois, Alan Stacey estava chegando na temida curva Masta Kink quando foi atingido por um pássaro (!) que passava por ali no momento. Ele perdeu o controle do carro, bateu numa rampa e depois o carro pegou fogo. Hoje ainda não se sabe se o pássaro matou ele ou o carro apenas cuidou do resto. Sem dúvida, esse final de semana foi bem mais catastrófico que Ímola/94.

No dia 3 de julho, já na etapa de Reims, a corrida que irei falar, Jack já era o segundo no campeonato com 16 pontos. 4 atrás de Bruce McLaren que tinha 20. No treino, Brabham conseguiu a pole-position logo a frente dos não-irmãos Hill, Phil e Graham.

Na largada da corrida, Graham Hill e Maurice Trintignant se tocaram e acabaram por abandonar logo nos primeiros metros. Jack estava brigando pela primeira posição com o outro Hill, Phil. Phil e Jack ficaram se alternando nas primeiras posições por algumas voltas, até que o Phil teve problemas de transmissão e ficou para trás.

O segundo posto da corrida ficou no começo com Phil Hill, mas com esses problemas de suspensão, Wolfgang Von Trips logo assumiu a P2 da corrida. Mas Von Trips também teve problemas na transmissão e acabou por abandonar a corrida.

O segundo lugar ficou com Innes Ireland, mas Innes teve problemas na suspensão e teve de ir para os boxes. Com tudo isso acontecendo com seus rivais durante a prova, Jack Brabham estava caminhando a passos largos para sua terceira vitória seguida no campeonato.

O segundo lugar era do Cooper de Olivier Gendebiem, mas Olivier estava muito tempo atrás de Jack e não tinha chances de vitória. Bruce McLaren era o terceiro também com a Cooper.

No fim, Jack Brabham venceu a corrida onde apenas Phil Hill ameaçou sua vitória. Gendebiem foi o segundo com McLaren em terceiro e Henry Taylor também com um Cooper terminando em quarto, provando a supremacia da Cooper no campeonato.

Depois dessa corrida de Reims, Jack era o líder do campeonato com o mesmo número de pontos de Bruce McLaren, mas Jack levava a melhor no desempate.

Brabham ainda iria vencer em Silverstone e em Boavista, Portugal onde encerrou a sua incrível sequência de 5 vitórias seguidas no campeonato. Com tantas vitórias num campeonato com poucas corridas durante o ano, Jack conseguiu o bicampeonato com 9 pontos de frente para o segundo colocado, Bruce McLaren (43-34 para Jack).

Jack ainda conseguiu mais um título e um vice em 1966 e 1967, respectivamente, já com sua equipe própria, a Brabham Racing.

Depois desse post, e olhar na data, deve ter percebido que não falei de Roland Ratzenberger, o homenageado do dia. Mas se olhar a data mais uma vez, vai perceber que essa brilhante corrida de Jack Brabham em Reims ocorreu justamente um dia antes do nascimento de Roland em Salzburg, Áustria.

Mal sabiam as pessoas e familiares que Roland Ratzemberger ia morrer fatidicamente 34 anos depois em Imola na Villeneuve Curve.

Descanse em paz, Roland Ratzenberger *1960 +1994

Depois da minha entrevista com o ex-GP2, Victor Guerin. Consegui outra entrevista via Facebook. Sem coisas interessantes para postar, resolvi tentar a sorte no bate-papo do Facebook mais uma vez atrás de uma simples entrevista. O alvo: Roberto Figueroa.

Mandei a mensagem para ele pedindo a entrevista normalmente. Depois de algum tempo, ele respondeu dizendo que sim, ele aceitaria a entrevista. A entrevista começou normalmente com perguntas e respostas, mas surgiu um imprevisto (um colega meu apareceu em casa para jogar basquete, se quiserem saber, ganhei 26-19 com quatro bolas de 3) e pedi para continuarmos a entrevista depois e ele aceitou.

Algum tempo depois eu mandei uma mensagem perguntando se podíamos continuar. Sem resposta. No dia seguinte, eu refiz a pergunta. Como surgia vários imprevistos e eu ficava online quando ele tinha coisas mais importantes a fazer, ele me mandou uma mensagem dizendo para mandar todas as perguntas de uma vez que ia ser mais fácil. Obedeci, mas os assuntos ficaram todos embolados pois as perguntas iam e vinham na minha cabeça. Por isso, tentei organizar um pouco os assuntos.

NECRO- Como surgiu esse interesse por automobilismo? Essa paixão, de onde veio?

FIGUEROA- Bom depois de trabalhar 11 anos fazendo narraçâo de esportes em geral aqui na ESPN (EUA), fui convidado para trabalhar no Canal Speed, fazendo apenas esportes a motor.

Uma vez que você conhece um pouco mais a fundo o automobilismo e as pessoas que praticam ele (atras do volante ou com a mâo na graxa) é dificil nâo apaixonar.
Acho que no meu caso, que não sou piloto, a paixão veio mais pelo lado humano do que pelo lado velocidade.

NECRO- E como começou sua carreira de narrador? De onde veio esse interesse em ser narrador?

FIGUEROA- Meio por acaso, trabalhava na CNN como produtor em Nova Yorque e já morava nos EUA há algum tempo, sempre gostei muito de esporte, acompanhava os esportes americanos (quase uma obrigação quando se cursa a universidade aqui) e praticava boxe. Fui convidado para fazer um teste na ESPN para fazer beisebol (acho que ninguem mais do nosso grupo conhecia as regras do esporte.. rsrs). Assim comecei a narrar beisebol e boxe. Porém em poucos meses, já estava sendo escalado para narrar o que aparecia…

NECRO- hehehehe Você se mudou para os EUA cedo?

FIGUEROA- Vim fazer faculdade aqui. Com 20 anos (tenho 46..).

NECRO- Era divertido narrar um esporte emocionante como o baseball? (admito, usei um pouco de sarcasmo no “emocionante”)

FIGUEROA- Putz…MUITO! Trabalhava com grande amigo e padrinho do meu filho, Ivan Zimmerman… As 3 horas (no mínimo de um jogo “rápido”) passavam sem a gente se dar conta… riamos o tempo todo!

Depois dessa pergunta, rolou o imprevisto e tive de mandar todas as perguntas de uma vez só. 

NECRO- Como veio a proposta no Canal Speed?

FIGUEROA- Quando a ESPN (nos EUA) foi para o Brasil, a Fox me chamou para o Canal Speed.

NECRO- E a sua relação com Sergio Lago?

FIGUEROA- O Sergio é um dos meus melhores amigos, mesmo ele estando no Brasil estamos em contato direto!

NECRO- Como eram os bastidores das transmissões?

FIGUEROA- Tudo o que ia pro ar, era o que acontecia de verdade nos bastidores…

NECRO- Nas transmissões de NASCAR no Canal Speed, você e Sergio Lago pediam para o telespectador mandar perguntas pelo twitter. Qual foi a pergunta mais estranha que vcs já receberam?

FIGUEROA- Nem lembro da mais estranha, mas quando nos xingavam, era muito engraçado, porque eu falava pro Sergio ler no ar, mas ele nunca leu.. rsrsrsrs

NECRO- O que aconteceu pra você sair das transmissões da NASCAR no Fox Sports?

FIGUEROA- Como aconteceu com a ESPN, a Fox começou as operações desde o Brasil, e eu moro nos EUA..

NECRO- O que acha do Fox Sports a Nascar ou a Rolex?

FIGUEROA- Não tenho como acompanhar a Fox Sports estando aqui…

NECRO- O que acha do Hamilton Rodrigues narrando a NASCAR? E o Thiago Alves?

FIGUEROA- Nunca ouvi o Hamilton, e quando trabalhei com o Thiago achei ele super bem informado.

NECRO- Você pensa em voltar a participar das transmissões da NASCAR? Já que tem vários fãs de NASCAR que pedem seu retorno ao lado de Sergio Lago nas transmissões.

FIGUEROA- Só se pudesse fazer daqui dos EUA…

NECRO- Soube que agora participa das transmissões do WWE Smackdown na Rede TV, como é as transmissões?

FIGUEROA- Como sempre foram minhas transmissões, tenho que me divertir, para poder divertir quem está vendo.

NECRO- Ainda tem algum tipo de comunicação com velhos companheiros de narração?

FIGUEROA- Com quase todos.

NECRO- Tem alguma história interessante que aconteceu durante uma transmissão ou durante os bastidores de uma transmissão?

FIGUEROA- Várias, mas não tem como falar sem a devida autorização… rsrsrsrs 

Me lembro de uma vez quando o Miguel Paludo foi fazer uma narração comigo, e terminei entrevistando durante a narração a esposa dele, a Patricia. Pelo Twitter, perguntaram a ela como era a adaptação aos EUA (se referindo a carreira do Paludo) e ela respondeu sobre limpar a casa, fazer compras, cozinhar e etc… foi muito engraçado… rsrsrsrsr

Miguel e Patricia Paludo e seu cachorro

NECRO- E o Curva do S?

FIGUEROA- Vai bem obrigado! Agora estamos indo ao ar todas as quartas as 23 horas no Esporte Interativo.

NECRO- Como é fazer o programa do Curva do S?

FIGUEROA- Muito bom, graças a ele, conheço a fundo o automobilismo no Brasil e daqui dos  EUA.

NECRO- O que acha do grid atual da NASCAR?

FIGUEROA- Acho bem próximo do que era antigamente, com pelo menos 5 pilotos com chances reais de disputar o título.

NECRO- Tem algum favorito para ser campeão na NASCAR Sprint, Nationwide e Truck?

FIGUEROA- Torço bastante para os brasileiros, e para o JJ na Sprint.

NECRO- Tem algum piloto favorito no automobilismo mundial e nos EUA?

FIGUEROA- Sempre fui fã do Alex Zanardi, e virei grande admirador depois de conhecê-lo pessoalmente.

NECRO- O que você acha do Nelsinho Piquet?

FIGUEROA- Bom piloto.

NECRO- E do Miguel Paludo?

FIGUEROA- Bom piloto, grande pessoa.

NECRO- Já teve alguma amizade com algum piloto de corridas?

FIGUEROA- Sou amigo do Paludo.

NECRO- Você acha que o Brasil está bem respeitado está bem representado nos EUA e no resto do mundo no automobilismo?

FIGUEROA- Aqui está muito bem representado com o Piquet, o Paludo na Nascar, o Sidnei Frigo na NHRA, e todos os brasileiros na Indy. No resto do mundo, acho que falta um pouco mais de resultado em comparação com o que gastam para correrem na Europa.

NECRO- O que você achou do Pietro Fittipaldi trocando a carreira na NASCAR pelos monopostos europeus?

FIGUEROA- É normal no automobilismo, piloto gosta de correr e onde, é determinado pelo patrocínio…

NECRO- Você acompanha algum outro campeonato de corridas como F1, WEC, WRC, etc?

FIGUEROA- Tento acompanhar o WRC que gosto muito!

NECRO- O que você acha da F1?

FIGUEROA- Muito monótona…

NECRO- O que acha da Stock Car?

FIGUEROA- Acho que uma das melhores categorias do mundo em requisito “talento de pilotos”.

NECRO- Você costuma visitar sites de automobilismo? Se sim, quais são e o que você gosta neles?

FIGUEROA- Conheço a maioria das pistas da Nascar e da NHRA. Gosto muito de Bristol. É uma espécie de estádio de futebol, onde a torcida fica praticamente dentro da pista!

NECRO- E sua vida pessoal? Tem algum passatempo diário? Como sua família lidava com sua carreira de narrador?

FIGUEROA- Minha família sempre foi prioridade para mim, por isso voltar ao Brasil, apesar dos convites, nunca foi opção.

NECRO- Curte algum outro esporte sem ser as corridas ou beisebol? Tipo basquete, futebol, futebol americano, etc?

FIGUEROA- Adoro nosso futebol, sou torcedor fanático do Inter (YES!) .

NECRO- Curte algum programa ou série de TV?

FIGUEROA- Curva do S.. rsrsrsrsrs

NECRO- Curte algum jogo de videogame?

FIGUEROA- Não, mas tenho 4 filhos, termino jogando bastante..

NECRO- Já ouviu falar dos grupos de fãs de NASCAR no Facebook, como o NASCAR Só Para Fãs, NASCAR RACE BRASIL e Universo NASCAR?

FIGUEROA- Seguido vejo os posts, mas fica chato pra mim fazer algum tipo de comentário, acho anti-ético.

NECRO- Como era a sua infância? Tirava boas notas ou era um bagunceiro na sala de aula?

FIGUEROA- Ambos.. rsrsrs

NECRO- E na adolescência? Era o terror das meninas?

FIGUEROA- Era, mas porque elas tinham terror de mim…

NECRO- Para finalizar, deseja escrever um recado aos fãs de automobilismo?

FIGUEROA- Lugar de correr é na pista!

NECRO- Muito obrigado por me dar essa chance de te conhecer melhor, Figueroa. Boa sorte em sua carreira na narração. Felicidades e tudo de bom para você e sua família. Abraços.

FIGUEROA- Abraços.

FIM DA TRANSMISSÃO

Tuíter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Calendário

abril 2013
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 18 outros seguidores