You are currently browsing the category archive for the ‘Three Top’ category.

Sem maiores assuntos. Veja três casos desconhecidos da F1.

3-Gilles Villeneuve já andou de McLaren num GP de F1

O grande Gilles. Pai do campeão, Jacques Villeneuve. No ano de 1977, rolou uma corrida da Fórmula Atlantic (Gilles foi bicampeão dessa categoria) que contava com pilotos da F1. Gilles derrotou e impressionou James Hunt, o que lhe rendeu uma corrida a bordo de um McLaren M23 de 74. Gilles largou em nono entre os pilotos titulares da McLaren, James Hunt e Jochen Mass.

Porém problemas mecânicos o atrapalharam durante a corrida e Gilles terminou em décimo-primeiro. Apesar de ter feito uma corrida boa para um novato, a McLaren nunca mais o chamou para outras corridas e esta acabou sendo a única vez em que Gilles pilotou uma McLaren na F1.

2-A F1 já passou por Brasília duas vezes

  

O GP do Brasil de 2011 está chegando e você deve pensar que apenas Jacarépagua e Interlagos receberam o GP do Brasil. Na temporada de 1974, o autódromo Nelson Piquet localizado na capital tupiniquim ia ser inaugurado, e nada melhor do que uma corrida de F1 para inaugurar a nova pista. Mas não seria um GP que valeria pontos, seria um GP extra-campeonato, denominado “O GP Presidente Médici” . 12 pilotos foram para Brasília participar a corrida. Seriam (em ordem de grid) : Carlos Reutemann, Emerson Fittipaldi, Jody Scheckter, José Carlos Pace, Arturo Merzario, Jean-Pierre Beltoise, Wilson Fittipaldi,  Jochen Mass, Henri Pescarolo, Howden Ganley, Hans-Joachim Stuck e James Hunt.

Carlos Reutemann foi o pole position com o tempo de 1.51.18. Só que Reutemann abandonou a corrida e quem venceu foi Emerson Fittipaldi. Wilson Fittipaldi foi o quinto e Carlos Pace foi o nono. Pra completar, o Emmo fez a volta mais rápida, 1.51.62.

1-Um carro de Fórmula 5000 já ganhou a Race of Champions em Brands Hatch

A Race of Champions era uma etapa extra-campeonato que era realizada em Brands Hatch e reunia as principais equipes da F1. Em 1973, um cara chamado Peter Gethin resolve participar da Race of Champions 1973. Com um Chevron de Fórmula 5000, ninguem acreditava muito no inglês com nome esquisito. Mas Gethin faz história e ganha a Brands Hatch Race of Champions 1973 derrotando os outros pilotos que andavam com F1s. Como tem pouca informação sobre essa corrida, acabo por aqui esse post.

Espero que tenham gostado 🙂

 

Quase sem tempo para posts,mas consegui fazer um post rapidinho.

3-CHRISTIJAN ALBERS,MAGNY-COURS,2007

Em Magny-Cours,Christijan Albers estava fazendo uma prova costumeira quando na volta 28,ele foi fazer sua parada.Sutil fez sua parada e Albers veio logo depois,e sem querer querendo,Albers acabou levando a mangueira do combustivel junto do carro.Por conta desse erro e de falta de grana,Albers acabou sendo sacado da equipe.

2-GIANMARIA BRUNI,MONZA,2004

Esse caso foi parecido com Jos Verstappen na Alemanha/1994,e quem diria dez anos depois aparecer novamente um incêndio no boxes.A vítima dessa vez foi o italiano Gianmaria Bruni.Na volta 22,Bruni foi fazer sua parada nos pits,e não sei como,o carro pegou fogo,o que causou uma fumaçeira danada nos boxes de Monza.

1-FELIPE MASSA,MARINA BAY,2008

reabastecimento

felipe massa

pit stop

Essa ninguem esquece.O pit stop de Cingapura em 2008 de Felipe Massa.Muitos dizem que foi ali que Massa perdeu o titulo.Massa parou nos boxes, e por um erro da Ferrari, saiu com a mangueira de reabastecimento ainda conectada em seu carro. Saiu arrastando tudo. Depois de perder tempo, Massa voltou no último lugar. Para completar, ainda foi punido pela organização da prova e obrigado a passar pelos boxes.

 

Ontem na Stock Car,o carro do brasileiro Tuka Rocha pegou fogo e Tuka teve de pular do carro que estava em movimento.Hoje falo de três casos de carros que pegaram fogo no meio de uma corrida.

3-HEIKKI KOVALAINEN,CINGAPURA,2010

(Formula 1 Website)

(Formula 1 Website)

A bordo de uma Lotus verde,Kovalainen seguia lá trás quando na volta 61 quando o seu motor começou a pegar fogo.Numa coisa que passou pela sua cabeça ele resolveu não entrar nos pits e parar na reta principal.Até aí tudo bem porque iria aparecer os seguranças para apagar o fogo e todo mundo ia ficar feliz.Mas ninguem apareceu e Kova resolveu dar uma de bombeiro e de Taki Inoue(só que ele não foi atropelado pelo safety-car)e foi pegar um extintor e foi apagar o fogo.

O finlandês agiu corretamente. Por não saber a proporção do fogo, ele ficou com receio de entrar no pit lane e provocar um acidente com feridos. Ele achou (e realmente foi!) mais seguro apagar o fogo com o carro longe do pit.

2-CACÁ BUENO,INTERLAGOS,2009

Divulgação/Divulgação

No primeiro dia de testes da pré-temporada, realizado no autódromo de Interlagos, Cacá levou seu Peugeot número 0 para conhecer seu novo carro. Deu uma volta lenta e sentiu que o negócio não estava indo bem. O escapamento, que chegava a alcançar 1.000ºC, estava mal posicionado e a espuma anti-impacto recebia todo o calor do cano de escape. No caso do carro de Cacá Bueno, a tal espuma simplesmente começou a se incendiar. Nessa altura, ele estava completando o S do Senna e já havia tomado a decisão de voltar aos pits.

Não deu tempo. Pouco depois do S do Senna, a fumaça do incêndio tomou conta de todo o carro e o filho de Galvão Bueno só teve tempo para dar uma cotovelada na porta antes de quase desmaiar. Em segundos, as chamas tomaram conta do carro. Cacá foi resgatado, mas nada de grave aconteceu com ele. O treino foi imediatamente interrompido e todo mundo sentou-se à mesa para discutir o que seria feito com essa questão do escapamento. Felizmente, as equipes conseguiram mudar a posição do sistema de escape, os pilotos pararam de sofrer com o calor e Cacá Bueno levou o título daquela temporada.

1-JOS VERSTAPPEN,ALEMANHA,1994

Na volta 15 daquele GP da Alemanha 1994.Verstappen iria fazer sua parada para reabastecer e trocar pneus.O ano de 94 marcaria a volta do reabastecimento.Briatore teve uma idéia de gênio-“tive uma idéia,para podermos brigar pelo pódio.Se tirarmos o lacre da mangueira do combustível ganharemos mais tempo nas paradas”,e assim foi feito.O resultado foi que, quando o mecânico retirou a mangueira, um monte de combustível vazou sobre mecânicos e carro. A gasolina entrou em contato com as partes quentes e o resultado foi um incêndio de proporções seríssimas.

Pânico no paddock. Os mecânicos de várias equipes se unem para conter o fogo. Jos Verstappen pula do carro em chamas. Depois de muitos baldes de água e montes de espuma de incêndio, o pandemônio foi controlado. O holandês saiu com algumas queimaduras na cara, mas nada que um Gelol não resolvesse. Depois desse episódio, a Benetton passou a ser investigada com relação ao equipamento de reabastecimento.

Muitos conhecem as equipes que para conseguir novos talentos para sua equipe,criam uma equipe B para ver se o piloto é realmente bom ou é uma tartaruga com rodas quadradas,vou falar de três equipes-matriz e satélite

3-RED BULL E TORO ROSSO

Essa historia é bem conhecida,uma é a atual campeã do campeonato de construtores e de pilotos da F1 e a outra figura nas últimas posições das equipes médias,elas são a RBR e STR,a RBR surgiu a partir da compra da Jaguar Racing,uma equipe da Ford que era apenas uma equipe mediana e medíocre,já a outra foi criada a partir da compra da Minardi,uma equipe que figurava nas últimas posições do grid mas tinha fãs por todo o mundo,essa dupla já causou muitas polêmicas,uma delas foi que a RBR fornecia chassis para a STR,e outra delas foi que na temporada de 2006 não era permitido usar motor V10 e sim V8,a STR pediu permissão para usar V10 e a FIA permitiu,o que deixou as outras equipes com raiva,pois era uma vantagem,no final,o carro da STR era tão ruim que nem o motor V10 ajudou a andar mais rápido,a STR foi criada somente para criar novos talentos,mas no final todos os pilotos foram fracassados na sua passagem na STR(menos você sabe quem).

2-McLAREN E PRODRIVE(e Renault)

Poucos devem conhecer essa história,mas já existiu sim,em 2009,a Prodrive iria participar da temporada 2009,a McLaren estava bastante interessada em ser uma equipe matriz,até seus pilotos de teste Pedro de la Rosa e Gary Paffet ficaram entre os favoritos de serem contratados de pilotar os carros da Prodrive,mas havia outra equipe de olho em ser a equipe matriz da Prodrive:Renault,uma das rivais da McLaren,mas no final,uma surpresa aconteceu,a Prodrive desistiu de participar da temporada de 2009 por causa do Pacto de Concórdia, o que frustou a McLaren e Renault e deu fim a essa novelinha.

1-HONDA E SUPER AGURI

A Honda era apenas uma fornecedora de motores para a BAR,mas tudo mudou quando em 2005,a Honda anunciou a compra da BAR,e de quebra,resolveu ajudar Aguri Suzuki que estava criando uma equipe de F1 para poder ter uma equipe B para botar a pedido de fãs japoneses Takuma Sato na Super Aguri,somente para isso,no primeiro ano juntas,como já era de se esperar,a Honda deu uma surra na sua priminha,em 2007,a Super Aguri começou a melhorar enquanto a Honda apenas figurava nas posições de baixo,levando surra de sua priminha nos treinos oficiais,em 2008,a Super Aguri começou pobre porque perdeu seu principal patrocinador e no GP da espanha a equipe abandonou sem mais nem menos a F1,nem mesmo a Honda ajudou a Super Aguri,no final da mesma temporada a Honda abandonou por motivos econômicos.

PS:quase não escrevia esse post por causa da derrota do meu Interzão,tava meio triste,mas mesmo assim consegui postar.

Calendário

julho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 18 outros seguidores