You are currently browsing the category archive for the ‘Altos e Baixos’ category.

CORRIDA: Na largada, Sebastian Vettel se manteve na liderança e já começava a abrir para Lewis Hamilton. Fernando Alonso larga bem e migra para a oitava posição, e Felipe Massa vai para décimo. Timo Glock não largou seguindo conselhos médicos. Maldonado perde duas posições na largada para Kimi Raikkonen e Romain Grosjean.

Alonso pressiona Nico Hulkenberg que havia largado mal. Logo atrás, Felipe Massa também pressiona a Force India de Paul di Resta. Felipe Massa continua tentando passar Di Resta. Tenta por fora na curva 12, não consegue. Tenta de novo, mas não consegue e começa a perder terreno para o escocês da Force India.

Os pilotos começam a fazer suas paradas. Alonso passa Hulkenberg e tenta ir atrás da briga pelo segundo lugar que ia de Lewis Hamilton até Kimi Raikkonen. Bruno Senna, Michael Schumacher e Mark Webber não pararam nos boxes e formam um pelotão atrás deles. Mark Webber e Schumacher fazem suas paradas.

Bruno Senna é ultrapassado por um piloto aí (esqueci o nome), e logo depois é acertado por Kamui Kobayashi. Bruno roda, mas consegue voltar pra pista. Kobayashi também. Logo depois, Bruno Senna é punido pelos comissários por ter sido “culpado” do incidente. Na volta 26, Jean-Eric Vergne tenta a ultrapassagem sobre Heikki Kovalainen. Bota de lado, mas os dois acabam se tocando. O pneu traseiro esquerdo de Vergne é furado e o dianteiro direito de Kovalainen também é furado.

Restos do pneu traseiro de Vergne ficam espalhados na pista. Safety-Car na pista. Todos os pilotos vão para os boxes. Exceto Daniel Ricciardo, Mark Webber e Michael Schumacher. Na relargada, Fernando Alonso passa Romain Grosjean. Lá atrás, Kamui Kobayashi acerta em cheio Felipe Massa. O japonês abandona. Alguns metros ali na frente, Sebastian Vettel abandona com problemas no câmbio. O alemão vinha na liderança da corrida. Vinha.

Fernando Alonso assume a liderança da corrida. Romain Grosjean tenta pressionar Alonso. Mas na volta 40, o câmbio do falso francês morre e ele abandona. Kimi Raikkonen tenta ultrapassar Lewis Hamilton que está mais lento, mas não consegue. E assim, Fernando Alonso abre para Lewis e Kimi. No final, Raikkonen faz a ultrapassagem sobre Hamilton.

Maldonado rapidamente chega em Lewis Hamilton. Tenta fazer a ultrapassagem, mas os dois acabam se tocando e batem. Hamilton abandona, mas Maldonado continua. Alonso vence a corrida e é saudado pela torcida. No pódio, ele chora. Depois da corrida, Pastor Maldonado é punido pelo acidente com Hamilton e perdeu a décima colocação e um ponto. Com isso, Bruno Senna conseguiu marcar um ponto.

Destaques positivos da corrida:

Fernando Alonso: Não adianta torcer contra esse filha da mãe! Por mais que você tente, se esforce, grite até perder a voz, o Don Fernando sempre vai estar lá na frente. Mas a vitória foi merecida. De forma brilhante, venceu pela primeira vez na pista.

Michael Schumacher: Finalmente. Depois de bater na trave ano passado no Canadá, finalmente ele conseguiu ir pro pódio. Passou a maior parte do tempo brigando com Mark Webber, mas por sorte ele foi pro pódio.

Vitaly Petrov: Com Heikki Kovalainen sendo acertado por Jean-Eric Vergne, coube ao russo liderar a esquadra das nanicas. Chegou a andar nos pontos, mas como é a Caterham, só terminou em décimo terceiro. Mesmo assim, surpreendeu.

Destaques negativos da corrida:

Kamui Kobayashi: Alguma coisa os brasileiros fizeram pro Koba Sam que ele não gostou. Acertou os dois brasileiros durante a corrida. E abandonou depois de acertar o Felipe Massa. Tsc tsc…

Jean-Éric Vergne: Apanhando feio pro Daniel Ricciardo nos treinos. Nas corridas, até anda melhor. Mas a batida ridícula que ele deu no Kovalainen…

Pastor Maldonado: Mais outros pontos jogados no lixo. São 28 segundo o José Inácio. Andou o fim de semana todo muito bem, até bater em Hamilton. Arrancou um ponto à fórceps, mas foi punido e Bruno Senna ficou com o seu ponto.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA CORRIDA:
Pos No Piloto Equipe Tempo V VL Grid Pts
1 5 Espanha Fernando Alonso Itália Ferrari 01:44:16.449 57 24 11 25
2 9 Finlândia Kimi Raikkonen Reino Unido Lotus +6.421 57 0 5 18
3 7 Alemanha Michael Schumacher Alemanha Mercedes +12.639 57 0 12 15
4 2 Austrália Mark Webber Áustria Red Bull +13.628 57 0 19 12
5 12 Alemanha Nico Hulkenberg Índia Force India +19.993 57 0 8 10
6 8 Alemanha Nico Rosberg Alemanha Mercedes +21.176 57 0 6 8
7 11 Reino Unido Paul di Resta Índia Force India +22.886 57 0 10 6
8 3 Reino Unido Jenson Button Reino Unido McLaren +24.653 57 0 9 4
9 15 México Sergio Perez Suíça Sauber +27.777 57 0 15 2
10 19 Brasil Bruno Senna Reino Unido Williams +35.961 57 0 14 1
11 16 Austrália Daniel Ricciardo Itália Toro Rosso +37.041 57 0 17 0
12 18 Venezuela Pastor Maldonado Reino Unido Williams +54.630 57 0 3 0
13 21 Rússia Vitaly Petrov Malásia Caterham +1:15.871 57 0 20 0
14 20 Finlândia Heikki Kovalainen Malásia Caterham +1:34.654 57 0 16 0
15 25 França Charles Pic Rússia Marussia +1:36.551 57 0 23 0
16 6 Brasil Felipe Massa Itália Ferrari +1 volta 56 0 13 0
17 22 Espanha Pedro de la Rosa Espanha HRT +1 volta 56 0 21 0
18 23 Índia Narain Karthikeyan Espanha HRT +1 volta 56 0 22 0
19 4 Reino Unido Lewis Hamilton Reino Unido McLaren Batida 55 0 2 0
NC 10 França Romain Grosjean Reino Unido Lotus Alternador 40 0 4 0
NC 1 Alemanha Sebastian Vettel Áustria Red Bull Alternador 33 33 1 0
NC 14 Japão Kamui Kobayashi Suíça Sauber Batida 33 0 7 0
NC 17 França Jean-Eric Vergne Itália Toro Rosso Batida 26 0 18 0
NP 24 Alemanha Timo Glock Rússia Marussia Infecção 0 0 24 0

CAMPEONATO:

PILOTOS:

Pos Piloto Equipe Pts
1 Espanha Fernando Alonso Ferrari 111
2 Austrália Mark Webber Red Bull 91
3 Reino Unido Lewis Hamilton McLaren 88
4 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull 85
5 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 75
6 Finlândia Kimi Raikkonen Lotus 73
7 França Romain Grosjean Lotus 53
8 Reino Unido Jenson Button McLaren 49
9 México Sergio Perez Sauber 39
10 Venezuela Pastor Maldonado Williams 29
11 Reino Unido Paul di Resta Force India 27
12 Japão Kamui Kobayashi Sauber 21
13 Alemanha Michael Schumacher Mercedes 17
14 Alemanha Nico Hulkenberg Force India 17
15 Brasil Bruno Senna Williams 16
16 Brasil Felipe Massa Ferrari 11
17 França Jean-Eric Vergne Toro Rosso 4
18 Austrália Daniel Ricciardo Toro Rosso 2
19 Finlândia Heikki Kovalainen Caterham 0
20 Rússia Vitaly Petrov Caterham 0
21 Alemanha Timo Glock Marussia 0
22 França Charles Pic Marussia 0
23 Índia Narain Karthikeyan HRT 0
24 Espanha Pedro de la Rosa HRT 0

EQUIPES:

Pos Equipe Motor Pts
1 Áustria Red Bull Renault 176
2 Reino Unido McLaren Mercedes 137
3 Reino Unido Lotus Renault 126
4 Itália Ferrari Ferrari 122
5 Alemanha Mercedes Mercedes 92
6 Suíça Sauber Ferrari 60
7 Reino Unido Williams Renault 45
8 Índia Force India Mercedes 44
9 Itália Toro Rosso Ferrari 6
10 Malásia Caterham Renault 0
11 Rússia Marussia Cosworth 0
12 Espanha HRT Cosworth 0
Opinião do Necrolino: A corrida foi boa. Deu um balde de água fria nos céticos que como eu, acreditavam que aquela tentativa de Mônaco ia sediar outra corrida tediosa. Fernando Alonso surpreendeu. Como não adianta torcer contra ele, eu me rendo. Os brasileiros vinham fazendo prova razoável, até serem acertados pelo Kobayashi. E o Hulkenberg não o Di Resta, nem o Di Resta o Hulkenberg, seu Galvão.

Anúncios

CORRIDA: Na largada, nada muda. Felipe Massa fica lado a lado com Romain Grosjean, mas como já disse, nada muda. Nico Rosberg tenta pressionar Mark Webber que logo abre pro alemão. Felipe Massa começa bem a corrida. Massa pressiona Rosberg. Na segunda volta, o brasileiro faz a ultrapassagem sobre o alemão e abre. Na terceira volta, Felipe Massa roda na curva 2 e cai para a décima terceira posição.

Bruno Senna perde várias posições e tenta recupera-las. Mas não consegue passar Heikki Kovalainen. Os pilotos começam a fazer suas paradas nos boxes. Felipe Massa é o primeiro por ter rodado. Lewis Hamilton abre em relação o segundo colocado. Na volta 22, Narain Karthikeyan roda na curva 1. Logo depois, ele abandona com problemas no freio. Duas voltas depois, o seu companheiro de equipe Pedro de la Rosa também abandona a prova com problemas nos freios que chegaram a pegar fogo por uns décimos de segundo. Os freios foram o grande mal da HRT no final de semana que vinha sendo perfeito. Os freios de De La Rosa já tinha esfumaçado num dos treinos livres.

Os pilotos continuam fazendo suas paradas nos boxes. Alonso volta na frente de Hamilton e Vettel e assume a liderança da corrida, mas logo depois, Hamilton faz a ultrapassagem. Até a volta 30, apenas Charles Pic, Sergio Perez e Kimi Raikkonen não haviam feito suas paradas. Na volta 35, Charles Pic faz sua parada. Depois da volta 40, Kimi Raikkonen faz sua parada e na volta 41 é a vez de Sergio Perez ir pro box.

Na volta 42, Michael Schumacher faz sua segunda parada. Mas a asa móvel está travada e os mecânicos tentam consertá-la dando socos na asa. Mas a tentativa é falha. Na volta seguinte, Schumacher vai de novo pros pits para tentar consertar a asa. Os mecânicos tentam e tentam, mas não adianta. Michael Schumacher abandona.

Alguns pilotos apostam em duas paradas, como é o caso de Lewis Hamilton que vinha na liderança da corrida. Alonso assume a liderança da corrida. Timo Glock abandona com problemas no freio. Felipe Massa que estava em sexto, faz sua segunda parada nos boxes e volta em décimo depois de perder duas posições para Webber e Perez.

Lewis Hamilton começa a se aproximar dos dois líderes da corrida, Alonso e Vettel. Com pneus mais novos, ele ultrapassa facinho Vettel e logo depois, ultrapassa Alonso. Percebendo que os pneus estão muito desgatados, Vettel faz sua segunda parada nos boxes e volta em quinto.

Alonso já está com os pneus muito gastos e perde posições para Romain Grosjean, Sergio Perez e Sebastian Vettel. Depois da corrida, a Ferrari publicou no seu Twitter: “Alonso P5. Massa P10. Não foi uma boa corrida” . Lewis Hamilton vence a corrida de maneira incrível e aumenta ainda mais o recorde de 2012 com 7 vencedores diferentes em 7 corridas. Quem vencerá a próxima etapa no patético circuito de Valência? Será Romain Grosjean (pode ser)? Será Kimi Raikkonen (não creio)? Será Sergio Perez (também não acredito)? Será Felipe Massa (você pode não acreditar numa vitória dele, mas eu confio nele)? Veremos o que vai rolar em Valência Street Circuit.

Destaques positivos da corrida:

Lewis Hamilton: Praticamente, dominou o final de semana, só perdeu a pole porque Vettel estava inspirado no sábado. Fez ótima estratégia no final da corrida ao apostar em duas paradas e venceu de forma merecida.

Sergio Perez: O mexicano não fez um bom treino ao ficar logo da Q2. Apostou em uma só parada, mas ao contrário de Alonso, fez um longo stint com os pneus supermacios e no final, conseguiu ter os pneus em ótima forma e fez a ultrapassagem sobre Alonso e garantiu seu segundo pódio na temporada.

Pedro de la Rosa: Fez seu melhor final de semana em 2012. Ficou na frente das Marussias de Timo Glock e Charles Pic praticamente todo o final de semana. Mas os freios não aguentaram nem por meia corrida e abandonou na volta 24. Mesmo assim, foi um fim de semana positivo pro espanhol.

Destaques negativos da corrida:

Michael Schumacher: Está tendo um azar desgraçado em 2012. Não vinha fazendo uma boa corrida até que a asa móvel travou e registrou o abandono mais bizarro de 2012. Vai ter azar assim lá na….

Jenson Button: Depois do GP de Melbourne, não teve mais a mesma sorte que lhe acompanhou ano passado. Sumido durante toda a corrida. Ele e Schumacher estão precisando de 4 trevos de 4 folhas e muitas preces para resolver esse azar.

Bruno Senna: Largou mal e passou a maior parte do tempo brigando com as Caterhams. Está perdendo sua credibilidade com a equipe.

Pastor Maldonado: Estragou sua corrida antes mesmo da corrida começar. Ao raspar no Muro dos Campeões no treino classificatório. Ainda teve de trocar o câmbio e acabou por largar lá atrás. E depois sumiu.

Jean Eric-Vergne: Se transformou no franco favorito a ficar na Q1 junto das nanicas. Está apanhando feio do Daniel Ricciardo. Como eu previ no começo do ano

CLASSIFICAÇÃO DA CORRIDA:

Pos No Piloto Equipe Tempo V VL Grid Pts
1 4 Reino Unido Lewis Hamilton Reino Unido McLaren 01:32:29.586 70 37 2 25
2 10 França Romain Grosjean Reino Unido Lotus +2.513 70 1 7 18
3 15 México Sergio Pérez Suíça Sauber +5.260 70 0 15 15
4 1 Alemanha Sebastian Vettel Áustria Red Bull +7.295 70 15 1 12
5 5 Espanha Fernando Alonso Itália Ferrari +13.411 70 17 3 10
6 8 Alemanha Nico Rosberg Alemanha Mercedes +13.842 70 0 5 8
7 2 Austrália Mark Webber Áustria Red Bull +15.085 70 0 4 6
8 9 Finlândia Kimi Raikkonen Reino Unido Lotus +15.567 70 0 12 4
9 14 Japão Kamui Kobayashi Suíça Sauber +24.432 70 0 11 2
10 6 Brasil Felipe Massa Itália Ferrari +25.272 70 0 6 1
11 11 Reino Unido Paul di Resta Índia Force India +37.693 70 0 8 0
12 12 Alemanha Nico Hülkenberg Índia Force India +46.236 70 0 13 0
13 18 Venezuela Pastor Maldonado Reino Unido Williams +47.052 70 0 22 0
14 16 Austrália Daniel Ricciardo Itália Toro Rosso +1:04.475 70 0 14 0
15 17 França Jean-Eric Vergne Itália Toro Rosso +1 volta 69 0 19 0
16 3 Reino Unido Jenson Button Reino Unido McLaren +1 volta 69 0 10 0
17 19 Brasil Bruno Senna Reino Unido Williams +1 volta 69 0 16 0
18 20 Finlândia Heikki Kovalainen Malásia Caterham +1 volta 69 0 17 0
19 21 Rússia Vitaly Petrov Malásia Caterham +1 volta 69 0 18 0
20 25 França Charles Pic Rússia Marussia +1 volta 69 0 23 0
NC 24 Alemanha Timo Glock Rússia Marussia Freios 56 0 21 0
NC 7 Alemanha Michael Schumacher Alemanha Mercedes Asa 43 0 9 0
NC 22 Espanha Pedro de la Rosa Espanha HRT Freios 24 0 20 0
NC 23 Índia Narain Karthikeyan Espanha HRT Freios 22 0 24 0

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO:

PILOTOS:

Pos Piloto Equipe Pts
1 Reino Unido Lewis Hamilton McLaren 88
2 Espanha Fernando Alonso Ferrari 86
3 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull 85
4 Austrália Mark Webber Red Bull 79
5 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 67
6 Finlândia Kimi Raikkonen Lotus 55
7 França Romain Grosjean Lotus 53
8 Reino Unido Jenson Button McLaren 45
9 México Sergio Pérez Sauber 37
10 Venezuela Pastor Maldonado Williams 29
11 Japão Kamui Kobayashi Sauber 21
12 Reino Unido Paul di Resta Force India 21
13 Brasil Bruno Senna Williams 15
14 Brasil Felipe Massa Ferrari 11
15 Alemanha Nico Hülkenberg Force India 7
16 França Jean-Eric Vergne Toro Rosso 4
17 Austrália Daniel Ricciardo Toro Rosso 2
18 Alemanha Michael Schumacher Mercedes 2
19 Finlândia Heikki Kovalainen Caterham 0
20 Alemanha Timo Glock Marussia 0
21 França Charles Pic Marussia 0
22 Índia Narain Karthikeyan HRT 0
23 Rússia Vitaly Petrov Caterham 0
24 Espanha Pedro de la Rosa HRT 0

Equipes:

Pos Equipe Motor Pts
1 Áustria Red Bull Renault 164
2 Reino Unido McLaren Mercedes 133
3 Reino Unido Lotus Renault 108
4 Itália Ferrari Ferrari 97
5 Alemanha Mercedes Mercedes 69
6 Suíça Sauber Ferrari 58
7 Reino Unido Williams Renault 44
8 Índia Force India Mercedes 28
9 Itália Toro Rosso Ferrari 6
10 Malásia Caterham Renault 0
11 Rússia Marussia Cosworth 0
12 Espanha HRT Cosworth 0

Nada de fotos.

MDMonacoR

CORRIDA: Na largada, Romain Grosjean parte para cima de Alonso que rapidamente fecha. Grosjean acaba batendo e Schumacher e roda antes mesmo da Saint-Devote. Ali atrás, Pastor Mal Domado bate em Pedro de la Rosa e os dois abandonam. Safety-Car na pista. Na relargada, Webber se mantém a frente. Massa começa a pressionar Alonso.

Alonso começa a formar um fila enorme atrás dele. Começa a expectativa da chuva que nunca chegava. Lá atrás, Sergio “Chapolim-Chaves” Perez começa sua recuperação por posições. Kamui Kobayashi abandona a corrida. Vitaly Petrov também abandona a prova. Na volta 20, os pilotos começa a fazer suas paradas nos boxes. Massa começa a perder rendimento para Alonso que abre 1 seg para o brasileiro. Sebastian Vettel tenta ultrapassar Kimi “James Hunt” Raikkonen, mas não consegue. Até que o Ice-Man vai pros pits.

Alonso faz sua parada nos boxes e Massa vai uma volta depois. Depois de 35 voltas, apenas Daniel Ricciardo e Sebastian Vettel não pararam nos boxes. Na volta 41, Daniel Ricciardo vai para os boxes. Jean “Alesi” Eric-Vergne disputa posições intermediárias com Sergio “Chapolim” Perez. Na saída do túnel, ele corta a Chicane do Porto e devolve a posição para Perez. Kimi Raikkonen forma um pelotão atrás dele. Até Heikki Kovalainen com a Caterham está ali no meio.

Sebastian Vettel para nos boxes, beirando a volta 50. Ele volta em quarto na frente de Lewis Hamilton e Felipe Massa. Lá no meião, Heikki Kovalainen disputa posição com a poderosa McLaren de Jenson Button relembrando a emblemática disputa entre Enrique Bernoldi vs. David Coulthard em 2001.

Sergio Perez bate em Kimi Raikkonen ao querer entrar nos pits. Sergio Perez é punido com um drive-trough. Michael Schumacher enfrenta problemas com o carro e fica muito mais lento que os outros pilotos e abandona. Charles Pic abandona. Daniel Ricciardo também abandona. Lá atrás, Jenson Button segue tentando ultrapassar Heikki Kovalainen. Na saída do túnel, ele é fechado por Kovalainen. Tenta ultrapassar na curva 14, mas acaba tocando em Kova e roda. E Jenson abandona.

Kovalainen fica com a asa dianteira danificada e entra nos boxes. Lá na frente, continua o trenzinho Webber-Rosberg-Alonso-Vettel-Hamilton-Massa. Nínguem passa nínguem e isso permanece até o final. Veja o resultado final da prova aqui abaixo:

Pos No Piloto Equipe Tempo V VL Grid Pts
1 2 Austrália Mark Webber Áustria Red Bull 01:46:06.557 78 61 1 25
2 8 Alemanha Nico Rosberg Alemanha Mercedes +0.643 78 0 2 18
3 5 Espanha Fernando Alonso Itália Ferrari +0.947 78 1 5 15
4 1 Alemanha Sebastian Vettel Áustria Red Bull +1.343 78 15 9 12
5 4 Reino Unido Lewis Hamilton Reino Unido McLaren +4.101 78 0 3 10
6 6 Brasil Felipe Massa Itália Ferrari +6.195 78 1 7 8
7 11 Reino Unido Paul di Resta Índia Force India +41.537 78 0 14 6
8 12 Alemanha Nico Hülkenberg Índia Force India +42.562 78 0 10 4
9 9 Finlândia Kimi Raikkonen Reino Unido Lotus +44.036 78 0 8 2
10 19 Brasil Bruno Senna Reino Unido Williams +44.516 78 0 13 1
11 15 México Sergio Pérez Suíça Sauber +1 volta 77 0 24 0
12 17 França Jean-Eric Vergne Itália Toro Rosso +1 volta 77 0 16 0
13 20 Finlândia Heikki Kovalainen Malásia Caterham +1 volta 77 0 17 0
14 24 Alemanha Timo Glock Rússia Marussia +1 volta 77 0 19 0
15 23 Índia Narain Karthikeyan Espanha HRT +2 voltas 76 0 22 0
16 3 Reino Unido Jenson Button Reino Unido McLaren Batida 70 0 12 0
NC 16 Austrália Daniel Ricciardo Itália Toro Rosso Direção 65 0 15 0
NC 25 França Charles Pic Rússia Marussia Elétrica 64 0 21 0
NC 7 Alemanha Michael Schumacher Alemanha Mercedes Pressão de combustível 63 0 6 0
NC 21 Rússia Vitaly Petrov Malásia Caterham Elétrica 15 0 18 0
NC 14 Japão Kamui Kobayashi Suíça Sauber Suspensão 5 0 11 0
NC 22 Espanha Pedro de la Rosa Espanha HRT Batida 0 0 20 0
NC 18 Venezuela Pastor Maldonado Reino Unido Williams Batida 0 0 23 0
NC 10 França Romain Grosjean Reino Unido Lotus Batida 0 0 4 0

 Destaques positivos da corrida:

Felipe Massa: Voltou a mostrar o Felipe Massa agressivo a que o Brasil se acostumou. Pressionou Alonso no começo da prova. E depois passou boa parte do tempo brigando no trenzinho dos seis primeiros. Tomare que continue assim.

Heikki Kovalainen: Segurou por boa parte do tempo Jenson Button e relembrou a épica disputa Enrique Bernoldi vs. David Coulthard em 2001. Teve o bico quebrado quando estava em décimo segundo e perdeu uma posição. Garantiu a décima posição para a Caterham no mundial de construtores.

Destaques negativos da corrida:

Pastor Maldonado: Bateu o final de semana todo, o que mais posso dizer.

Kimi Raikkonen: Irreconhecível durante o fim de semana. Não soube homenagear James Hunt.

Jenson Button: Sofreu para fazer a ultrapassagem sobre Heikki Kovalainen e mesmo assim não fez a ultrapassagem. Rodou e abandonou. Mas que infelicidade…

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO:

 
Pos Piloto Equipe Pts
1 Espanha Fernando Alonso Ferrari 76
2 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull 73
3 Austrália Mark Webber Red Bull 73
4 Reino Unido Lewis Hamilton McLaren 63
5 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 59
6 Finlândia Kimi Raikkonen Lotus 51
7 Reino Unido Jenson Button McLaren 45
8 França Romain Grosjean Lotus 35
9 Venezuela Pastor Maldonado Williams 29
10 México Sergio Pérez Sauber 22
11 Reino Unido Paul di Resta Force India 21
12 Japão Kamui Kobayashi Sauber 19
13 Brasil Bruno Senna Williams 15
14 Brasil Felipe Massa Ferrari 10
15 Alemanha Nico Hülkenberg Force India 7
16 França Jean-Eric Vergne Toro Rosso 4
17 Austrália Daniel Ricciardo Toro Rosso 2
18 Alemanha Michael Schumacher Mercedes 2
19 Finlândia Heikki Kovalainen Caterham 0
20 Alemanha Timo Glock Marussia 0
21 França Charles Pic Marussia 0
22 Índia Narain Karthikeyan HRT 0
23 Rússia Vitaly Petrov Caterham 0
24 Espanha Pedro de la Rosa HRT 0

EQUIPES:

Pos Equipe Motor Pts
1 Áustria Red Bull Renault 146
2 Reino Unido McLaren Mercedes 108
3 Itália Ferrari Ferrari 86
4 Reino Unido Lotus Renault 86
5 Alemanha Mercedes Mercedes 61
6 Reino Unido Williams Renault 44
7 Suíça Sauber Ferrari 41
8 Índia Force India Mercedes 28
9 Itália Toro Rosso Ferrari 6
10 Malásia Caterham Renault 0
11 Rússia Marussia Cosworth 0
12 Espanha HRT Cosworth 0

FOTOS DA CORRIDA:

Batida de Grosjean em Schumacher

2012 Mônaco de Fórmula 1 Grand Prix

Romain Grosjean rodando

Kamui Kobayashi voando na largada

Pastor Maldonado e Pedro de la Rosa com os carros danificados na largada

Pedro de la Rosa, HRT F1 Team, 2012 Monaco Formula 1 Grand Prix, Formula 1

Pedro de la Rosa se arrastando com a asa traseira quebrada

Pastor Maldonado, Williams, 2012 Monaco Formula 1 Grand Prix, Formula 1

Pastor Maldonado sem a asa dianteira

2012 Mônaco de Fórmula 1 Grand Prix

Pessoal retirando o Williams do Pastor Mal Domado

2012 Mônaco de Fórmula 1 Grand Prix

Safety-car na pista

Fernando Alonso, Ferrari, 2012 Monaco Formula 1 Grand Prix, Formula 1

Fernando Alonso segurando Felipe Massa no começo da prova

Heikki Kovalainen, Caterham, 2012 Monaco Formula 1 Grand Prix, Formula 1

Heikki Kovalainen segurando Jenson Button

2012 Mônaco de Fórmula 1 Grand Prix

Heikki Kovalainen segurando um pelotão atrás dele

2012 Monaco Formula 1 Grand Prix

Jenson Button após rodar após um toque com Heikki Kovalainen

2012 Mônaco de Fórmula 1 Grand Prix

Mark Webber comemorando na piscina da Red Bull a vitória

MDSpainR

Corrida legal num circuito de merda

CORRIDA: Na largada, Alonso levantou os torcedores espanhóis ao ultrapassar Maldonado antes da primeira curva. Massa largou bem como sempre nessa temporada. Sergio Perez acabou tendo um pneu furado num toque qualquer. Logo depois de sete voltas, já tinha pilotos fazendo paradas nos boxes.

Alonso para nos boxes e Maldonado lidera a corrida pela primeira vez na carreira, mas logo depois ele para nos boxes. Grande parte dos pilotos tentam durar na pista sem trocar pneus. Grosjean disputa posição com B.Senna. Bota por fora na curva 1 e faz a ultrapassagem na curva 2. Perde um pedaço da asa, mas seu desempenho não é afetado.

Michael Schumacher tenta passar Senna no retão. Mas comete uma idiotice e bate na traseira de Senna e os dois vão para a fora da pista. Schumacher xinga Senna de “Idiota” via rádio. Schumacher para na brita e Senna fica com um pneu traseiro furado. E acaba por abandonar.

Na segunda rodada de pit-stops, Maldonado para primeiro que Alonso. Alonso faz sua parada na volta seguinte e por algum motivo, volta atrás de Maldonado, que abre 7 segundos. Narain Karthikeyan abandona a corrida. Ali no meio, Felipe Massa disputa a nona posição com Lewis Hamilton. Hamilton tenta fazer a ultrapassagem sobre Massa no retão, mas Massa fecha. A disputa permanece por algumas voltas. Charles Pic é punido por ignorar as bandeiras azuis, foi ele quem atrapalhou Alonso e fez com que o espanhol voltasse atrás de Maldonado. Mesmo assim, Pic abandona. Uma volta depois, Sergio Perez abandona também depois de uma parada nos boxes problemática.

Vettel e Massa são punidos com um drive-trough por ignoraram uma bandeira amarela. Na terceira parada no pits, Maldonado enfrenta problemas e sua parada dura 6 segundos. Mas como tinha 5 segundos de vantagem para Alonso, Maldonado volta na frente de Alonso. Lewis Hamilton faz sua parada nos boxes. Mas acaba por passar por cima da pistola do mecânico. Isso prova que os mecânicos de Hamilton são piores que os do Massa em 2011.

Kimi Raikkonen para nos boxes, o Ice-Man estava na liderança. Alonso tenta esboçar uma tentativa de ultrapassagem sobre Maldonado, mas depois de algumas voltas, ele fica sem pneus e Maldonado abre diferença sobre ele. Kimi Raikkonen que estava a 12 segundos de Alonso e com pneus mais novos, começa a tirar um 1,5 por volta, chegando a tirar 2 segundos por volta.

Maldonado vence a corrida para a alegria de Sir Frank Williams e de Marcos Antônio Filho, do GP Séries. Logo ali atrás, Alonso consegue segurar a segunda posição de um amalucado Kimi Raikkonen. A diferença que era de 12 segundos entre os dois, se transformou em pouco mais de 10 voltas, em apenas 8 décimos.

Já foram 5 corridas, 5 vencedores diferentes em 5 equipes diferentes.

MDSpainR2

Depois da corrida, no box da Williams. Um problema no KERS do carro de Bruno Senna, fez com que o carro explodisse e causasse um grande incêndio. Foram 31 mecânicos atendidos e 7 hospitalizados.

Destaques positivos da corrida:

Pastor Maldonado: Fim de semana de ouro para o venezuelano. Provou que não é apenas um piloto pagante. Vitória merecida. E ainda salvou seu primo do incêndio. Foto do salvamento mais abaixo.

Kamui Kobayashi: Fez ultrapassagens ousadas durante boa parte da corrida que lhe premiou com um ótimo quinto lugar.

Destaques negativos da corrida:

Michael Schumacher: Batida ridícula com Bruno Senna e ainda xingou o brasileiro sem motivo algum. Está sentindo a pressão imposta por Nico Rosberg.

Nico Rosberg: Parece que sumiu da temporada depois da etapa da China. Perdeu todas as disputas por posições em que se intrometeu e não sei como terminou em sétimo.

Sérgio Perez: Sumiu depois da Malásia. Até conseguiu um quinto no grid, mas teve um pneu furado e não apareceu mais. Não parece mais o substituto de Massa em 2013.

Mark Webber: Nem apareceu de forma relevante na corrida.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA CORRIDA:

Pos No Piloto Equipe Tempo V VL Grid Pts
1 18 Venezuela Pastor Maldonado Reino Unido Williams 01:39:09.145 66 37 1 25
2 5 Espanha Fernando Alonso Itália Ferrari +3.195 66 27 2 18
3 9 Finlândia Kimi Raikkonen Reino Unido Lotus +3.884 66 2 4 15
4 10 França Romain Grosjean Reino Unido Lotus +14.799 66 0 3 12
5 14 Japão Kamui Kobayashi Suíça Sauber +1:04.641 66 0 9 10
6 1 Alemanha Sebastian Vettel Áustria Red Bull +1:07.576 66 0 7 8
7 8 Alemanha Nico Rosberg Alemanha Mercedes +1:17.919 66 0 6 6
8 4 Reino Unido Lewis Hamilton Reino Unido McLaren +1:18.140 66 0 24 4
9 3 Reino Unido Jenson Button Reino Unido McLaren +1:25.246 66 0 10 2
10 12 Alemanha Nico Hülkenberg Índia Force India +1 volta 65 0 13 1
11 2 Austrália Mark Webber Áustria Red Bull +1 volta 65 0 11 0
12 17 França Jean-Eric Vergne Itália Toro Rosso +1 volta 65 0 14 0
13 16 Austrália Daniel Ricciardo Itália Toro Rosso +1 volta 65 0 15 0
14 11 Reino Unido Paul di Resta Índia Force India +1 volta 65 0 12 0
15 6 Brasil Felipe Massa Itália Ferrari +1 volta 65 0 16 0
16 20 Finlândia Heikki Kovalainen Malásia Caterham +1 volta 65 0 19 0
17 21 Rússia Vitaly Petrov Malásia Caterham +1 volta 65 0 18 0
18 24 Alemanha Timo Glock Rússia Marussia +2 voltas 64 0 21 0
19 22 Espanha Pedro de la Rosa Espanha HRT +3 voltas 63 0 22 0
NC 15 México Sergio Pérez Suíça Sauber Abandono 37 0 5 0
NC 25 França Charles Pic Rússia Marussia Abandono 35 0 20 0
NC 23 Índia Narain Karthikeyan Espanha HRT Roda 22 0 23 0
NC 19 Brasil Bruno Senna Reino Unido Williams Batida 12 0 17 0
NC 7 Alemanha Michael Schumacher Alemanha Mercedes Batida 12 0 8 0

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO:

PILOTOS:

 
Pos Piloto Equipe Pts
1 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull 61
2 Espanha Fernando Alonso Ferrari 61
3 Reino Unido Lewis Hamilton McLaren 53
4 Finlândia Kimi Raikkonen Lotus 49
5 Austrália Mark Webber Red Bull 48
6 Reino Unido Jenson Button McLaren 45
7 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 41
8 França Romain Grosjean Lotus 35
9 Venezuela Pastor Maldonado Williams 29
10 México Sergio Pérez Sauber 22
11 Japão Kamui Kobayashi Sauber 19
12 Reino Unido Paul di Resta Force India 15
13 Brasil Bruno Senna Williams 14
14 França Jean-Eric Vergne Toro Rosso 4
15 Alemanha Nico Hülkenberg Force India 3
16 Austrália Daniel Ricciardo Toro Rosso 2
17 Brasil Felipe Massa Ferrari 2
18 Alemanha Michael Schumacher Mercedes 2
19 Alemanha Timo Glock Marussia 0
20 França Charles Pic Marussia 0
21 Rússia Vitaly Petrov Caterham 0
22 Finlândia Heikki Kovalainen Caterham 0
23 Espanha Pedro de la Rosa HRT 0
24 Índia Narain Karthikeyan HRT 0

EQUIPES:

Pos Equipe Motor Pts
1 Áustria Red Bull Renault 109
2 Reino Unido McLaren Mercedes 98
3 Reino Unido Lotus Renault 84
4 Itália Ferrari Ferrari 63
5 Alemanha Mercedes Mercedes 43
6 Reino Unido Williams Renault 43
7 Suíça Sauber Ferrari 41
8 Índia Force India Mercedes 18
9 Itália Toro Rosso Ferrari 6
10 Rússia Marussia Cosworth 0
11 Malásia Caterham Renault 0
12 Espanha HRT Cosworth 0

FOTOS DA CORRIDA:

 

Na largada, Alonso passou Maldonado antes da primeira curva

2012 Spanish Formula 1 Grand Prix, Formula 1

Fiscal tirando um pedaço a asa dianteira da Lotus de Romain Grosjean na curva 1

Michael Schumacher e Bruno Senna se tocaram e os dois abandonaram

 Michael Schumacher, Mercedes Grand Prix, 2012 Spanish Formula 1 Grand Prix, Formula 1

O pessoal levando o carro do Schumacher

Bruno Senna, Williams, 2012 Spanish Formula 1 Grand Prix, Formula 1

Bruno Senna abandonou um pouco depois

2012 Espanhol Formula 1 Grand Prix

A equipe da casa, HRT, fez feio e De La Rosa terminou em último e uma volta atrás do carro mais próximo e o Karthikeyan abandonou

Pastor Maldonado, Williams, 2012 Spanish Formula 1 Grand Prix, Formula 1

Pastor MalDomado cruzando a quadriculada

Pastor Maldonado ganhou o GP da Espanha e virou o 1º venezuelano a vencer na F-1

Maldonado sendo erguido no pódio por Fernando Alonso e Kimi Raikkonen

2012 Espanhol Formula 1 Grand Prix

Fumaceira danada nos boxes. Interessante é o cara da Lotus com um saquinho de amendoins e com a boca cheia enquanto todos estão preocupados com a fumaça.

Eis o culpado do incidente

Dia de herói para Maldonado

MDBahrainR

Porra de boicotar corrida no Bahrein. Nem adiantou, que a corrida foi divertidíssima hehe. E falar de F1 é meu trabalho, embora o salário seja muito ruim.

CORRIDA: Na largada, Felipe Massa e Fernando Alonso mostram a força das Ferraris nas largadas e ganham várias posições. Nico Rosberg larga mal chegando a perder uma posição até para Felipe Massa. Michael Schumacher também larga mal e aparece atrás até de Pedro de la Rosa.

Pastor Maldonado toca em Heikki Kovalainen na reta oposta. O pneu traseiro de Kova estoura e Kova para nos boxes depois de fazer uma ótima largada. Felipe Massa busca por posições e faz a ultrapassagem sobre Kimi Raikkonen. Raikkonen recupera a posição perdida para Massa umas duas voltas depois.

Ao final das primeiras 15 voltas, todos já tinham feito suas paradas. Lewis Hamilton teve uma péssima parada após uma das pistolas não funcionar direito. Sebastian Vettel já abre grande diferença para o segundo colocado. No meião, começa uma intensa disputa entre Rosberg, Hamilton e Massa.

Hamilton tenta a ultrapassagem na reta que antecede a curva 4. Rosberg, no maior estilo Johnny Cecotto Jr. na etapa da GP2 no Bahrein, joga Hamilton na areia na tentativa de defender sua posição. Logo depois, ele novamente joga Alonso para fora da pista. E os comissários não fizeram nada, para raiva de Galvão Bueno. Charles Pic abandona com problemas numa válvula.

Na segunda rodada de boxes, novamente um problema nos boxes de Hamilton o faz voltar atrás de Massa. Massa volta atrás de Alonso. Começa uma disputa entre Alonso, Massa e Hamilton. Alonso se defende dos ataques de Massa. Hamilton tenta fazer a ultrapassagem, mas não consegue. Vettel continua na liderança seguido por Grosjean e Raikkonen.

Raikkonen se aproxima rapidamente de Grosjean, e faz a ultrapassagem na reta principal, e vai embora atrás de Vettel.

Chega a grande reta para a incrível disputa entre Alonso, Massa e Hamilton. Fernando Alonso espertamente, finge que vai entrar nos boxes, tira o vácuo de Massa, pega vácuo de Kobayashi que ia entrando nos boxes e segura Massa por mais uma volta.

Kimi Raikkonen começa uma incrível recuperação e encosta em Vettel. Vettel o segura e não deixa ele fazer a ultrapassagem. Na terceira rodada de boxes, Massa se dá mal e perde novamente a posição para Hamilton. Kimi também se dá mal e vê Vettel abrir 3 segundos de diferença no horizonte.  Hamilton tenta fazer a ultrapassagem sobre Fernando na segunda grande reta, mas Alonso o joga para fora da pista. Novamente, os comissários ficam quietos.

Logo ali atrás, Maldonado recebia um toque na curva 3. Com isso, o pneu estoura. E Maldonado abandona. Por algum motivo, ele entrou nos boxes do Bruno Senna e não o dele. Mark Webber disputa a quarta posição com Paul di Resta. Di Resta com pneus em pior estado é ultrapassado facilmente por Webber. Um tempo depois, Rosberg vinha fazendo uma corrida de recuperação depois de estar no meião, chega em Di Resta. Di Resta não força muito e Rosberg o ultrapassa facilemente.

Depois disso, a corrida fica um pouco morna. Mas lá atrás, vinha um Schumacão passando todo mundo. Ele passa Kobayashi e logo depois, passa Perez. Foram dois fins-de-semana apagados para a equipe de Peter Sauber.

Kimi Raikkonen esboça um reação para tentar chegar perto de Vettel, mas logo desiste. Jenson Button sofre com problemas nos pneus traseiros. O pneu traseiro esquerdo de seu McLaren estoura e ele entra nos boxes. Bruno Senna abandona a corrida, com problemas nos freios. A duas voltas do fim, Jenson Button abandona de vez com problemas em não sei aonde.

Sebastian Vettel vence a corrida e ressurge no campeonato. Um pouco mais atrás, Alonso tenta uma última tentativa de ultrapassagem em Di Resta, mas o esforço é em vão.

Destaques positivos da corrida:

Sebastian Vettel: Provou que ainda não morreu no campeonato. Marcou uma improvável pole-position no sábado. Liderou a corrida de ponta a ponta, não deixou Kimi Raikkonen fazer a ultrapassagem e cruzou a quadriculada em primeiro.

Kimi Raikkonen: Fez uma péssima Q2, largou razoavelmente bem. Mas se aproveitou da primeira rodada de boxes para ganhar várias posições. Apareceu em terceiro. Fez a ultrapassagem sobre seu companheiro franco-suíco e apareceu em segundo. Esboçou uma aproximação em Vettel, mas logo desistiu. Mesmo assim, grande resultado para o Ice-Man.

Romain Grosjean: Largou em sétimo no sábado. Largou razoavelmente bem. Também se aproveitou do bom trabalho nos boxes da Lotus e apareceu em segundo logo depois da primeira rodas nos boxes. Depois foi ultrapassado facilmente por Kimi Raikkonen. Manteve seu trabalho e conseguiu o seu primeiro pódio na F1. Bom resultado para ele.

Destaques negativos da corrida:

Nico Rosberg: Errou no sábado ao dar um travada na sua volta final e largar apenas em quarto. Largou muito mal na corrida. Tentou se recuperar na corrida. Deu fechadas maldosas em Alonso e Hamilton. E não foi punido. Por um milagre ficou em quinto. Corrida ruim para quem deu show uma semana atrás.

Sergio Perez: Não apareceu em momento algum na corrida. Ficou boa parte da corrida fora dos pontos. Não lembrou em nada o Sergio Perez que meteu medo em Fernando Alonso na Malásia. E o guru da Ferrari vai perdendo sua credibilidade.

Daniel Ricciardo:O guru da Red Bull apareceu bem no treino ao levar o seu Toro Rosso-Cepsa para a sexta posição no grid. Por algum motivo, ele perdeu várias posições na primeira metade da corrida. Chegou a aparecer atrás da Caterham de Vitaly Petrov. E no final terminou a corrida uma volta atrás. E ainda terminou atrás de Jean-Éric Vergne que mal passou da Q1 (!) . 

COMO TERMINOU A CORRIDA:

Pos No Piloto Equipe Tempo V VL Grid Pts
1 1 Alemanha Sebastian Vettel Áustria Red Bull 01:35:10.990 57 55 1 25
2 9 Finlândia Kimi Raikkonen Reino Unido Lotus +3.333 57 0 11 18
3 10 França Romain Grosjean Reino Unido Lotus +10.194 57 1 7 15
4 2 Austrália Mark Webber Áustria Red Bull +38.788 57 0 3 12
5 8 Alemanha Nico Rosberg Alemanha Mercedes +55.460 57 0 5 10
6 11 Reino Unido Paul di Resta Índia Force India +57.543 57 1 10 8
7 5 Espanha Fernando Alonso Itália Ferrari +57.803 57 0 9 6
8 4 Reino Unido Lewis Hamilton Reino Unido McLaren +58.984 57 0 2 4
9 6 Brasil Felipe Massa Itália Ferrari +1:04.999 57 0 14 2
10 7 Alemanha Michael Schumacher Alemanha Mercedes +1:11.490 57 0 22 1
11 15 México Sergio Pérez Suíça Sauber +1:12.702 57 0 8 0
12 12 Alemanha Nico Hülkenberg Índia Force India +1:16.539 57 0 13 0
13 14 Japão Kamui Kobayashi Suíça Sauber +1:30.334 57 0 12 0
14 17 França Jean–Eric Vergne Itália Toro Rosso +1:33.723 57 0 17 0
15 16 Austrália Daniel Ricciardo Itália Toro Rosso +1 volta 56 0 6 0
16 21 Rússia Vitaly Petrov Malásia Caterham +1 volta 56 0 18 0
17 20 Finlândia Heikki Kovalainen Malásia Caterham +1 volta 56 0 16 0
18 3 Reino Unido Jenson Button Reino Unido McLaren Exaustor 55 0 4 0
19 24 Alemanha Timo Glock Rússia Marussia +2 voltas 55 0 23 0
20 22 Espanha Pedro de la Rosa Espanha HRT +2 voltas 55 0 20 0
21 23 Índia Narain Karthikeyan Espanha HRT +2 voltas 55 0 24 0
22 19 Brasil Bruno Senna Reino Unido Williams Freios 54 0 15 0
NC 18 Venezuela Pastor Maldonado Reino Unido Williams Pneu 25 0 21 0
NC 25 França Charles Pic Rússia Marussia Válvula/Motor 24 0 19 0
Maldonado e Schumacher perderam 5 posições

CAMPEONATO:

PILOTOS:

Pos Piloto Equipe Pts
1 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull 53
2 Reino Unido Lewis Hamilton McLaren 49
3 Austrália Mark Webber Red Bull 48
4 Reino Unido Jenson Button McLaren 43
5 Espanha Fernando Alonso Ferrari 43
6 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 35
7 Finlândia Kimi Raikkonen Lotus 34
8 França Romain Grosjean Lotus 23
9 México Sergio Pérez Sauber 22
10 Reino Unido Paul di Resta Force India 15
11 Brasil Bruno Senna Williams 14
12 Japão Kamui Kobayashi Sauber 9
13 França Jean–Eric Vergne Toro Rosso 4
14 Venezuela Pastor Maldonado Williams 4
15 Austrália Daniel Ricciardo Toro Rosso 2
16 Alemanha Nico Hülkenberg Force India 2
17 Brasil Felipe Massa Ferrari 2
18 Alemanha Michael Schumacher Mercedes 2
19 Alemanha Timo Glock Marussia 0
20 França Charles Pic Marussia 0
21 Rússia Vitaly Petrov Caterham 0
22 Finlândia Heikki Kovalainen Caterham 0
23 Espanha Pedro de la Rosa HRT 0
24 Índia Narain Karthikeyan HRT 0

EQUIPES:

Pos Equipe Motor Pts
1 Áustria Red Bull Renault 101
2 Reino Unido McLaren Mercedes 92
3 Reino Unido Lotus Renault 57
4 Itália Ferrari Ferrari 45
5 Alemanha Mercedes Mercedes 37
6 Suíça Sauber Ferrari 31
7 Reino Unido Williams Renault 18
8 Índia Force India Mercedes 17
9 Itália Toro Rosso Ferrari 6
10 Rússia Marussia Cosworth 0
11 Malásia Caterham Renault 0
12 Espanha HRT Cosworth 0

FOTOS DA CORRIDA:

 

 Na largada, Vettel se manteve na frente
 
Felipe Massa começou a corrida de forma agressiva
Nico Rosberg deu várias fechadas incríveis sobre Fernando Alonso e Lewis Hamilton na reta que antecede a curva 4
Daniel Ricciardo, Pastor Maldonado, Williams, Scuderia Toro Rosso, 2012 Bahrain Formula 1 Grand Prix, Formula 1
Pastor Maldonado e Daniel Ricciardo lado a lado na curva 8
Fernando Alonso, Lewis Hamilton, McLaren, Ferrari, 2012 Bahrain Formula 1 Grand Prix, Formula 1
Lewis Hamilton e Fernando Alonso travaram uma boa disputa
E quem venceu a corrida foi Vettel, sempre com seu dedo indicador apontado para o lindo Sol amarelo
Altos e Baixos tira folga assim como o Flamengo e volta nos testes de Mugello. É porque eu gosto daquela pista.

MDChineseGP2

Quintuplo 1 para Nico nesse final de semana

CORRIDA: Na largada, Kamui Kobayashi larga mal e acaba por ficar em sexto. Felipe Massa larga bem e aparece em décimo ao final da curva 1. Bruno Senna larga bem, mas acaba por tocar em Massa e fazer o seu companheiro “Maldomado” sair da pista. Um pedaço de sua asa dianteira foi arrancada no toque, mas seu rendimento continua bom.

Nico Rosberg já abre em relação a Michael Schumacher nas primeiras voltas. No meião, a disputa é entre Alonso e Webber, e logo atrás, Massa segurando Romain Grosjean. Mark Webber para nos boxes logo na volta 7. Tal estratégia do aussie, eu não entendi.

Vários pilotos param no começo. Ao final de 15 voltas, apenas Perez, Massa, Pic e Karthikeyan não tinham feito suas paradas. Na volta 17, Perez para nos boxes e Massa assume a liderança pela primeira vez em 2012. Na volta 18, Rosberg faz a ultrapassagem sobre Massa que logo entra nos boxes. Mark Webber que estava lá no meião, escapa na curva 13 e quando volta para a pista, decola e por sorte não sofre um Valência/2010 revival.

Na curva 6, a um princípio de confusão, mas logo os ânimos são contidos. Na mesma curva 6, Rosberg erra a curva, mas consegue voltar a tempo de não perder a liderança. Um tempinho depois, Michael Schumacher abandona porque um mecânico errou a troca de pneus, e o pneu dianteiro direito ficou solto, e Schumacher teve de abandonar a corrida. No rádio, em vez de reclamar com os mecânicos como faria um piloto qualquer, ele é honesto e educado: “Rapazes, tô fora” .

E acontece a segunda rodada de pit-stops, e novamente, Massa e Perez continuam na pista. Rosberg faz sua parada, mas Button, que era o segundo, não foi para os boxes. Com isso, Button assume a liderança com quase 20 segundos de diferença para Rosberg. Tinha tempo de sobra para fazer uma parada nos boxes e voltar na frente.

Button nos boxes. Um mecânico erra a troca do pneu traseiro esquerdo e Button perde 6 segundos nos boxes e a liderança. Rosberg assumia a liderança. Button voltou no meio do incrível pelotão que continha desde o segundo colocado até o décimo colocado. Naquele pelotão, tinha Massa em segundo ponteando o pelotão e Perez que fazia sua incríveis travadas de pneu na curva 14.

Ali no meio, Alonso disputava posição com “Maldomado” . Fica por fora na curva 7 e vai lá fora e perde importantes posições. Mais tarde, Grosjean também escapa na mesma curva do mesmo jeito que Alonso havia escapado.

Raikkonen tenta usar a asa móvel, assim como todo mundo naquele pelotão, para tentar fazer a ultrapassagem sobre Massa ou qualquer outro piloto. Mas o esforço é em vão. Sergio Perez no box. Felipe Massa continua segurando o pelotão. Mas tem fazer sua parada obrigatória nos boxes. Entra no box e bota os pneus macios. Volta em décimo quarto.

Bruno Senna volta em sexto, mas o amalucado Romain Grosjean faz a ultrapassagem logo na curva 2. Bruno Senna tenta recuperar a posição perdida, mas não consegue. Logo atrás vinha outro amalucado, Maldonado. A disputa Senna-Maldonado persiste até o final.

Mesmo sem Felipe Massa, o pelotão continua existindo. Kimi Raikkonen passa a tentar cumprir a missão de segurar o pessoal ali atrás. Kimi Raikkonen tinha de parar nos boxes, porque estava sem pneus. Mas ele queria continuar. E logo acontece o previsível. A 5 voltas do final, Raikkonen fica sem pneus e perde posições para meio mundo que vinha atrás dele. Tentava defender a posição, mas não adiantava e por causa dele, o pelotão foi desmanchado.

Lá atrás, Felipe Massa tentava recuperar posições como fez Kobayashi, mas havia um Di Resta no meio. Mesmo usando a asa-móvel, ele não consegue fazer a ultrapassagem sobre a Force India de Di Resta.

Rosberg entra na última reta, diminui a velocidade, e cruza a quadriculada em primeiro pela primeira vez. Coincidentemente, ele fez sua primeira pole (1) e sua primeira vitória (1) na sua corrida de número 111 (111) na sua carreira na F1. Por isso, o quintuplo 1 (foram cinco 1s em apenas um final de semana) .

Destaques positivos da corrida:

Nico Rosberg: Começou o final de semana em alta ao fazer sua primeira pole na F1. Na corrida largou bem, soube segurar Schumacher e rapidamente abriu em relação a Schumacher. Se aproveitou de um erro no pit-stop  de Button para vencer a corrida de ponta a ponta.

Felipe Massa: Não fez um classificação boa ao conseguir apenas um décimo segundo lugar no grid. Largou bem, disputou posições. Apostou em uma estratégia de duas paradas. Se deu bem, ao ficar boa parte da prova em segundo, e chegar a estar em primeiro por uma volta. Mas havia um Di Resta no caminho.

Sebastian Vettel: Largar em décimo primeiro já era ruim. E pra piorar largou muito mal. Mas fez uma boa estratégia e chegou a beliscar o pódio. Mas ficou sem pneus no final e ficou em quinto. No momento em que vive, nada mal.

Destaques negativos da corrida:

Kamui Kobayashi: Começou o fim de semana superbem ao conseguir uma terceira posição na classificação. Mas botou tudo a perder ao largar supermal. Foi perdendo posições ao longo da prova. Apostou em uma estratégia de duas paradas, mas só conseguiu um décimo posto. Ao menos ficou na frente de Sergio Perez.

Heikki Kovalainen: O ano não começou bem para o Kova. Na classificação, é sempre melhor que todos os seus principais adversários da Marussia, HRT e Vitaly Petrov. Na corrida, sofreu para segurar outros pilotos e levou uma ultrapassagem fácil de Daniel Ricciardo na curva 1. Que tipo de cara escolhe ficar por fora numa curva como aquela. Teve problemas em um dos seus pit-stops e acabou por levar uma volta das duas HRT comandadas por De La Rosa e Karthikeyan. Só soma mais pontos para Petrov na disputa interna na Caterham.

Veja o resultado final da corrida logo abaixo:

Posição Piloto Pais Equipe Pontos
Nico Rosberg Alemanha Mercedes 25
Jenson Button Inglaterra McLaren 18
Lewis Hamilton Inglaterra McLaren 15
Mark Webber Austrália Red Bull Racing 12
Sebastian Vettel Alemanha Red Bull Racing 10
Romain Grosjean França Lotus 8
Bruno Senna Brasil Williams 6
Pastor Maldonado Venezuela Williams 4
Fernando Alonso Espanha Ferrari 2
10º Kamui Kobayashi Japão Sauber 1
11º Sergio Pérez México Sauber 0
12º Paul di Resta Escócia Force India 0
13º Felipe Massa Brasil Ferrari 0
14º Kimi Raikkonen Finlândia Lotus 0
15º Nico Hulkenberg Alemanha Force India 0
16º Jean-Éric Vergne França Toro Rosso 0
17º Daniel Ricciardo Austrália Toro Rosso 0
18º Vitaly Petrov Rússia Caterham 0
19º Timo Glock Alemanha Marussia 0
20º Charles Pic França Marussia 0
21º Pedro de la Rosa Espanha HRT 0
22º Narain Karthikeyan Índia HRT 0
23º Heikki Kovalainen Finlândia Caterham 0
RET Michael Schumacher Alemanha Mercedes 0

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO

PILOTOS:

Fórmula 1 Temporada 2012
Pos Piloto Equipe Pts
1 Reino Unido Lewis Hamilton McLaren 45
2 Reino Unido Jenson Button McLaren 43
3 Espanha Fernando Alonso Ferrari 37
4 Austrália Mark Webber Red Bull 36
5 Alemanha Sebastian Vettel Red Bull 28
6 Alemanha Nico Rosberg Mercedes 25
7 México Sergio Pérez Sauber 22
8 Finlândia Kimi Raikkonen Lotus 16
9 Brasil Bruno Senna Williams 14
10 Japão Kamui Kobayashi Sauber 9
11 França Romain Grosjean Lotus 8
12 Reino Unido Paul di Resta Force India 7
13 França Jean–Eric Vergne Toro Rosso 4
14 Venezuela Pastor Maldonado Williams 4
15 Austrália Daniel Ricciardo Toro Rosso 2
16 Alemanha Nico Hülkenberg Force India 2
17 Alemanha Michael Schumacher Mercedes 1
18 Brasil Felipe Massa Ferrari 0
19 Alemanha Timo Glock Marussia 0
20 França Charles Pic Marussia 0
21 Rússia Vitaly Petrov Caterham 0
22 Finlândia Heikki Kovalainen Caterham 0
23 Espanha Pedro de la Rosa HRT 0
24 Índia Narain Karthikeyan HRT 0

EQUIPES:

Fórmula 1 Temporada 2012
Pos Equipe Motor Pts
1 Reino Unido McLaren Mercedes 88
2 Áustria Red Bull Renault 64
3 Itália Ferrari Ferrari 37
4 Suíça Sauber Ferrari 31
5 Alemanha Mercedes Mercedes 26
6 Reino Unido Lotus Renault 24
7 Reino Unido Williams Renault 18
8 Índia Force India Mercedes 9
9 Itália Toro Rosso Ferrari 6
10 Rússia Marussia Cosworth 0
11 Malásia Caterham Renault 0
12 Espanha HRT Cosworth 0

 FOTOS DA CORRIDA:

Na largada, Rosberg e Massa largam bem, ao contrário de Koba San e Seb Vettel
 
A desastrosa parada nos boxes de Michael Schumacher
Mark Webber voando. Red Bull te dá asas mesmo!
 
Lewis Hamilton e Mark Webber fazem a ultrapassagem sobre Kimi Raikkonen
O pelotão começa a ser formado
Nico Rosberg cruza a bandeirada em primeiro pela primeira vez na F1
 
Altos e Baixos volta semana que vem no Bahrein, se tiver corrida lá…

MDMalaysian

Poder Latino!

CORRIDA: Na largada, todos com os pneus intermediários, apenas a HRT apostou em pneus de chuva forte. Na largada, Grosjean largou muito bem aparecendo em primeiro após 2 curvas. Mas bota tudo a perder ao bater em Schumacher. Grosjean e Schumacher sobrevivem. Ao final da primeira volta, Sergio Perez e Bruno Senna entram no box.

A chuva começa a apertar na segunda volta. As câmera onboard dos carros mostravam que o negócio estava feio mesmo. Massa aparece em sexto ao final da terceira volta. Felipe Massa vai para o box porque os compostos intermediários já não aguentam mais. Alonso e Button também vão para o box. Romain Grosjean escapa sozinho e fica prso na brita. Pede para os “laranjinhas” o empurrarem para a pista, mas assim como no caso Alonso na Austrália, o pedido foi negado.

Lewis Hamilton e Mark Webber param na volta seguinte. A essa altura, já não dava para ver mais nada no circuito de Sepang. E vejam só, Narain Karthikeyan está em oitavo (!) . Felipe Massa e Nico Rosberg fazem a ultrapassagem sobre Karthikeyan uma volta depois e Karthikeyan cai para décimo (!) . Sergio Perez escapa para fora da pista. Vettel, Rosberg e Senna são outros que escapam da pista. Coincidentemente. Perez, Vettel, Rosberg e Senna escaparam todos na mesma curva. Como estava chovendo canivetes em Sepang, o safety-car entra na pista.

Os comissários dizem que não vai haver bandeira vermelha. Bruno Senna entra novamente nos boxes e cai para último, mas não perde muita coisa pois estava a frente apenas de Charles Pic na corrida. A essa altura, já se formam laguinho na maioria das curvas, principalmente as do setor 3 de Sepang.

E finalmente, após 3 voltas lentíssimas atrás do safety-car, os comissários decidem ativar a bandeira vermelha. Naquela altura, o tupiniquim brasileiro que acordou às 5 da madrugada solta um “POOOORRA!” . Ainda bem que eu vi a corrida no VT no SporTV hehe. Foram 51 minutos de bandeira vermelha. Foram 51 minutos que o tupiniquim brasileiro ficou vagando pelo quarto ou a sala feito um zumbi, esperando a corrida começar de novo, e como sempre bocejando e se aguentando para ficar acordado.

E o Lito Cavalcanti revelou seu lado torcedor e torcia a cada volta para a corrida ser cancelada para Narain Karthikeyan marcasse o primeiro ponto da história da HRT. Não seria tecnicamente um ponto, já que só valeriam a metade dos pontos. Ou seja, Karthikeyan ia marcar 0,5 ponto. Mas ponto é ponto.

Depois de algumas volta com safety-car, ele finalmente entra nos boxes. E Pedro de la Rosa é punido com um drive-trough porque os “inteligentes” dos mecânicos da HRT demoraram para sair da área de largada após a bandeira vermelha.

Na relargada, vários pilotos vão para os boxes. Apenas o pelotão da frente continua na pista. Mais alguns pilotos trocam os compostos de chuva forte pelos intermediários. Perez assume a liderança (!) . E incrivelmente, Charles Pic assume a quinta posição (!!!!) e Karthikeyan já é o sexto (!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!) .

Numa tentativa de ultrapassagem, Jenson Button toca Karthikeyan e perde parte da asa dianteira. Incrivelmente, a batida não foi cupla de Narain. Button saiu de traseira e acabou tocando em Narain. Hamilton aproveita e passa Karthikeyan e Button. Button cai para vigésimo e Karthikeyan faz sua parada e cai para penúltimo, a frente apenas de seu companheiro, De La Rosa.

Alonso marca a melhor volta da prova. Bruno Senna que era um dos últimos, usa sua habilidade em pistas molhadas e começa a ganhar posições. Nesse momento da prova, a reta principal mais parecia uma piscina. Bruno Senna continua um foquete na pista e faz sua “revanche” de Brasil/2011 e faz linda ultrapassagem sobre Michael Schumacher. Felipe Massa escapa da pista e perde posição para Paul di Resta. Bruno Senna continua voando baixo em Sepang e já aparece em décimo depois de ficar em último em certo momento da prova.

Alonso continua na liderança com Sergio Perez em segundo (!) e Hamilton em terceiro. Senna parte para cima de Massa. Senna passa Felipe porque Massa foi trocar os pneus. Senna já aparece em nono.

A pista começa a secar, mas o rádio de Kobayashi diz que mais chuva está por vir. Depois de algumas disputas envolvendo pilotos fazendo ultrapassagens sobre Massa, Daniel Ricciardo resolve arriscar e calça os compostos médios.

Sergio Perez começa a se aproximar incrivelmente de Alonso, a diferença que chegou a ser de 7 segundos, já era de 1,5 segundos, e baixando, volta após volta. Felipe Massa também resolve arriscar nos pneus médios e acaba por perder uma volta de Alonso e Perez. Sergio Perez continua com sua aproximação sobre Alonso. Ele fazia volta mais rápida atrás de volta mais rápida. A diferença já erra de 0,7 segundos. Mark Webber, Jenson Button, Michael Schumacher e Bruno Senna colocam os compostos médios. Alonso também para nos boxes para colocar os pneus médios.

Sergio Perez assume a ponta outra vez (!) . Vários pilotos vão para os boxes calçar os pneus médios que eram os mais rápidos naquele momento. Sergio Perez vai para os boxes. E com isso, Alonso reassume a ponta. E a diferença entre Perez e Alonso volta a ser de 7 segundos. Senna põe pressão sobre Di Resta e Raikkonen. Não demora muito e Senna passa Di Resta. E Perez chega a tirar 2 segundos por volta (!) .

E Sebastian Vettel tocou em Narain Karthikeyan e teve o pneu traseiro estourado. E a culpa novamente não foi de Karthikeyan. Vettel fechou perigosamente Karthikeyan e os dois se tocaram. A diferença entre Alonso e Perez já era de 0,5 segundos. Lá vem Perez! Perez tenta usar a asa móvel e o KERS para tentar passar Alonso, mas o esforço é em vão. O rádio de Perez diz que eles precisam daquela posição. Um balde de água fria no mexicano.

Para felicidade de Alonso, Perez escapa em uma curva do terceiro setor e perde o ritmo que vinha antes. Maldonado e Vettel abandonam a corrida. Alonso vence a prova, com Sergio Perez em um fantástico (tão fantástico que o Peter Sauber soutou umas lágrimas logo após Perez receber a bandeirada) segunda posição. Lewis Hamilton foi o terceiro. Mark Webber ficou num discreto quarto lugar. Kimi Raikkonen terminou em quinto seguido de Bruno Senna, Paul di Resta, Jean-Éric Vergne, Nico Hulkenberg e Michael Schumacher. Felipe Massa terminou em décimo quinto.

DESTAQUES POSITIVOS DA CORRIDA:

Sergio Perez: Nem o mais otimista imaginava que esse pequeno mariachi ia chegar em segundo e ainda querer brigar pela vitória numa aproximação incrível sobre Alonso. Recebeu uma mesnsagem da equipe que lhe deu um balde de águar fria e logo depois escapou da pista e perdeu as chances de vitória. Mesmo assim, fez uma corrida fantástica.

Bruno Senna: Começou mal a corrida ao ser tocado por alguém e rodar. Parou cedo. Na mesma volta que Sergio Perez. Deu sorte de rolar a bandeira vermelha. Relargou em último, mas utilizou suas habilidades na chuva para passar todo mundo e chegar num brilhante sexto lugar. Ganha moral na equipe com isso.

Narain Karthikeyan: A equipe HRT acertou na estratégia em largar com os pneus de chuva forte com seus dois pilotos. Com isso, Narain Karthikeyan apareceu por boa parte da primeira metade da prova nos pontos. Chegou a estar em sexto (!) . Mas sua equipe lhe botou lá trás de novo ao fazer uma péssima troca de pneus e Karthikeyan voltou a frente apenas de Pedro de la Rosa. E ainda acabou com as corridas de Seb Vettel e Jenson Button! Uma de suas melhores corridas. Talvez até a melhor.

DESTAQUES NEGATIVOS DA CORRIDA:

Sebastian Vettel: Nunca esteve em uma posição melhor que o quarto lugar. Nunca esteve em batalha nenhuma. Não fez nada na corrida. Bateu em Karthikeyan e choramingou botando a culpa no coitado que não teve culpa nenhuma daquilo. E ainda deu o azar de abandonar a corrida na última volta. Nesse ritmo não vai ser tri.

Romain Grosjean: Provou ser um azarento, após fazer bela largada e acabar por bater em Schumacher. Tentou fazer corrida de recuperação, mas foi em vão. Porque ele rodou sozinho na curva 3. Até tentou voltar para a corrida, mas seu pedido foi negado. Tem que levar quatro trevos de quatro folhas e uma dúzia de moedas de um centavo se quiser ter sorte e melhorar nas corridas.

Felipe Massa: Ele foi o décimo quinto. Não preciso falar mais do que isso.

RESULTADO FINAL DA CORRIDA:

Posição Piloto Pais Equipe Pontos
Fernando Alonso Espanha Ferrari 25
Sergio Pérez México Sauber 18
Lewis Hamilton Inglaterra McLaren 15
Mark Webber Austrália Red Bull Racing 12
Kimi Raikkonen Finlândia Lotus 10
Bruno Senna Brasil Williams 8
Paul di Resta Escócia Force India 6
Jean-Éric Vergne França Toro Rosso 4
Nico Hulkenberg Alemanha Force India 2
10º Michael Schumacher Alemanha Mercedes 1
11º Sebastian Vettel Alemanha Red Bull Racing 0
12º Daniel Ricciardo Austrália Toro Rosso 0
13º Nico Rosberg Alemanha Mercedes 0
14º Jenson Button Inglaterra McLaren 0
15º Felipe Massa Brasil Ferrari 0
16º Vitaly Petrov Rússia Caterham 0
17º Timo Glock Alemanha Marussia 0
18º Heikki Kovalainen Finlândia Caterham 0
19º Pastor Maldonado Venezuela Williams 0
20º Charles Pic França Marussia 0
21º Narain Karthikeyan Índia HRT 0
22º Pedro de la Rosa Espanha HRT 0
RET Romain Grosjean França Lotus 0
RET Kamui Kobayashi Japão Sauber 0

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO:

PILOTOS:

País Piloto Pos. Pontos
Espanha Fernando Alonso 35
Inglaterra Lewis Hamilton 30
Inglaterra Jenson Button 25
Austrália Mark Webber 24
México Sergio Pérez 22
Alemanha Sebastian Vettel 18
Finlândia Kimi Raikkonen 16
Japão Kamui Kobayashi 8
Brasil Bruno Senna 8
Escócia Paul di Resta 10º 7
França Jean-Éric Vergne 11º 4
Alemanha Nico Hulkenberg 12º 2
Austrália Daniel Ricciardo 13º 2
Alemanha Michael Schumacher 14º 1
Finlândia Heikki Kovalainen 15º 0
Alemanha Timo Glock 16º 0
Alemanha Nico Rosberg 17º 0
Índia Narain Karthikeyan 18º 0
Venezuela Pastor Maldonado 19º 0
França Romain Grosjean 20º 0
Brasil Felipe Massa 21º 0
Rússia Vitaly Petrov 22º 0
França Charles Pic 23º 0
Espanha Pedro de la Rosa 24º 0

EQUIPES:

País Equipe Pos. Pontos
Inglaterra McLaren 55
Áustria Red Bull Racing 42
Itália Ferrari 35
Suíça Sauber 30
Inglaterra Lotus 16
Índia Force India 9
Inglaterra Williams 8
Itália Toro Rosso 6
Alemanha Mercedes 1
Rússia Marussia           10º   0           
Malásia Caterham         11º   0           
Espanha HRT                 12º   0           

 

 Na largada, Hamilton se manteve na pole
A coisa ficou feia depois da largada
E o safety-car entrou na pista
E acabou por rolar uma bandeira vermelha
E Narain Karthikeyan levou seu HRT para um impensável décimo posto
Mas depois da relargada, o tempo melhorou
E Jenson Button errou e acabou batendo em Karthikeyan em disputa por posições (isso mesmo, disputa por posições, nada de bandeira azul)
E Sebastian Vettel mostrando o dedo do meio para Karthikeyan após um toque entre eles. E a culpa não foi do indiano
Fernando Alonso recebendo a bandeirada. Detalhe: Felipe Massa estava no final da reta dos boxes nesse momento, será que o cara da quadriculada confundiu Alonso e deu a bandeirada para Massa? Não, acho que não
Sergio Perez comemorando o pódio dedicado a sua falecida cachorra Frida
Sergio Perez, Fernando Alonso e Lewis Hamilton no pódio. Detalhe: Hamilton não me parece feliz

MDGPAustralia

Os Los MiniDrivers representando o resultado do GP da Austrália

CORRIDA: Na largada, Hamilton vacila e Button aproveita para fazer a ultrapassagem e assumir a primeira posição. As Ferraris largam bem com Alonso aparecendo em oitavo e Massa em décimo ao final da primeira volta. Grosjean larga mal e cai para sexto. Bruno Senna é tocado por Daniel Ricciardo na curva 1 logo após a largada e fica com um pneu furado. Webber quase se dá mal ao ser tocado por Nico Hulkenberg na largada.

Grosjean que tinha largado mal, estava perdendo posições e após disputa com Maldonado, eles se tocam e Grosjean acaba com uma suspensão detonada e abandona. Vettel avançava. Ele passou Rosberg e disputou a terceira posição com Michael Schumacher. Ao invés de vermos uma disputa incrível entre o campeão do passado e atual campeão, Schumacher escapa na curva 1 e abandona por causa de quê… deixa eu procurar aqui… cadê? … achei! Schumacher abandonou com problemas no câmbio.

E Nicolas Hulkenberg abandonou aparentemente por causa do toque com Webber na largada. Felipe Massa havia largado bem, mas sofreu com os pneus traseiros e teve de parar cedo. Todos vão parar, menos Sérgio Perez que insistia em ficar ali na frente perturbando os líderes. Vettel tenta se aproximar de Hamilton que sofria com problemas nos pneus da Pirelli.

No meio da corrida, Raikkonen e Kobayashi tentavam fazer a ultrapassagem sobre Massa. O brasileiro foi ultrapassado facilmente. Button continuava na liderança sozinho e já abria 10 segundos para Hamilton. Na volta 39, Vitaly Petrov cruzava a reta principal, quando um problema mecânico atinge o nosso herói e ele fica no meio da pista. Safety-car na pista.

Melhor para Vettel que não havia feito sua segunda parada e ficou em segundo. Para prevenir tartarugas no meio das lebres, os comissários deixam Heikki “Angry Birds” Kovalainen, Charles Pic e Timo Glock recuperar uma volta e voltar lá pra trás.

Bandeira verde. Button some na frente novamente, Hamilton tenta fazer a ultrapassagem sobre Vettel que se defende bem. Logo depois da bandeira verde, Heikki “Angry Birds” Kovalainen abandona por motivos que desconheço. Hamilton continuava tentando chegar em Vettel. Hamilton estava sendo seguido de perto por Mark Webber que até então, não havia aparecido na corrida.

Daniel Ricciardo pressiona Felipe Massa que estava tentando fazer uma corrida de recuperação. Bruno Senna seguia os dois de perto. Ricciardo tenta a ultrapassagem na curva 3. Os dois se tocam. Senna tenta a ultrapassagem. Bruno passa Ricciardo. Fica lado a lado com Felipe Massa. E se tocam na curva 4. Andam juntinhos e grudadinhos por alguns metros. Massa abandona e uma volta depois, Bruno Senna abandona.

Mas o que empolgava a corrida era a disputa Maldonado-Alonso pela quinta posição. Ironicamente, os companheiros dos dois eram brasileiros, e numa disputa de posições, eles abandonaram ao se tocarem.

Maldonado deixa para dar sua investida na última volta. Ousado, esse Maldonado. Maldonado sai de traseira na curva 8 e bate no muro de porteção. Dá um leve vôo, mas tudo fica bem. Maldonado sai do carro com cara de poucos amigos. Ele devia ter feito a ultrapassagem antes.

Sem saber do que acontecia atrás, Jenson Button cruza em primeiro seguido por Seb Vettel, Lewis Hamilton, Mark Webber e Fernando Alonso.

Mas o destaque do final da prova ficou pela apertada chegada envolvendo Kamui Kobayashi, Sergio Perez, Daniel Ricciardo, Paul di Resta e Jean-Éric Vergne. Kobayashi conseguiu duas ultrapassagens na última volta e fugiu da disputa no meio da última volta. Rosberg acaba perdendo a chance de pontos ao ter um dos pneus estourados ao passar pelos detritos do acidente de Maldonado.

Vegne acaba perdendo duas posições para Ricciardo e di Resta. Ricciardo que estava em décimo segundo conseguiu se aproximar do pelotão e passou Vergne e di Resta na última volta. E deu a sorte de Rosberg ter o pneu estourado e perder várias posições. Sergio Perez segurou bravamente Ricciardo na última reta, assim como di Resta segurou de forma heróica a última investida de Jean-Éric Vergne.

Raikkonen chegou em sétimo, mas foi atrapalhado por um retardatário e perdeu a sexta posição para Kobayashi na última volta. Das nanicas, apenas a Marussia terminou a corrida e ainda com seus dois pilotos inteiros. A Caterham abandonou com seus dois pilotos, ambos com problemas mecânicos. E a HRT sequer se classificou para a corrida. De La Rosa e Karthikeyan tomaram dois segundos de Charles Pic, o último a se classificar.

Destaque positivo da corrida: Pastor Maldonado, por ter levado sua Williams paupérrima para a Q3 da classificação. E ter brigado com os pilotos das equipes maiores o tempo todo. Brigou com Fernando Alonso pelo final da corrida todo, mas botou tudo a perder após um erro na curva 8 e abandonar na última volta.

Destaque negativo da corrida: Felipe Massa e Bruno Senna, o primeiro começou bem a corrida, fazendo uma boa largada. Mas depois, perdeu todas as disputas por posições em que participou. Depois abandonou, num toque com o segundo.. O segundo foi tocado logo na largada por Daniel Ricciardo. Teve de fazer parada na primeira volta, e se deu mal por causa disso. Tentou se recuperar, mas se tocou com Massa, foi parar na caixa de brita, foi para os boxes, e na volta seguinte foi direto para os boxes abandonar.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA CORRIDA:

Posição Piloto Pais Equipe Pontos
Jenson Button Inglaterra McLaren 25
Sebastian Vettel Alemanha Red Bull Racing 18
Lewis Hamilton Inglaterra McLaren 15
Mark Webber Austrália Red Bull Racing 12
Fernando Alonso Espanha Ferrari 10
Kamui Kobayashi Japão Sauber 8
Kimi Raikkonen Finlândia Lotus 6
Sergio Pérez México Sauber 4
Daniel Ricciardo Austrália Toro Rosso 2
10º Paul di Resta Escócia Force India 1
11º Jean-Éric Vergne França Toro Rosso 0
12º Nico Rosberg Alemanha Mercedes 0
13º Pastor Maldonado Venezuela Williams 0
14º Timo Glock Alemanha Marussia 0
15º Charles Pic França Marussia 0
16º Bruno Senna Brasil Williams 0
RET Felipe Massa Brasil Ferrari 0
RET Heikki Kovalainen Finlândia Caterham 0
RET Vitaly Petrov Rússia Caterham 0
RET Michael Schumacher Alemanha Mercedes 0
RET Romain Grosjean França Lotus 0
RET Nico Hulkenberg Alemanha Force India 0
DNQ Narain Karthikeyan Índia HRT None
DNQ Pedro de la Rosa Espanha HRT None

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO:

PILOTOS:

País Piloto Pos. Pontos
Inglaterra Jenson Button 25
Alemanha Sebastian Vettel 18
Inglaterra Lewis Hamilton 15
Austrália Mark Webber 12
Espanha Fernando Alonso 10
Japão Kamui Kobayashi 8
Finlândia Kimi Raikkonen 6
México Sergio Pérez 4
Austrália Daniel Ricciardo 2
Escócia Paul di Resta 10º 1
Alemanha Nico Hulkenberg 11º 0
Brasil Bruno Senna 12º 0
França Romain Grosjean 13º 0
Brasil Felipe Massa 14º 0
Alemanha Michael Schumacher 15º 0
Rússia Vitaly Petrov 16º 0
França Charles Pic 17º 0
Finlândia Heikki Kovalainen 18º 0
França Jean-Éric Vergne 19º 0
Alemanha Timo Glock 20º 0
Alemanha Nico Rosberg 21º 0
Venezuela Pastor Maldonado 22º 0
Espanha Pedro de la Rosa 23º None
Índia Narain Karthikeyan 24º None

EQUIPES:

País Equipe Pos. Pontos
Inglaterra McLaren 40
Áustria Red Bull Racing 30
Suíça Sauber 12
Itália Ferrari 10
Inglaterra Lotus 6
Itália Toro Rosso 2
Índia Force India 1
Inglaterra Williams 0
Alemanha Mercedes 0
Rússia Marussia 10º 0
Malásia Caterham 11º 0
Espanha HRT 12º None

 

Jenson Button assumiu a ponta logo na largada

 

Bruno Senna foi tocado na largada por Daniel Ricciardo

 

Michael Schumacher foi para grama e teve de abandonar logo no começo. Bom para o Vettel

Toque de Massa e B.Senna na curva 4. Ambos abandonaram. Bom para Ricciardo

Onboard de Maldonado logo após o acidente na última volta. Bom para Alonso

 

Jenson Button comemorando sua primeira vitória em 2012, diante dos ornitorrincos ali atrás

Depois da corrida, ele beijou sua namorada, Jessica Michibata 

Para finalizar, assim como ontem, uma foto engraçada, torcedores vestidos de Lego dançando no gramado de Albert Park.

CORRIDA: Na largada, Vettel abre logo 1s para o segundo colocado. Barrichello larga mal e perde 8 (!) posições. Um tempo depois, vem a notícia de que Vettel está com um problema no câmbio e começa a perder o rendimento. Button, Alonso e Hamilton brigam pela segunda posição que acaba por ficar com Alonso e deixa Button brigando com Hamilton pra ver quem fica no pódio. B.Senna  e M.Schumacher brigam ferozmente pela nona posição.

Os dois de tocam, B.Senna reclama. Eles se tocam de novo e Schumacher fica com um pneu furado. E quando todos pensavam que Schumacher iria ser punido, é Senna que é punido. Todos vão fazer sua primeira parada. Glock abandona porque o pneu fugiu e por pouco não foi para a pista. E Galvão soltou o verbo: “O carro já é ruim e ainda acontece isso” . Barrichello briga com Maldonado. Um tempo depois e Maldonado abandona.

A maioria dos pilotos vão fazer sua segunda parada, menos Felipe Massa que apostava na chuva. Começava aí a torcida para que São Pedro mandasse ver em Interlagos. Massa segura bravamente Hamilton que tentava, mas não conseguia. A chuva não chegava. Hamilton vai para os boxes para não ficar ali atrás do Massa. A chuva ainda não tinha chegado.

E Massa desiste de esperar a chuva e vai para os boxes. Chega a notícia de que Hamilton está com um problema no câmbio. Massa volta na frente de Hamilton e começa de novo. Hamilton não consegue passar Massa e para piorar, o carro entra em ponto morto e Hamilton abandona.

Vem a notícia de que a chuva não iria aparecer. Alonso briga com Button pelo pódio e Button consegue a ultrapassagem. A lenda da F-3000, Vitantonio Liuzzi, abandona e encerra o ano com sua HRT. Com Webber, Vettel e Button no pódio acabou o GP do Brasil de 2011, a temporada 2011 de F1 e o meu especial sobre o GP do Brasil. Altos e Baixos só no ano que vem agora.

E para terminar, Massa deu um zerinho para a torcida e arrancou uns aplausos da torcida. Barrichello também deu um tchauzinho porque sabe que pode não participar ano que vem da temporada 2012 de F1.

Destaque positivo da corrida: Mark Webber, pra quem era considerado a decepção do campeonato, nada mal. E olha que ainda existe a suspeita de que a Red Bull teria inventado esse problema no câmbio para que Vettel deixasse Webber passar. Já que a ultrapassagem de Webber sobre Vettel foi um tanto interessante…

Destaque negativo da corrida: São Pedro, falou que ia chover na corrida, mas deu um belo drible sobre os poderosos computadores que diziam que ia chover. Acabou com a emoção da corrida. E olha que ele fez chover em tudo quanto é canto de São Paulo. Choveu em toda a São Paulo, menos em Interlagos.

CAMPEONATO:

PILOTOS:

País Piloto Pos. Pontos
Alemanha Sebastian Vettel 392
Inglaterra Jenson Button 270
Austrália Mark Webber 258
Espanha Fernando Alonso 257
Inglaterra Lewis Hamilton 227
Brasil Felipe Massa 118
Alemanha Nico Rosberg 89
Alemanha Michael Schumacher 76
Alemanha Adrian Sutil 42
Rússia Vitaly Petrov 10º 37
Alemanha Nick Heidfeld 11º 34
Japão Kamui Kobayashi 12º 30
Escócia Paul di Resta 13º 27
Espanha Jaime Alguersuari 14º 26
Suíça Sébastien Buemi 15º 15
México Sergio Pérez 16º 14
Brasil Rubens Barrichello 17º 4
Brasil Bruno Senna 18º 2
Venezuela Pastor Maldonado 19º 1
Espanha Pedro de la Rosa 20º 0
Índia Karun Chandhok 21º 0
Itália Jarno Trulli 22º 0
Itália Vitantonio Liuzzi 23º 0
Bélgica Jérome D’Ambrosio 24º 0
Austrália Daniel Ricciardo 25º 0
Finlândia Heikki Kovalainen 26º 0
Índia Narain Karthikeyan 27º 0
Alemanha Timo Glock 28º 0
França Romain Grosjean AT 29º None
França Jean-Éric Vergne AT 30º None
República Checa Jan Charouz AT 31º None
Alemanha Nico Hulkenberg AT 32º None
Brasil Luiz Razia AT 33º None

AT= Apenas treino

EQUIPES:

País Equipe Pos. Pontos
Áustria Red Bull Racing 650
Inglaterra McLaren 479
Itália Ferrari 375
Alemanha Mercedes 183
Inglaterra Lotus Renault 73
Índia Force India 69
Suíça Sauber 44
Itália Toro Rosso 41
Inglaterra Williams 5
Malásia Lotus                10º   0           
Espanha Hispania           11º    0          
Rússia Marussia Virgin 12º    0          

Webber venceu para terminar o ano em alta

TOM DILLMANN – 7 – O francês da GP3, correu de iSport e foi um dos destaques da GP3 em Abu Dhabi. Na Ronda 1, foi o sexto e por causa da regra de inversão dos oito primeiros, ele largou em terceiro na Ronda 2. E foi por lá que ele ficou, em terceiro. Nada mal para um estreante que corre Carlin na GP3. Ah, ele foi o melhor estreante na Ronda 1.

ANTÔNIO FÉLIX DA COSTA – 5 – O português que também é da GP3, correu na Ocean e só participou dessa etapa-extracampeonato porque tem forte amizade com o dono da equipe Ocean, Tiago Vagaroso Monteiro (vocês sabem muito bem o que significa “vagaroso” , se não sabe, significa “devagar” ) . Mas não decepcionou e conseguiu um sétimo na Ronda 1. Mas na Ronda 2, foi punido com um drive-through por não respeitar o traçado e acabou perdendo a chance de ficar no pódio. Que pena.

JAMES CALADO – 9 – Outro que veio da GP3. Como corria na Lotus ART na GP3, ele foi chamado para correr pela Lotus ART em Abu Dhabi. Não decepcionou. Ficou em oitavo na Ronda 1 e por causa disso, ficou na pole-position na Ronda 2. Se aproveitou disso, e foi vitorioso. Sua primeira vitória na GP2. Ótima estreia para o inglês da GP3. Calou muitos céticos que pensavam que nenhum desses novatos ganhariam pelo menos uma das Rondas realizadas em Abu Dhabi.

NATHANAEL BERTHON – 3 – Esse eu não sei de onde veio. Correu pela Racing Engineering. Não fez muita coisa. Ganhou nota 3 por ter ficado na frente de Stefano Coletti e Julian Leal (o que não é muito díficil) e por ter conseguido um nono lugar na Ronda 1.

GIACOMO RICCI – 3 – Um infeliz. Um cara tão experiente. Já foi piloto da GP2 em 2008. Na Ronda 1, ficou em décimo primeiro a distantes 1min08s632 do vencedor da Ronda 1, Fabio Leimer. Na Ronda 2, ele fez foi piorar e ficou vigésimo terceiro. Na frente apenas de Rio Haryanto (esse realmente me decepcionou) .

RIO HARYANTO – 1 – O indonésio realmente me decepcionou. Esperava mais dele na sua estreia na GP2. Foi chamado para correr num carro da DAMS. Foi o décimo segundo na Ronda 1 e foi o último na Ronda 2. Ganhou nota 1 por eu gostar dele e por ter terminado em décimo segundo na Ronda 1.

ALEXANDER ROSSI – 5 – O americano que é uma das grandes promessas do futuro na F1, foi correr pela Caterham AirAsia em Abu Dhabi. Terminou a Ronda 1 em décimo terceiro e melhorou na Ronda 2 e terminou em sétimo, logo atrás do surpreendente Kevin Ceccon. Não foi a melhor estreia do mundo, mas também não foi a pior.

NICOLAS MARROC – 2 – Ao contrario de seu companheiro de equipe, Antonio Felix da Costa, ele foi um zero a esquerda do final de semana. Não fez nada a não ser ficar nas últimas posições.

NIGEL MELKER – 1 – Holandês que correu pela DAMS. Assim como Haryanto que também correu pela DAMS, não fez nada de mais interessante a não ser figurar as últimas posições. Péssima estreia de um desconhecido.

MILHAI MARINESCU – 0 – Romeno (os romenos sempre inventam nomes ridículos) que foi chamado para correr pela Rapax. Outro novato que não se deu bem em Abu Dhabi. Terminou em décimo sétimo na Ronda 1 e abandonou na Ronda 2. Péssima estreia a dele.

FABIO ONIDI – 3 – Ao contrario de seu xará, Fabio Leimer, não se destacou em momento algum no final de semana. Na Ronda 1, terminou em décimo oitavo e conseguiu melhorar consideravelmente na Ronda 2 com um décimo primeiro com resultado. Até que foi bem.

JAKE ROSENZWEIG – 2 – Americano da GP3, não surpreendeu muito a não ser abandonar na Ronda 1. Ganhou 2 por ter melhorado e conseguir um décimo quarto na Ronda 2.

SIMON TRUMMER – 2 – Abandonou logo na Ronda 1, e não fez muita coisa na Ronda 2 ao terminar em décimo quinto. Mais um piloto que se deu mal no final de semana em Abu Dhabi.

JAN CHAROUZ – 1 – O tcheco da Renault foi um dos pilotos que decepcionou em Abu Dhabi. Abandonou na Ronda 1 e não melhorou muito na Ronda 2. Terminou em décimo sétimo. E esse é o piloto de teste da Renault.

Tuíter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 19 outros seguidores