You are currently browsing the tag archive for the ‘ralf schumacher’ tag.

O TF107 proporcionou um péssimo ano para a equipe Toyota. O carro, mais parecia uma evolução de seu antecessor, e não fez tão bonito como o mesmo. As mudanças visíveis, eram sutis, para optimizar algumas áreas, e assim aumentar a aerodinâmica do carro, como exemplo as asas dianteira e traseira.

 

O posicionamento do motor estava 100 milímetros à frente, e isto foi conseguido pelo novo desenho do monocoque. A Toyota em 2007 começou a fornecer motores para a Williams, sendo que o time inglês fornecia ao japonês sua caixa de marchas, desenvolvida em uma parceria entre ambas, ainda que não fossem completamente iguais.
 
Entretanto, todas as mudanças acima não repercutiram em resultados, e isto sendo provado pelas posições de chegada, e as frequentes posições intermediárias ocupadas pelo time.

 O TF107 guiado por Ralf Schumacher, que se despedia das pistas, e por Jarno Trulli, terminou o ano com magérrimos 13 pontos, uma verdadeira decepção, se tratando de uma equipe com certa experiência e um bocado de dinheiro para investir.

 

 
Dados:
Equipe: Toyota F1

 

Designers: Pascal Vasselon
Luca Mamorini
—————————
Dados técnicos:

 

Chassis: Monocoque moldado em fibra de carbono

 

Suspensão: Feita de fibra de carbono e alumínio, sistema push rod ativado, independente (suspensões dianteira e traseira)

 

Motor: Toyota RVX-07, 2.4 litros, V8, aspirado naturalmente e montado logitudinalmente

 

Transmissão: Toyota/Williams F1, 7 velocidades, e uma marcha reversa (marcha ré), sequencial, semi automática

 

Combustível: Esso

 

Pneus: Bridgstone
——————

 

Pilotos:

 

11 Ralf Schumacher

 

12 Jarno Trulli
——————-
Pontos: 13

 

Corridas: 17

 

Vitórias: 0

 

Poles: 0

 

Voltas mais rápidas: 0

 

Posição no Mundial de Construtores: 6°

 

O bólido da temporada de 2006 da Toyota não alcançou todo o sucesso esperado pelo time nipônico. Isto porque no ano anterior, na temporada de 2005, o time fizera uma de suas melhores campanhas,e a expectativa para 2006 era grande. Porém tal desempenho não se repetiu, e a Toyota realmente era vista como uma decepção.

O TF106, foi construído inteiramente em cima do novo regulamento, que previa a mudança dos motores, e isto de fato afetava todo o design e construção do bólido. Dentre as mudanças, a frente do carro continuou parecida com a de seu antecessor, enquanto a traseira, como na maioria dos carros, passou por severas mudanças. Outros destaques aerodinâmicos eram as entradas de ar, visivelmente menores em relação ao passado, mais uma vez por causa dos novos motores V8, que necessitavam de menos refrigeração, e assim sendo, os radiadores também eram menores.

Com o novo motor sendo 10 centímetros mais curto que o V10, a Toyota chegou a decisão de não modificar a estrutura na qual ele ficava, assim como o tanque de combustível. O novo motor mostrava um nível maior de vibração, e a maior diferença em relação aos V10, além da potência, era a curva de torque gerada pelo propulsor. Já na caixa de marchas era basicamente a mesma do ano anterior, porém com melhorias o time conseguiu diminuir o peso geral do componente. O monocoque fora aumentado, e os canos de descarga forma modificados também.

Vale lembrar que a Toyota acabara um longo acordo com a francesa Michelin,e agora corria com os pneus da Bridgstone, e isto de fato muda todo o comportamento do carro, e a forma como se ajusta o setup, uma vez que a Toyota estava “acostumada” com as configurações e reações dos pneus Michelin. Os nipônicos tiveram de aprender a lidar com os novos pneus, e como isso influencia o desempenho geral do carro. Porém  o time contou com diversos dados fornecidos pela Bridgestone, e conseguiram fazer um bom trabalho em termos de pneus.

TF106B

Após as seis primeiras corridas do campeonato, e sem conseguir resultados expressivos com o novo TF106, a Toyota preparou updates para o modelo, com a intenção de recuperar pontos, e sua reputação. As mudanças incluíam o tanque de combustível, e um novo pacote aerodinâmico, além de uma suspensão dianteira revisada, mas o TF106B continha diversas características de seu antecessor. A nova suspensão dianteira possuía uma nova geometria, e um ângulo diferente do sistema push rod, o que na teoria melhorava o desempenho do modelo.

Entretanto, a Toyota encontrou o caminho dos pontos novamente, ainda que com um carro bem mais fraco em desempenho que seu antecessor. O TF106 estava frequentemente nos pontos, mas a equipe não conseguiu uma grande regularidade com o modelo. O carro batalhava constantemente com o BMW Sauber e outros carros das chamadas “equipes medianas”, e terminou a temporada como um fracasso se comparado ao ano de 2005, com magros 35, conseguindo somente a 6° posição nos Construtores.

 

Dados:

Equipe: Toyota

Designers: Mike Gascoyne
—————————
Dados técnicos:

Chassis: Monocoque moldado em fibra de carbono

Suspensão: Independente, sistemas push rod e trackrod, barra de torção, amortecedores, feita de fibra de carbono e outros componentes (suspensões dianteira e traseira)

Motor: Toyota RVX-06, V8, 2.4 litros, montado longitudinalmente, aspirado naturalmente, 90° de inclinação, aproximadamente 740 hp, e com 19.000 RPM de máxima aproximadamente

Transmissão: Toyota/Xtrac de 7 velocidades e uma marcha reversa (marcha ré), sequencial, semi automática

Combustível: Esso, lubrificantes Esso

Pneus: Bridgestone, com rodas BBS forjadas em magnésio

Distância entre-eixos: 3.090 mm

Comprimento total: 4.530 mm

Altura total: 950 mm

Largura total: 1.800 mm

Peso total: 600 kg, incluindo piloto e fluídos
——————————————–
Pilotos:
7 Ralf Schumacher

8 Jarno Trulli
——————-
Pontos: 36

Corridas: 18

Vitórias: 0

Poles: 0

Voltas mais rápidas: 0

Posição no Mundial de Construtores: 6° lugar

2007 foi realmente um ano foda para a Super Aguri.No Canadá,veio a redenção.Numa corrida marcada pelo acidente de Robert Kubica.A 4 to go.Takuma Sato estava voando baixo na pista.Vinha se aproximando rapidamente de Ralf Schumacher.Na última reta do circuito,ele deu um pulo do gato e na ultima curva,PEMBA!!!!.A ultrapassagem rolou.Até ali já estava bom demais para o japinha.Mas Fernando Alonso que estava na frente de Sato,estava com problema nos freios,então seu engenheiro falou pelo rádio: “Fernando esta mais lerdo que você,pisa fundo e na brasa que você pode passar o espanyol” .E ele obedeceu.Sato chegou rapidamente nele.E na última curva do circuito,PEMBA!!!!!.A ultrapassagem rolou… de novo.Festa total dos dois únicos japinhas na arquibancada de Montreal.Festa tambem da equipe Super Aguri. 
Corrida acabada.E Sato vai pra galera.Festa total dos japinhas e de Anthony Davidson na Super Aguri.Aquela ultrapassagem foi o ponto alto da Super Aguri.

Acima um vídeo da ultrapassagem de Sato sobre R.Schumacher e F.Alonso,e da festa da Super Aguri.

 
 

E acima um vídeo da ultrapassagem do Sato sobre Alonso só que com narrações americanas,espanholas,japônesas e etc.

Foto: Marcos Ribolli

CORRIDA:Adorei!-A corrida foi ótima cheia de ultrapassagens e disputas e nem precisou de chuva para acontecer tudo isso.Na largada,Hamilton pulou na frente com Webber em segundo.Massa tentou um pulo pra terceira posição só que acabou sendo fechado por Vettel e acabou em sexto após a primeira curva.Di Resta e Heidfeld acabam se tocando e indo lá pro fundão.Um tempo depois e Heidfeld tenta a ultrapassagem sobre Buemi,só que Heidfeld acabou pisando na grama e dando um toque no Buemi.O interessante desse acidente foi que Heidfeld reclamou de Buemi quando o carro estava pulando sobre a brita.

Massa ficou preso atrás de Rosberg por um bom tempo até que conseguiu,mas aquela altura ele já estava muito longe dos líderes.Antes mesmo de Massa passar Rosberg,Vettel estava rodando na última chicane,o que fez com que Massa e Rosberg chegassem no alemão.Demora Vettel abre um segundo para Massa.

Hamilton acaba cometendo um erro quando liderava e Webber passa o britânico,mas Hamilton não deixa Webber escapar e dá o troco.Durante essa briga,Alonso chega de vez nos dois líderes.Barrichello abandona com problema no motor.

Massa resolve atacar Vettel até que consegue a ultrapassagem.Na volta 31,Chandok que estava fazendo sua reestréia na F1,acaba rodando sozinho e indo parar na brita,mas ele não desiste e acelera fundo para voltar para a pista.

Rosberg,Petrov e Schumacher(não é o Ralf e sim o Michael) brigam por posições e Petrov acaba levando a ultrapassagem dos pilotos da Mercedes.Schumacher ainda tenta passar Rosberg só que este acaba fechando a porta para Schummy.

Um tempo depois e Schumacher acaba rodando sozinho e perde várias posições.Massa e Vettel começam a brigar pela quarta posição e Liuzzi e Button abandonam a prova.

Hamilton contuava a liderar até o final para não largar mais.Hamilton tinha vencido o GP da Alemanha de 2011.Alonso foi o segundo e Webber foi o terceiro.

Massa e Vettel continuavam a brigar pela posição de número 4.Os dois vão parar na última volta.Quem sair primeiro do boxes fica com a quarta posição.E um problema nos boxes de Massa faz com que Vettel fique em quarto.

Outro fato interessante.O carro de Alonso estava ficando sem combustivel e pede para Webber lhe dar uma carona.Num ato de fair play,Webber espera Alonso sair do carro e leva o espanhol até os boxes.

DESTAQUE DA CORRIDA:Briga entre Massa e Vettel pela quarta posição.

PONTO MORTO DA CORRIDA:Quase não teve,acho até que não teve.

CAMPEONATO:

PILOTOS:

País Piloto Pos. Pontos
Alemanha Sebastian Vettel 216
Austrália Mark Webber 139
Inglaterra Lewis Hamilton 134
Espanha Fernando Alonso 130
Inglaterra Jenson Button 109
Brasil Felipe Massa 62
Alemanha Nico Rosberg 46
Alemanha Nick Heidfeld 34
Rússia Vitaly Petrov 32
Alemanha Michael Schumacher 10º 32
Japão Kamui Kobayashi 11º 27
Alemanha Adrian Sutil 12º 18
Espanha Jaime Alguersuari 13º 9
México Sergio Pérez 14º 8
Suíça Sébastien Buemi 15º 8
Brasil Rubens Barrichello 16º 4
Escócia Paul di Resta 17º 2
Venezuela Pastor Maldonado 18º 0
Itália Jarno Trulli 19º 0
Alemanha Timo Glock 20º 0
Austrália Daniel Ricciardo 21º 0
Índia Narain Karthikeyan 22º 0
Bélgica Jérome D’Ambrosio 23º 0
Finlândia Heikki Kovalainen 24º 0
Índia Karun Chandhok 25º 0
Itália Vitantonio Liuzzi 26º 0
Espanha Pedro de la Rosa 27º 0

EQUIPES:

País Equipe Pos. Pontos
Áustria Red Bull Racing 355
Inglaterra McLaren 243
Itália Ferrari 192
Alemanha Mercedes 78
Inglaterra Lotus Renault 66
Suíça Sauber 35
Índia Force India 20
Itália Toro Rosso 17
Inglaterra Williams 4
Malásia Lotus                10    0           
Espanha Hispania            11    0           
Rússia Marussia Virgin  12º   0           

Patrik Stollarz/AFP

Feliz da vida,Hamilton ficou no pódio

2011 German Formula 1 Grand Prix

Buemi-Não foi culpa minha,não!

Heidfeld-Filho da puta,claro que a culpa foi sua!

Alonso-Valeu pela carona,Webber.

Webber-De nada.Quando quiser carona é só levantar o polegar.

Carro-Para o alto e avante!

Heidfeld-Porra Buemi!!!!

Buemi-Olha,um batmovel voador!

 
 
 

O primeiro vídeo é do acidente do Heidfeld.O segundo vídeo é da carona de Alonso com Webber.O terceiro vídeo é da camêra atropelada por Heidfeld no momento do acidente dele.O quarto é de Vettel no momento da ultrapassagem sobre Massa na última volta.

Tuíter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Calendário

agosto 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 18 outros seguidores