You are currently browsing the tag archive for the ‘red bull racing’ tag.

O segundo carro projetado por Adrian Newey na Red Bull, apesar de conquistar bons pontos, para uma equipe mediana, não foi, o realmente esperado para o terceiro ano da Red Bull. Contando com um constante Webber, e um já veterano David Coulthard, a equipe marcou 29 pontos ao longo de 2008, 10 a menos que sua equipe irmã, a STR.

O carro era uma visível evolução de seu antecessor, com melhorias para que este conseguisse arrebatar pontos, e firmasse a RBR como uma equipe com bom desempenho entre as equipes médias. Apresentava uma solução inventada pela McLaren, o arco por cima do bico, e da asa dianteira.

Foi o último carro que David Coulthard guiou na F1, conquistando naquele mesmo ano, um bom terceiro lugar no GP do Canadá, mesmo ficando atrás do australiano Webber no Campeonato de Pilotos. Ironicamente, ele saiu quando a equipe finalmente construiu um carro bom.

 

Dados:

Equipe: Red Bull Racing

Designers: Adrian Newey (Projetista, chefe técnico)

Geoff Willis (Diretor técnico)

—————————————-
Dados técnicos:

Chassis: Feito de fibra de carbono, monocoque

Suspensão: Feita de alumínio, e fibra de carbono, sistema pushrod. Independente nas quatro rodas (Suspensões dianteira e traseira)

Motor: Renault RS27-2008, 2.4 litros, V8, naturalmente aspirado, limitado a 19.000 RPM, montado logitudinalmente

Transmissão: 7 velocidades, e uma reversa (marcha ré), câmbio sequencial, semi automática

Combustível: Elf

Pneus: Bridgstone, rodas OZ Racing

————————————-
Pilotos:

9 David Coulthard

10 Mark Webber

——————-
Pontos: 29

Corridas: 18

Poles: 0

Voltas mais rápidas: 0

Classificação no Campeonato de Construtores: 7° lugar

Anúncios

Está faltando pouco menos de 1 mês para o ronco dos motores em Melbourne, na Austrália. Tenho pouco tempo para apresentar todos as 12 equipes de 2012. Então vamos começar com a Red Bull, de Adrian Newey e Seb Vettel.

A Red Bull Racing teve seus primórdios em 1997, quando Jackie Stewart seguiu Alain Prost e criou sua equipe própria, a Stewart Grand Prix. A Stewart começou mal sua campanha, mas seu auge veio no seu último ano, 1999. Chegando a vitória com Johnny Herbert.

A Stewart foi comprada pela Ford e foi renomeada com Jaguar Racing. A Jaguar nunca foi grande coisa, mas sabia como fazer um carro bonito usando apenas a cor verde, o patrocínio da HSBC, a cerveja Beck’s e a marca de um jaguar no santantonio. No final de 2004, a Red Bull viu que era bom negócio ver carrinhos azuis com touros vermelhos desenhados no carro correndo por aquelas pistinhas de asfalto e resolveu comprar a Jaguar e formar, finalmente a equipe que conhecemos hoje como Red Bull Racing.

De lá pra cá foram 27 vitórias, 38 poles, 22 voltas mais rápidas, 2 títulos de pilotos e 2 títulos de construtores. Mas a pergunta que não quer calar é: a Red Bull vai continuar com sua supremacia em 2012.

Red Bull RB8

O RB8 precisava de alguma inovação, isso todo mundo pedia. Depois de 3 anos de equipes copiando as inovações que deram certo na Red Bull. Adrian Newey tinha que fazer alguma coisa de novo. E ele fez. 

O RB8 seguiu a tendência criada pela Caterham do chamado: degrau no também chamado: bico de ornitorrinco. Mas tem uma diferença: o degrau tem uma pequena passagem de ar. A explicação mais aceita para o uso do buraco até o momento é que serve para melhorar o fluxo de ar, evitando a turbulência causada pelo degrau.

Continuando o carro, os sidepods parecem uma evolução do RB7: contam com uma aerodinâmica limpa e são realmente bastante curtos, terminando bem antes da asa traseira.

Não sabemos o que esperar desse carro. Também não sabemos se vai continuar a brigar por vitórias. Isso a gente só vai saber em Sepang.

Sebastian Vettel

O heppenheiniano tem uma carreira de dar inveja para gente como Rubens Barrichello. Em 2004, aos 17 anos, ganhou 18 das 20 corridas do campeonato alemão de Fórmula BMW. Dois anos depois, foi vice-campeão da Fórmula 3 europeia, mesmo quase perdendo o dedo (acho que era o indicador direito) em um acidente em Spa-Francorchamps quando fazia uma corrida à parte pela World Series. No ano seguinte, começou o ano pela mesma World Series, mas substituiu Robert Kubica na BMW em uma corrida e também arranjou um bico na Toro Rosso. Ficou na equipe italiana em 2008 e conseguiu o milagre de vencer o GP da Itália. Em 2009, já pela Red Bull, foi vice-campeão. Em 2010, o suado título. E em 2011, um título com uma soberania incrível.

Sua carreira é tão brilhante que já virou filme (já foi até transmitido no SporTV) . Tal filme, assim como os filmes de Alain Prost ( “Prost” ) e Ayrton Senna ( “Senna” ), teve como nome do filme seu sobrenome ( “Vettel” ) . O cara não tá para brincadeira mesmo.

O que esperar de Sebastian Vettel em 2012: Em 2012, Vettel deverá continuar um piloto talentoso e conseguir vitórias. Só não se sabe se vai ser absoluto como foi em 2011.

Mark Webber

Mark Alan Webber tem vida difícil na F1. Pagou seus pecados na Minardi e desorganizada Jaguar. Migrou para a Williams em 2005 e 2006, esperando se consagrar, mas ele pegou uma Williams em ritimo de decadência. Voltou para a Jaguar, já renomeada e mais organizada, Red Bull Racing. Passou 2 anos difíceis, mas finalmente Adrian Newey acertou a mão e Webber chegou a sua primeira vitória na Alemanha/2009. Batalhou pelo título em 2009, mas passou 5 corridas sem pontuar e acabou ficando em quarto, atrás de seus adversários diretos, Barrichello, Vettel e Button.

Em 2010, chegou mais perto ainda do título, mas encontrou uma barreira russa e amarelada chamada Vitaly Petrov. Ficou em terceiro no campeonato. Em 2011, Vettel dominou e Webber acumulou vários terceiros e quartos e acabou vendo seu companheiro ser campeão, ainda em Cingapura.

Vamos esperar para ver como Webber vai se comportar em 2012.

O que esperar de Mark Webber em 2012: Webber está em ritmo de aposentadoria, mas demonstra ainda querer continuar na F1. Terá de mostrar quem é que manda para Vettel senão já pode chamar o Vergne e o Ricciardo para seu lugar.

Piloto de teste: Sebastien Buemi

O Buemão foi chutado da Toro Rosso no final de 2011 e foi substituído por Jean-Eric Vergne. Parecia que ele teria de buscar abrigo no Mundial de Endurance ou na Indy, sei lá. Mas a Red Bull lhe deu uma colher de chá e foi chamado para ser piloto de teste da Red Bull. Emprego inútil. A Red Bull não tiraria ótimos pilotos como Mark Webber e Seb Vettel para colocar um suíço que não fez nada na equipe B em 3 anos. Buemi teria de torcer para que algum desses dois batesse violentamente em um dos guard-rails de Montecarlo ou num dos retões de Monza, algo que nunca iria acontecer.

E também, a Red Bull não iria querer saber de Buemi pilotando RBR quando se tem futuros sucessores como Daniel Ricciardo e Jean-Eric Vergne. Resumo: acabou a carreira de Buemi na F1.

Veja fotos de carros de F1 patrocinados por marcas de cervejas:

Belle-Vue na March em 77

Löwenbräu na numa McLaren em 78

Michelob no carro de Keke Rosberg em 79

Skol e Pilsen na Fittipaldi-Copersucar

Warsteirner na ARROWS

Guiness no carro de Derek Daly em 1981

Labbats na Williams em 1990

Kronenbourg na Larrousse em 1994

Tourtel na Larrousse em 1994

Bitborger na Benetton em 1995

Kaiser na Forti Corse em 1995

Veltins na Williams em 1999

Beck’s na Jaguar Racing

Budweiser na Williams em 2004 e 2006

Kingfisher na Force India

Red Bull na Red Bull Racing e na Scuderia Toro Rosso

Dessa vocês já sabiam de longe.

Itaipava e TNT na Brawn GP no Brasil em 2009

Valeu!

No último dia 5,Steve Jobs,o gênio da Apple,morreu de câncer.A F1 também teve seus gênios.Apresento 5 desses gênios junto com suas criações.E não vai ter as curiosidades do GP do Japão infelizmente.

5-Aldo Costa

Aldo Costa foi chutado da Ferrari recentemente.Costa é graduado em engenharia mecânico pela Universidade de Bologna.Ele estreou na F1 em 1988 como chefe de design da Minardi,e se tornou diretor técnico da equipe em 1989 no lugar de Giacomo Caliri.Foi contratado pela Ferrari em 1995 como assistente de Rory Byrne e em 2005 se tornou o sucessor de Byrne na Ferrari.Atualmente está desempregado.Costa criou os geniais F2007 e F2008(o da foto).

4-Jorg Zander

Zander está desempregado atualmente.Não merecia estar desempregado.Criou carros para BAR,Williams,BMW Sauber,Honda e Brawn GP.Dos mais geniais criados por ele:Brawn BGP 001,BMW F1.07 e F1.08.Desses carros apenas o BGP 001 foi campeão.Zander foi formado na Universidade de Cologne.Ele até já foi projetista de carros de turismo da Toyota.

3-Rory Byrne

Rory Byrne foi projestista da Toleman na década de 80,inclusive foi ele que fez o carro do Ayrton Senna na Toleman.Mais tarde ele foi projetista da Benetton na década de 90 e depois foi para a Ferrari junto com Michael Schumacher.

Os principais carros projetados com a assinatura de Byrne foram as Ferraris F2002 e F2004, consideradas imbatíveis, que colecionaram quase trinta vitórias, além de ter feito Michael Schumacher o único piloto a terminar no pódio em todas as provas de uma temporada. A partir de 2005, Rory começou a se retirar da Ferrari, trabalhando apenas como consultor, sendo substituído por Aldo Costa como projetista-chefe. Sua última grande criação “visível” foram as caixas para aquecimento de pneus, quando a Ferrari sofreu em 2005 pela regra que proibiu a troca dos compostos em pit-stops. Deixou a F1 definitivamente após a temporada de 2006, para cuidar de uma escola de mergulho(nossa!).

Rory pode ser considerado o melhor projetista da F1 moderna, tendo como “rival” apenas o outro gênio,Adrian Newey,cuja obra-prima foi a FW14-B, carro com que a equipe Williams disputou a temporada de 1992.

2-Adrian Newey

Adrian Newey é talvez um dos maiores gênios que a F1 já teve,por isso ele conseguiu o segundo lugar neste Five Top.Começou a sua carreira de obras-primas com o March 881.E depois veio modelos da Williams,McLaren e talvez o mais conhecido,os modelos da Red Bull.Sebastian Vettel e Nigel Mansell agradecem esse gênio.Entre os modelos mais conhecidos estão:March 881,Williams FW14 e Red Bull RB6 e RB7.

1-Colin Chapman

Colin Chapman foi talvez o maior projetista de carros da F1.Ele criou a Lotus Cars em 1952 e foi ele que fez o primeiro carro-asa da F1.Colin Chapman ficou famoso quando importantes ases do automobilismo venceram pilotando seus carros inovadores:Jim Clark,Jochen Rindt,Emerson Fittipaldi,Ronnie Peterson e Mario Andretti.

Seu gesto de arremessar o boné para o alto, na linha de chegada, quando seus pilotos venciam, era conhecido em todo o mundo esportivo.

Depois de sua súbita morte em 1982 (ataque do coração), circularam boatos de que Chapman na verdade continuava vivo, tendo forjado a mesma para escapar das dívidas, e que estaria inclusive morando no Brasil,o que nunca foi confirmado.

Tuíter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Calendário

novembro 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 19 outros seguidores