You are currently browsing the tag archive for the ‘toro rosso’ tag.

O ano em que a equipe irmã da Red Bull mais teria glórias, seria o ano de 2008. O carro que teve sua estréia na 6° etapa da temporada, em Mônaco, se mostrou muito bem resolvido, desenhado por Adrian Newey, e conquistou ainda, de quebra a primeira vitória da equipe, em Monza, com Sebastian Vettel.

O carro tinha a mesma base de seu “irmão” o RB4, porém com algumas mudanças, como o motor Ferrari, e toda a estrutura que ele ocupava. Vettel fez uma temporada constante nos pontos com o STR3, incomodando as equipes de ponta, e atormentando as equipes médias, uma vez que a STR era considerada uma equipe pequena.


Vettel conseguiu uma incrível vitória, num chuvoso GP de Monza, em que vários favoritos ficaram para trás na qualificação, e com a chuva na corrida, foi absoluto, e ainda conquistando a proeza de ser o piloto mais novo a vencer um GP de F1.

Dados:

Equipe: Scuderia Toro Rosso

Designer: Adrian Newey

——————————
Dados técnicos:

Chassis: Feito de fibra de carbono, monocoque

Suspensão: Feita de fibra carbono e alumínio, sistema pushrod, independente nas quatro rodas (Suspensões dianteira e traseira)

Motor: Ferrari 056, 2.4 litros, V8, limitado a 19.000 RPM, aspirado naturalmente

Transmissão: 7 velocidades, e uma reversa (marcha ré). Câmbio sequencial, semi automática

Pneus: Bridgstone, rodas AVUS Racing

—————————————-
Pilotos:

14 Sébastien Bourdais

15 Sebastian Vettel

———————–
Pontos: 39

Corridas: 13

 Vitórias: 1

Poles: 1

Voltas mais rápidas: 0

Posição no Campeonato de Construtores: 6

Jaime Alguersuari. Um nome tão badalado pelos meados de 2009. Continuou sendo uma aposta para 2010. Não se deu bem em 2009 e em 2010. Em 2011, melhorou bastante com um carro que voava em retas, mas não era a mesma coisa em curvas. Mas não era o suficiente. Como disse Niki Lauda há alguns dias:

“Ele não tinha capacidade de substituir Webber ou Vettel, o que é o objetivo da Red Bull e da própria Toro Rosso”

Alguersuari foi chutado da Toro Rosso para dar lugar a Jean-Eric Vergne. Foi cotado a ser piloto da HRT, mas ele mesmo falou:

“Ir para a HRT, seria um retrocesso para a minha carreira”

Williams poderia ser uma possibilidade, mas não há chance nenhuma para que Alguersuari fosse para a Willians. Uma concorrência com B.Senna, Barrichello e Sutil, as chances são mínimas. Eliminemos a Williams e HRT, tem a Caterham e a Marussia.

Williams: sem chance

Caterham: outra chance nula. Há a possibilidade de Trulli não continuar na Caterham e há gente de olho na vaga do pescarense. Marussia: poderia entrar no lugar do Glock, mas seria a mesma coisa da HRT. Seria um retrocesso ainda maior para a carreira de Alguersuari. Mas e a Red Bull, Alguersuari negou seguir o mesmo caminho de Buemi de ser piloto reserva da Red Bull. Mas Alguersuari deve seguir o mesmo caminho de Buemi só que diferente.

Caterham: também não

Marussia: hummmm, não

Dizem na blogosfera que Alguersuari estaria conversando e tomando um cafézinho com as equipes Mercedes e McLaren para ser piloto de teste. Deve ser uma péssima escolha. Ele vai passar o ano parado e só deve correr na pré-temporada ou no desafio das estrelas de kart. Aonda que na McLaren ou Mercedes vão tirar um Schumacher, Button ou Hamilton para botar um DJ espanhol que poderia ser galã de novela das 7. E a antiga dupla da STR vai ficar de mãos abanando assim como foram outros vários test-drivers da Red Bull.

Normalmente eu não faria uma retrospectiva. Não sou dessas coisas. Apesar de adorar ver uma retrospectiva na TV Globo ou blog do Bandeira Verde. Vou dizer porque não gosto de fazer uma retrospectiva. Dá muito trabalho e eu teria de fazer um texto longuíssimo. Então vou aproveitar que essa é a última semana de 2011, para usar esses últimos 5 dias para fazer uma retrospectiva que usará esses cinco dias inteiros. Hoje falaremos das 12 equipes que se aventuraram durante essas 19 etapas de 2011.

Para melhorar mais, vou dar saldos para cada equipe. Veja os saldos que vou dar:

  • Saldo bastante positivo
  • Saldo positivo
  • Saldo mais ou menos
  • Saldo negativo
  • Saldo bastante negativo

Red Bull Racing

Mark Webber Sebastian Vettel of Germany and Red Bull Racing leads team mate Mark Webber of Australia and Red Bull Racing early in the Brazilian Formula One Grand Prix at the Autodromo Jose Carlos Pace on November 27, 2011 in Sao Paulo, Brazil.

A Red Bull realmente me surpreendeu em 2011. Esperava um campeonato disputado, mas apenas vi o domínio espetacular do pequeno alemão de Heppenheim. O carro não era lá essas coisas em retas, mas era o melhor nas curvas. Isso ficou bem claro na Índia com Vettel e Webber andando mal no primeiro setor, mas o mais rápido num segundo e terceiro setor dominado por curvas.

Vettel dominou, isso ficou bem claro. Quanto ao Webber, apenas foi um coadjuvante. No final, um saldo bastante positivo para a equipe das latinhas.

Vodafone McLaren Mercedes

 

Em 2011, a McLaren claramente foi a segunda melhor equipe de 2011. Apesar da equipe ser a segunda melhor, sempre quis dar uma beliscadinha ali na supremacia da Red Bull. Apesar de vários achaream que a dupla Hamilton-Button era a melhor da F1 atual. Essa dupla foi a mais diferente dessa temporada.

Hamilton era agressivo (até demais) e impulsivo. Já Button é um Elio de Angelis da atualidade, gentleman, estratégico e agressivo na hora certa. A única coisa igual nessa dupla foi que eles venceram 3 corridas cada. Saldo positivo e segunda melhor equipe com sobras em 2011 para a equipe de Woking.

Scuderia Ferrari

A equipe que deu inspiração ao nome desse blog não foi páreo para a McLaren e para a Red Bull. O carro foi pior do que o de 2010 e o de 2009 juntos. Pelo menos levaram uma vitória para casa em Silverstone após a McLaren e a Red Bull fazerem suas trapalhadas nos boxes. Na foto, a cena mais comum de 2011: Alonso na frente de Massa.

Massa sofreu com vários problemas e com a pressão imposta por idiotas que acham que brasileiro tem ganhar em todas. Alonso foi melhor, mas não foi o suficiente para parar a McLaren e Red Bull. Saldo negativo para a equipe de Maranello.

Mercedes GP Petronas F1 Team

A Mercedes novamente não surpreendeu como dizia em meados do início de 2010. Esse ano ficou ficou disputando posições com Forces India e Saubers. Mas esse ano foi pior do que de 2010. Schumacher não pode fazer muita coisa, apesar de fazer belas corridas de recuperação como na Bélgica. Rosberg novamente foi rápido, mas não o suficiente. Rosberg sempre esteve dando trabalho principalmente para Massa (na Alemanha, Massa demorou mais de 20 voltas para fazer a ultrapassar) .

Quarto lugar no campeonato com sobras. Mas mesmo assim, saldo negativo para a equipe que usa pasta de dente na lateral do carro.

Lotus Renault GP

A Lotus Renault tinha tudo para ser a quarta melhor equipe de 2011, mas declinou do segundo semestre pra cá. E ainda por cima, quase perdeu o posto de quinta melhor equipe para a Force India. A Lotus preta escapou por 3 pontos da Force India de Lego. A equipe começou 2011 com a dupla Kubica-Petrov, mas o acidente de Kubica fez com que a dupla mudasse para Heidfeld-Petrov. Mas Heidfeld andou mal e a dupla mudou-se para B.Senna-Petrov.

Bruno não andou mal no começo, mas declinou da Itália pra cá. Das duplas da Lotus Renault em 2011, apenas Petrov conseguiu de manter em todas as duplas em 2011. Saldo mais ou menos para a Lotus preta e dourada.

AT&T Williams

A Williams foi a maior decepção de 2011. Barrichello não conseguiu fazer milagre com a sua Williams e Maldonado tampouco. Barrichello salvou a equipe ao marcar 4 pontos (2 em Montecarlo e 2 em Montreal) . Maldonado conseguiu marcar 1 ponto em Spa, mas foi o segundo pior estreante com sobras.

No final, a Williams foi melhor só que as equipes nanicas que chamamos de Caterham, Marussia e HRT. Saldo bastante negativo para a equipe de Sir Frank.

Force India Formula One Team

A Force India conseguiu de vez ser a sexta melhor equipe da F1. E não conseguiu ser mehor por 3 pontos. Após não conseguir a sexta posição ano passado por 1 ponto, será que ano que vem a equipe não vai conseguir a quarta posição por 2 pontos e por aí vai. De olho na Force India ano que vem digo eu. Sutil começou o ano levando surra de Di Resta, mas depois mostrou quem é que manda naquela equipe. Quanto ao Di Resta, brigou o ano todo com Sergio Perez como o melhor rookie do ano e se saiu melhor.

Saldo bastante positivo para a equipe do Rio Ganges.

Sauber F1 Team

A Sauber tinha tudo para brigar duro com a Williams e Force India pelo sexto posto no campeonato. Comuçou o ano da melhor forma possível, mas viu a Force India evoluir e fazer uma ultrapassagem facílima. Restou a equipe de Peter Sauber brigar com a Toro Rosso pela sétima posição e usou a falta de retas longas de Interlagos para garantir a sétima posição sobre a rival taurina e paupérrima. Kobayashi não surpreendeu muito esse ano. Perez deu um susto ao bater de lado na Chicane do Porto. Voltou para o Canadá, mas não se sentiu bem e deu lugar a Pedro de la Rosa fazer o se sempre. Um café com leite normal do espanhol.

Eu não sei qual saldo eu dou, então eu vou dar um saldo mais ou menos para a equipe de Peter Sauber.

Scuderia Toro Rosso

A Toro Rosso evoluiu de 2010 para cá. A prima paupérrima da Red Bull era ao contrário da Red Bull, a mais rápida nas retas e não ser muito rápido nas curvas. Alguersuari foi um piloto bastante consistente durante o campeonato e Buemi sempre teve o azar do seu lado. Sempre esteve brigando com Force India e Sauber e perdeu para as duas, sendo que perdeu para a Sauber por 3 pontos.

Saldo mais ou menos para equipe prima da Red Bull, só que a Toro Rosso tem menos dinheiro.

Team Lotus

A Lotus esverdeada foi junto com a Force India, a que mais evoluiu de 2010 para 2011. Sempre esteve alcançando grandes feitos como ir a Q2 em algumas corridas com Kovalainen que foi um sinal de superação em 2011. Trulli superou seus problemas com os problemas hidraulicos em seu carro, mas a sorte não sorriu para o pescarense. E Trulli não correu em Nurburgring por problemas no seu contrato e foi substituido por Karun Chandhok. Chandhok reviveu Yuji Ide e não fez nada de relevante a não ser ficar rodando na pista e levar uma volta das duas HRT.

Saldo positivo para a Lotus esverdeada.

Hispania Racing Team F1 Team

Enfim, a HRT. É talvez a equipe mais simpática do fundão. Fez o de sempre que é ficar brigando com a Marussia pelo posto de décima primeira melhor equipe. A HRT começou com a dupla Liuzzi-Karthikeyan. Com um carro ruim, a dupla não se classificou para o GP da Austrália. Mas depois melhorou e nunca mais não se classificou. Karthikeyan foi sacado da equipe em Valência e Daniel Ricciardo entrou em seu lugar. Ricciardo andou muito bem durante o tempo em que andou pela HRT. Na Índia, Liuzzi foi trocado por Karthikeyan apenas por causa do marketing que conseguiria com um indiano no primeiro GP da Índia da F1.

Saldo mais ou menos para equipe mais adorada desse humilde blog.

Marussia Virgin Racing

A pior equipe da F1. A equipe tinha esperança de ter um carro bom com seu carro feito no computador, mas as esperanças foram aniquiladas com o pior carro de 2011. Glock parecia estar deprimido pro estar num carro tão ruim e não conseguiu fazer milagre com o MVR02. D’Ambrosio começou bem o ano, mas declinou desde quando eu falei que ele era um piloto que tinha futuro. D’Ambrosio recebeu o prêmio de pior rookie de 2011.

Saldo bastante negativo para a equipe da aeromoça Richard Branson.

Veja o ranking de saldos:

Saldo bastante positivo: Red Bull e Force India.

Saldo positivo: McLaren e Team Lotus.

Saldo mais ou menos: Lotus Renault, Toro Rosso, HRT e Sauber.

Saldo negativo: Ferrari e Mercedes.

Saldo bastante negativo: Williams e Marussia Virgin.

Uma coisa eu percebi nesse post: Toro Rosso significa Red Bull em italiano e Red Bull significa Touro Vermelho em inglês (dessa última eu já sabia) .

Veja fotos de carros de F1 patrocinados por marcas de cervejas:

Belle-Vue na March em 77

Löwenbräu na numa McLaren em 78

Michelob no carro de Keke Rosberg em 79

Skol e Pilsen na Fittipaldi-Copersucar

Warsteirner na ARROWS

Guiness no carro de Derek Daly em 1981

Labbats na Williams em 1990

Kronenbourg na Larrousse em 1994

Tourtel na Larrousse em 1994

Bitborger na Benetton em 1995

Kaiser na Forti Corse em 1995

Veltins na Williams em 1999

Beck’s na Jaguar Racing

Budweiser na Williams em 2004 e 2006

Kingfisher na Force India

Red Bull na Red Bull Racing e na Scuderia Toro Rosso

Dessa vocês já sabiam de longe.

Itaipava e TNT na Brawn GP no Brasil em 2009

Valeu!

Assunto nulo outra vez,mas tenho outros posts na minha caixola mirabolante.Envolvem a França e a Apple.

O segundo carro da Toro Rosso na F1 pode ser chamado no mínimo de polêmico. Este carro, possuía a mesma base do Red Bull RB3, o carro da equipe irmã” da STR. Algumas equipes se manifsteram contra isto, como a Williams e a Spyker, mas mesmo assim, ficou provado que eram carros diferentes, e o STR2 correu do mesmo jeito.

 

 

 

Apesar das semelhanças, os upgrades para os dois carro foram diferentes, assim como o desempenho. A STR agora corria com os motores fornecidos pela Ferrari, substituindo os Cosworth anteriores. Desenvolvido pelo famoso Adrian Newey, o carro não conseguiu tudo que era esperado, com várias quebras relacionadas ao câmbio. Para a segunda metade do campeonato o carro adquiriu uma maior confiabilidade, chegando ao melhor resultado do time, e também os únicos pontos: um 4° lugar de Vettel e um 6° de Liuzzi.

 

Temporada de 2008:

 

 

A STR ainda usou o STR2 para o início da temporada de 2008, enquanto terminava de desenvolver seu novo bólido. Porém este STR2 era chamado de STR2B, pois apresentava mudanças para optimizar o desempenho, ainda que com a mesma base do carro de 2007.
Dados:

 

Equipe: Scuderia Toro Rosso

 

Designers: Adrian Newey
————————–
Dados técnicos:

 

Chassis: Monocoque moldado em fibra de carbono

 

Suspensão: Feita de alumínio, titânio, e fibra de carbono, sistema pushrod, independente (suspensões dianteira e traseira)

 

Motor: Ferrari 056, 2.4 litros, V8, limitado a 19.000 RPM, aspirado naturalmente, montado logitudinalmente

 

Transmissão: 7 velocidades, e uma marcha reversa (marcha ré), sequencial, semi automática, montada longitudinalmente
 

Pneus: Bridgstone

Rodas: AVUS Racing
———————
Pilotos:

2007

18 Vitantonio Liuzzi

19 Scott Speed

19 Sebastian Vettel (substituiu Speed no 11° GP)
——

2008

14 Sébastien Bourdais

15 Sebastian Vettel
——————–
Pontos: 2007 – 8 pontos

2008 – 2 pontos

Corridas: 18 GPs em 2007

4 GPs em 2008

Vitórias: 0

Poles: 0

Voltas mais rápidas: 0

Posição no Mundial de Construtores: 7°(2007)

Talvez a temporada de 2008 de F1 foi a mais emocionante da história.Sem assunto eu vou fazer uma série falando sobre a temporada inteirinha.Hoje vamos ver as equipes de 2008.

SCUDERIA FERRARI MARLBORO

A equipe italiana vinha de um ano de 2007 muito bom.A equipe tinha em mãos um Ferrari F2008,Kimi Raikkonen e Felipe Massa.O carro era bom e bonito,todo vermelho e com uns códigos de barra.Raikkonen ficou com o título de 2007 e Massa ficou apenas em quarto em 2007.

BMW SAUBER F1 TEAM

A BMW Sauber foi uma das surpresas de 2007 com pilotos ótimos como Kubica e Heidfeld.O carro era em si ótimo.O BMW Sauber F1.08 era uma obra de arte.Rápido,elegante e bonito.Pilotos eram os melhores.Com uma dupla Kubica-Heidfeld,o sucesso seria alcançado facilmente.

ING RENAULT F1 TEAM

A Renault contava com a volta de Fernando Alonso e o filho do tricampeão Nelson Piquet.O carro era em si bonitas.A dupla Alonso-Piquet até que era razoável,mas aquela ordem de equipe no Cingapuragate botou má fama na equipe,mas isso já é história para outro dia.

AT&T WILLIAMS

A equipe de Frank Williams vinha de um ano razoável em 2007.Com a saída de Alexander Wurz da equipe,Kazuki Nakajima,pupilo da Toyota,entra no lugar do astríaco.Rosberg continuava na equipe.O carro,FW30,era patrocinado pela Petrobrás e tinha clássica pintura azul e branca.

RED BULL RACING

A equipe das latinhas continuava com as mesmas coisas de 2007.Mesmo estilo de pintura,mesmos pilotos,mesmos motores,etc.David Coulthard se preparava para sua aposentadoria dos F1 no final do ano e Mark Webber continuava como piloto da equipe.O carro trazia uma nova mudança que era a barbatana de tubarão que ajudava na velocidade.

PANASONIC TOYOTA RACING

A marca japonesa que gastava milhões anualmente vinha de um decepcionante temporada de 2007.Os pilotos seriam Ralf Schumacher e Jarno Trulli.O carro mantinha o esquema de pintura tradicional da equipe.A foto acima foi de um evento onde um Toyota TF108 aposta uma corrida com um batmóvel do filme Cavaleiro das trevas.

SCUDERIA TORO ROSSO

A equipe B da marca das latinhas trazia duas revelações:Sebastian Vettel e o multi-campeão da CART,Sebastien Bourdais.O carro era em si bonito,assim como os capacetes dos pilotos.Vettel dava show em chuva como no GP da Itália daquele ano,mas deixa esse assunto pra outro dia.

HONDA RACING F1 TEAM

A Honda tentava apagar a péssima temporada de 2007.A equipe seguia com os pilotos Jenson Button e Rubens Barrichello.O Honda RA108 mantinha algumas partes do carro com a pintura do globo terrestre.Eu não sei vocês,mas eu achei esse carro muito bonito.Rubinho era outro que queria apagar a temporada de 2007.Barrichello não marcou sequer um ponto.

SUPER AGURI F1

A equipe B da Honda vinha de um bom ano de 2007,mas a equipe passava por graves problemas finaceiros e nem a própria Honda queria ajudar a equipe.Takuma Sato era o xodó da equipe e Anthony Davidson era apenas um coadjuvante da equipe.O SA08 não era lá essas coisas,mas ficava na frente dos Force India facinho.

FORCE INDIA FORMULA ONE TEAM

A equipe indiana estreava na F1 depois de comprar a holandesa Spyker.O carro era o mesmo Spyker F8-VII do ano passado.Os pilotos seriam o pianista nas horas vagas Adrian Sutil e o experiente italiano Giancarlo Fisichella.Outro carro bonito,mas os capacetes dos pilotos eram uma “coisa” .

VODAFONE MCLAREN MERCEDES

A equipe tentava apagar o escandalo de espionagem que desclassificou a equipe em 2007.Alonso estava de saída,então chamaram Heikki Kovalainen para o lugar do asturiano.Hamilton continuava na equipe.O carro tinha o arco e os chifres de touro na parte dianteira e uma espécie de lâmina na parte lateral do carro.

No próximo capítulo do Review 2008 teremos o GP da Austrália de 2008.

Para ler a terceira parte,clique ali->Videos onboards de carros vencedores desde 2006-Parte 3.

Achei injusto o fato de ter carros que venceram corridas desde 2006 e eu não ter botado.Motivo:estava só botando os três melhores carros de cada temporada.Agora eu vou botar vídeos onboards de carros que venceram GPs,mas naõ ficaram na três primeiras posições da tabela.

Abaixo um Honda RA106 no circuito de Magny-Cours(pelo menos eu acho que é Magny-Cours),não sei quem está pilotando.
Este carro venceu o GP da Hungria de 2006 com Jenson Button.
 
Abaixo tem Fernando Alonso no circuito de Spa-Francochamps com um Renault R28.
Este carro venceu os GPs de Cingapura e o do Japão de 2008,ambas as vitórias foram de Fernando Alonso. 
Agora um Toro Rosso STR3 pilotado por Sebastien Bourdais no circuito de Spa-Francorchamps.
Este carro venceu o GP da Italia de 2008 com Sebatian Vettel.
REPRODUCTOR DE VIDEO
Agora temos um video da camera que fica no capacete do piloto.O carro é um Ferrari F60 pilotado por Felipe Massa no circuito de Sakhir.
Este carro venceu o GP da Bélgica de 2009 com Kimi Raikkonen.

Agora sim acabou esta minissérie,puff!! até que enfim acabou,dá um trabalho.

Tuíter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Calendário

agosto 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 18 outros seguidores