You are currently browsing the category archive for the ‘Disputas interessantes’ category.

É isso mesmo que você está vendo. Alessandro (ou Alex para simplificar mais as coisas) Zanardi fez uma ultrapassagem incrível no Corkscrew! Vamos direto para a histórias de tudo isso.

Últimas curvas da última volta da ultima prova do ano. Este era o cenário perfeito para que Alessandro Zanardi mostrasse toda sua categoria enquanto pilotava essas máquinas de 800 HP sem nenhum auxílio eletrônico, num dos circuitos mais seletivos do mundo: Laguna Seca.

O vídeo em si é um pouco longo, não mostra logo de cara a ultrapassagem. Ele cria um enredo para você se deliciar ainda mais com o feito. Zanardi estava no encalce de Bryan Herta, que liderava a prova. O italiano queria por que queria vencer a prova que daria o título para seu companheiro de equipe, Jimmy Vasser. A 4 voltas do fim, logo depois do “saca-rolhas”, Alex força demais seu Ganassi e vai para a terra, mas mesmo assim consegue voltar.

O nível de aderência dos pneus de todos os concorrentes era irrisório. Podemos notar claramente isso quando a câmera onboard vai para o carro de Michael Andretti, o posterior vice-campeão de 1996. A dificuldade e o nível de leveza ao segurar no volante e “cutucar” o acelerador até impressionam. Os carros pareciam andar sobre bolinhas.

E foi nesse estado que a mágica foi feita. Zanardi conseguiu se reaproximar um pouco de Herta, mas nada que fosse alarmante para a segurança do americano. Logo na primeira curva da última volta Zanardi coloca seu carro quase que de lado em uma tentativa desesperada de ganhar a prova.

A chance de Zanardi seria na curva 4, mas o italiano não estava perto para tentar algo. A corrida estava no colo de Herta. Só um milagre poderia mudar as coisas.

E ele veio.

Em uma manobra ‘pra-lá’ de ousada, Alessandro tenta a ultrapassagem em um dos piores locais do mundo para se faze-la, que é na parte alta da “corkscrew”, ou saca-rolhas. O pior ainda é que nem perto ele estava de Herta, que tinha uma grande vantagem visual, mas em um mergulho insano, Zanardi apareceu como um raio ao lado de Herta. Trava os freios, atravessa a pista, se segura na terra, desce a ladeira, se desvia do muro e se ajeita à frente de Bryan (o nome do Herta é estiloso como podem ver) . De tirar o fôlego. De bater palmas de pé.

Daqui a pouco tem outro post no blog. 😉

Sem assunto. Apresento um diálogo de uma discussão feia entre Ayrton Senna e Eddie Irvine. Aconteceu depois do GP do Japão de 1993, em 24 de Outubro em Suzuka. Prost já havia anunciado (depois de assegurar o título em Estoril) que ia se aposentar no fim da temporada, Senna já havia anunciado que ia para a Williams, para ser companheiro do Damon Hill. Um jovem Eddie Irvine fazia sua estréia de Jordan Hart 1035 V10 com Barrichello como companheiro de equipe, em uma pista que o irlandês conhecia muito bem, graças as suas duas temporadas anteriores, competindo no Campeonato Japonês de F3000 pela Cerumo-Cosmo Oil.

Irvine correndo pela F3000 Japonesa

Eddie havia classificado sua Jordan em oitavo, e pularia para quinto na largada, depois de colocar duas rodas na grama, por fora, para completar a manobra. Mesmo assim, ele foi rápidamente ultrapassado de volta por Schumi na Benetton (que teve uma largada ruim) e Damon Hill, na Williams. A briga na ponta era de Senna e Prost, continuando assim na primeira parada de box, e sob a chuva que começou a cair.

Ayrton Senna vencendo em Suzuka/1993

Basicamente, o “episódio” foi que Senna brigava com Prost pela ponta, e chegou para colocar uma volta em Irvine e Hill (que brigavam pela 5ª posição). Hill estava de slicks na pista razoávelmente molhada, e Senna com pneus de chuva. Senna passou Irvine, e estava sendo “cuidadoso” para passar Hill, pois este escorregava por todo lado.

Irvine, que agora estava uma volta atrás, resolveu “tirar a volta” passando Senna na entrada das curvas Degner, e o fez, irritando Senna. Mais tarde, Irvine diria que a culpa de tudo que aconteceu era de Damon Hill (??). Além disso, há três voltas do final, Irvine não hesitou em “empurrar” Derek Warwick na Footwork para a brita na chicane e lhe tomar o sexto lugar, tornando-se o primeiro estreante a marcar pontos em seu primeiro GP desde Jean Alesi. Senna venceu, seguido de Prost, Hakkinen, Hill, Rubinho e Irvine, os únicos seis na mesma volta, e os últimos dois registrando o melhor resultado da Jordan na temporada. Penúltima vitória de Senna, de número 40, e número 103 da McLaren, empatando-a com a Ferrari, significativo na época.

Eddie Irvine acelerando com seu Jordan na pista de Suzuka

O diálogo que se seguiu, segundo os vários rumores e sites na internet descrevendo o acontecido, foi gravado por um “figurante” que preferiu não se identificar. Dizem que o estreante Irvine estava sentado sozinho em uma mesa na área reservada da Jordan após a corrida, onde também se encontravam Rubinho Barrichello, o gerente comercial e outros membros da equipe, todos assistindo exatamente ao replay do “incidente”. De repente, a porta se abre e Senna entra, com Norman Howell (diretor de comunicações da McLaren) e Giorgio Ascanelli (engenheiro de Senna). Senna procura por Irvine, mas parece não encontrá-lo (ou não reconhecê-lo). O próprio Eddie levanta a mão, chamando a atenção de Senna, que se encaminha até ele.

O incidente: Senna e Irvine dividindo a Degnes Curve

Irvine: “ Hey.”
Senna: “Que m**** você acha está fazendo ?”
Irvine: “ Eu estava correndo .”
Senna: “ Você estava correndo ? Você conhece a regra que você tem que deixar os líderes passarem quando você é um retardatário ?”
Irvine: “Se você estivesse indo rápido o bastante, não haveria problema.”
Senna: “Eu te passei ! E você saiu da pista três vezes na minha frente, no mesmo lugar, como um fuc**** idiot (isso não tem tradução boa o bastante), onde havia óleo. E você estava jogando pedras e coisas na minha frente por três voltas. Quando te passei, você viu que eu estava na sua frente. E quando eu cheguei no Damon, ele estava de slicks e tendo dificuldades, e você deveria ter ficado atrás de mim. Você correu um risco muito grande, de me tirar da corrida.”
Irvine: “Eu te coloquei em algum perigo ?”
Senna: “Você não me colocou em perigo ?”
Irvine: “Eu encostei em você ? Eu encostei em você alguma vez ?”
Senna: “Não, mas você chegou à isso (gesticulando, polegar e indicador juntos) de encostar em mim, e eu era o fuc**** líder (berrando), eu era o fuc**** líder !”
Irvine: “Se não encostou, tanto faz estar à uma milha de distancia (“A miss is as good as a mile”).”
Senna: “Vou te dizer uma coisa. Se você não se comportar apropriadamente no próximo evento, é melhor você repensar o que faz. Eu te garanto isso.”

Irvine: “Os comissários disseram que não houve problema, não houve nada de errado.”
Senna: “Ah, é ? Espere até a Austrália. Espere até a Austrália, quando os comissários falarem com você. Aí você me diz se eles dizem isso.”
Irvine: “Hey, eu estou aí para fazer o melhor para mim.”
Senna: “Isso não é correto. Você quer ir bem. Eu entendo, pois já fui assim. Eu entendo. Mas é muito anti-profissional, se você é um retardatário, e está uma volta atrás…”
Irvine (interrompendo): “Mas eu teria te seguido se você passasse o Hill.”
Senna: “…você deveria deixar o líder passar…”
Irvine (interromendo novamente): “Eu entendo perfeitamente.”
Senna (ele agora interrompendo): “…e não voltar e fazer as coisas que você fez. Você quase bateu no Hill, na minha frente, três vezes, eu ví, e eu podia ter “coletado” você e ele como resultado, e essa não é a maneira de…”

Irvine (interrompendo e gritando agora): “Mas eu estou correndo ! Estou correndo ! Você só aconteceu de…”
Senna (interrompendo e berrando): “ Você não estava correndo ! Você estava guiando como um fuc****idiota. Você não é um piloto de corridas – você é um fuc**** idiota !”
Irvine: “ Você fala, você fala. Você estava no lugar errado, na hora errada.”
Senna: “ Eu estava no lugar errado, na hora errada ?”
Irvine: “Sim. Eu estava disputando com o Hill.”
Senna: “Sério ? Sério ? Me diz uma coisa. Quem deve julgar: você ou o líder da prova que vem vindo para te colocar uma volta ?”
Irvine: “ O líder da prova.”
Senna: “Então o que você fez ?”
Irvine: “ Você estava muito devagar, e eu tinha que passar você para tentar chegar no Hill.”
Senna: “Sério ? Como eu estava colocando uma volta em você se eu estava muito devagar ?”
Irvine: “Chuva. Porquê de slicks você estava mais rápido que eu, mas com pneus de chuva você não estava.”
Senna: “Sério ? Sério ? Como que eu te passei com pneus de chuva, então ?”
Irvine: “ Ahn ?”
Senna: “Como que eu te passei com pneus de chuva, então ?”
Irvine: “Eu não lembro disso. Na realidade, não lembro da corrida.”
Senna: “Exato, porque você não é competente o bastante para lembrar. Funciona assim, você sabe.”
Irvine: “Tudo bem, tudo bem, você pensa assim.”
Senna: “Tenha cuidado, cara.”
Irvine: “Vou ter, e vou ficar de olho em você.”
Senna: “Você vai ter problemas não só comigo, mas com várias outras pessoas, e também com a FIA.”
Irvine (sarcástico): “ É ?”
Senna: “Pode apostar.”
Irvine (rindo): “ É ? Bom.”
Senna: “ É ? Bom saber disso.”
Irvine: “Te vejo na pista.”
Senna (agressivo): “É ? Bom saber disso.”
Irvine: “Te vejo na pista.”
Senna faz uma meia volta, dá alguns passos e parece que vai embora quando solta um “aaahhh” alto e vira, anda de volta para o Irvine e lhe dá um soco, de esquerda, na parte direita da cabeça de Irvine – que se desequilibra e cai no chão.
Irvine (berrando): “Processo !”
Senna (berrando enquanto é colocado para fora): “Você precisa aprender a respeitar onde voce está indo errado.”

Com certeza, não é o melhor exemplo para os jovens pilotos, mas Senna deu mais exemplos ótimos que ruins, logo não deve ser julgado apenas por esse descontrole. Mas até que deu para extravasar a raiva legal.

Essa é uma das disputas mais incríveis da história da F1. Senna largaria na posição 3 atrás de Patrese e Mansell que tinham como principal arma, o Williams FW14B. Na primeira curva, Senna passa Patrese, enquanto Mansell sumia na frente. Senna continuava segurando Patrese até que o italiano começou a ter problemas com seu Williams e acabou ficando para trás.

Na segunda metade da corrida, Mansell já tinha abrido golianos (desculpem esse termo sem graça) 30 segundos para Senna. Senna precisava rezar para Buda, Deus, Elvis e Zoroastro para conseguir vencer tal corrida. Mas alguém lá no céu gostava de Senna (quem também tinha tido suas preces atendidas foi Roberto Pupo Moreno com seu Andrea Moda) e na volta 70, a roda traseira canhota se esvazia e Mansell segue lentamente rumo aos boxes. Senna fica na liderança com Mansel 5 segundos atrás.

Mansell se aproxima de maneira que beira ao ridículo. Mansell chega a fazer a volta mais rápida da corrida (1.21.598) na volta 74. Senna estava sem pneus e nenhum tipo de tração. Mansell tentava botar de lado em todas as curvas para ver se conseguia a ultrapassagem, mas estava MUITO díficil.

Mansell tentava a ultrapassagem em todas as 18 curvas do principado por 5 vezes (é só fazer a conta 18 x 5) . A batalha Senna-Mansell continuou pelas últimas 5 voltas, mas não deu. Senna venceu a corrida de maneira mágica. Uma das melhores atuações de Senna na F1.

Mansell – Foi o melhor segundo colocado da minha vida

Um dos momentos mais marcantes de 2010 foi a ultrapassagem sensacional de Rubens Barrichello em Michael Schumacher no GP da Hungria de 2010.Rubinho chegou colado na curva 16 em Schumacher,pegou o vácuo,botou de lado,Schumacher tentou assusta-lo,mas Barrichello usou a saída dos boxes para conseguir uma ultrapassagem sensacional.Para dar uma lavada na alma de Rubens.
 

Coulthard ia largar na frente naquele dia 26 de maio de 2001,mas um problema na hora que ele ia sair para a volta de apresentação jogou a corrida toda no lixo.Ele voltou lá atrás.Na posição de numero 18,atrás das ARROWS de Bernoldi e Verstappen.Coulthard se livrou fácil de Verstappen,mas ainda faltava Bernoldi.Mal sabia ele que uma simples ultrapassagem sobre um carro inferior ia ser mais difícil do que ele imaginava.Passaram-se várias voltas e Coulthard ainda não tinha passado Bernoldi.Ele tentava na Mirabeau,mas era fechado pelo brasileiro.Bernoldi foi inteligente e se aproveitou do traçado travado de Montecarlo para segurar Coulthard por várias voltas.

E veja a dificuldade da ultrapassagem,Coulthard só foi passar Bernoldi depois que o brasileiro foi fazer sua parada nos boxes.Por conta disso,Coulthard terminou em quinto(o que era um mal resultado prum carro daquele naquela época) e 1 volta atrás.

Bernoldi não chegou a terminar a corrida. Porém, o paddock viu um misto de admiração e ódio pela atitude dele. Tom Walkinshaw, dono da Arrows, foi o primeiro a parabenizá-lo pelo feito. Por outro lado, Ron Dennis, dono da McLaren, ameaçou Bernoldi e até mesmo a continuidade de sua carreira na Fórmula 1. Nem foi necessário: apesar do seu talento, a Arrows foi a única equipe de Enrique na Fórmula 1.

No total de voltas,Bernoldi segurou Coulthard por longuíssissimas 35 voltas.CARA…..!!!!!!

Me desculpe se não aparece a ultrapassagem do Coulthard no Bernoldi 😀

2007 foi realmente um ano foda para a Super Aguri.No Canadá,veio a redenção.Numa corrida marcada pelo acidente de Robert Kubica.A 4 to go.Takuma Sato estava voando baixo na pista.Vinha se aproximando rapidamente de Ralf Schumacher.Na última reta do circuito,ele deu um pulo do gato e na ultima curva,PEMBA!!!!.A ultrapassagem rolou.Até ali já estava bom demais para o japinha.Mas Fernando Alonso que estava na frente de Sato,estava com problema nos freios,então seu engenheiro falou pelo rádio: “Fernando esta mais lerdo que você,pisa fundo e na brasa que você pode passar o espanyol” .E ele obedeceu.Sato chegou rapidamente nele.E na última curva do circuito,PEMBA!!!!!.A ultrapassagem rolou… de novo.Festa total dos dois únicos japinhas na arquibancada de Montreal.Festa tambem da equipe Super Aguri. 
Corrida acabada.E Sato vai pra galera.Festa total dos japinhas e de Anthony Davidson na Super Aguri.Aquela ultrapassagem foi o ponto alto da Super Aguri.

Acima um vídeo da ultrapassagem de Sato sobre R.Schumacher e F.Alonso,e da festa da Super Aguri.

 
 

E acima um vídeo da ultrapassagem do Sato sobre Alonso só que com narrações americanas,espanholas,japônesas e etc.

Nova categoria sobre disputas de posições interessantes na história da F1.
Última volta do Grande Prêmio do Japão de 2007.Kubica estava na sexta posição com Massa pressionando atrás.Os dois brigaram até o fim.Um passava o outro e o outro passava um.Sendo que quem levava a ultrapassagem acabava dando uma escapada para a fora da pista.Quer saber quem ganha?veja o vídeo abaixo.
 

Tuíter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Calendário

abril 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 18 outros seguidores